Nervinha perguntou em Artes e HumanidadesPoesia · Há 2 meses

Literatura/urgente?

Última flor do Lácio, inculta e bela, És, a um tempo, esplendor e sepultura: Ouro nativo, que na ganga impura A bruta mina entre os cascalhos vela...Amo-te assim, desconhecida e obscura. Tuba de alto clangor, lira singela, Que tens o trom e o silvo da procela, E o arrolo da saudade e da ternura! Amo o teu viço agreste e o teu aroma De virgens selvas e de oceano largo! Amo-te, ó rude e doloroso idioma, Em que da voz materna ouvi: \"meu filho!\",E em que Camões chorou, no exílio amargo, O gênio sem ventura e o amor sem brilho! Olavo Bilac O telurismo (apego à terra) é um traço constante da literatura brasileira, pois pode ser percebido em escolas literárias como o Romantismo e o Modernismo. Tal marca é também confirmada pelo seguinte verso do poema do parnasiano. O telurismo (apego à terra) é um traço constante da literatura brasileira, pois pode ser percebido em escolas literárias como o Romantismo e o Modernismo. Tal marca é também confirmada pelo seguinte verso do poema do parnasiano Olavo Bilac: *

a) "Amo teu viço agreste e o teu aroma".

b) "Amo-te assim, desconhecida e obscura".

c) "Tuba de alto clangor, lira singela".

d) "Em que da voz materna ouvi: meu filho".

e) "O gênio sem ventura e o amor sem brilho".

1 Resposta

Classificação
Tem mais perguntas? Obtenha suas respostas perguntando agora.