promotion image of download ymail app
Promoted
Anônimo
Anônimo perguntou em Animais de EstimaçãoOutros - Animais de Estimação · Há 2 meses

Porque tem pessoas que maltratam animais?

8 Respostas

Classificação
  • Há 2 meses
    Resposta favorita

    Não existe pessoas que maltratam animais, porque quem faz isso não são pessoas. São lixos.

    • Commenter avatarFaça login para comentar as respostas
  • Há 2 meses

     Você come carne? A invenção mais cruel do ser humano. É a maior urgência, pois quando passarmos a ter respeito por si próprio e considerarmos a ética, mudaremos o paradigma da opressão e os mais oprimidos são os bichos, animais não humanos. Os bichos são racionais porque pensam, são sapientes. Nós humanos somos racionais e inconsequentes.

      Quem fizer a um ser humano o mesmo que se faz aos animais criados para o abate será preso por muitos anos e considerado um psicopata. Os animais também sentem dor, mas estes são tratados de forma diferente pela lei porque os crimes cometidos contra eles rendem lucros bilionários aos empresários e ao governo. Em questão de alguns anos, é possível que a adoção de uma dieta sem carne e derivados animais seja questão de sobrevivência para as pessoas em locais com escassez de água, já que a produção de carne requer quantidades enormes de água potável, sem falar na área de terra necessária para produzir o alimento consumido pelos animais. Os animais são ainda em ultima instância em se tratando de ética e respeito aos seres vivos. Agora que já não é mais aceitável escravizar índios, negros, pobres ou oprimir - pelo menos abertamente - as mulheres, ainda é possível que o mesmo seja feito aos animais. Ainda é aceitável que tudo em nossa cultura, especialmente a linguagem e alimentação, sejam de modo a inferiorizar os animais. Com esse ato, a espécie humana torna-se lamentavelmente inimiga de si mesma, seja por acabar a própria casa onde habita, seja por inferiorizar outros seres, esquecendo-se que também é um animal, e como todos os outros, depende de uma cadeia ecológica baseada principalmente na cooperação.

      Seguimos a cultura antropocêntrica, cuja teoria se baseia no homem como centro do Universo. É que a ideologia especista está tão profundamente enraizada em nossa mente, que nós agimos como se realizássemos um comportamento natural, sem perceber que suas regras são arbitrárias e mais ou menos inconsistentes. Embora as ciências empíricas já tenham provado que estes argumentos são inconsistentes, eles ainda se encontram arraigados tanto no senso comum quanto na tradição filosófica e religiosa, e durante séculos tem se constituído em dogma oficial da Igreja Católica. Em seguida será demonstrado que a partir da noção da personalidade, enquanto característica distintiva dos homens em relação aos demais seres vivos, foi sendo construída a ideologia especista que está por detrás da ética que exclui os animais da esfera de consideração moral.

      Como explicar o valor e a importância de um regime liberal e democrático a quem tenha vivido apenas sob sistemas autoritários?

    Mesmo os métodos pedagógicos majoritários hoje contribuem mais para a alienação e a perpetuação da idiocracia social do que para a formação de pessoas conscientes e aptas a fazer a diferença positiva no mundo.

    Como não temos uma educação humanitária, que preze pela não violência, a maioria das pessoas segue consumindo esses produtos do sofrimento e da exploração de animais inocentes.

     Os animais não tem a "inteligência" para inventar meios de aniquilar a seus semelhantes e de destruir o mesmo ambiente que permitiu que eles existissem. Se a espécie humana usasse sua inteligência para fins produtivos, viveríamos em um mundo bem mais equilibrado, sem a maior parte dos problemas que temos hoje.

      Essa orientação, contudo, nem sempre é eficaz, porque as pessoas tendem a se apegar emocionalmente a certas concepções que, às vezes, trazem consigo desde a infância e rejeitam qualquer nova explicação.

    Pressuponho que o consumo de carne por parte de alguns, não seja pela premissa de um instinto cruel, convenhamos que seja resultado de falta de reflexão ou hábitos herdados.

      O homem foge da sua essência orgânica que é tão animal quanto os seus semelhantes não humanos, criando uma fantasia de "acima do animal" por temer e não saber lidar com a sexualidade inerente a todos os seres vivos. A dor e o sofrimento em sentido amplo são manifestações primariamente orgânicas que se revelam igualmente relevantes tanto em humanos quanto em não humanos. Todo animal deve poder manifestar seu comportamento natural. Temos, pois, um dever direto positivo para com animais humanos e não humanos: o de protegê-los de nossos atos, quando esses forem causadores de dano, dor ou sofrimento e um dever direto negativo, o de não lhes infligir dor injustificadamente. Nisso consiste o princípio da igual consideração de interesses semelhantes, sem o qual não se pode promover o respeito à singularidade da condição animal, comum a membros da espécie.

      Se aprenderem que o humano é um animal, saberá que o respeito é muito do humano e não a violência.

      Somos onívoros por cultura, pois estamos fora da cadeia alimentar a partir do momento que produzimos alimentos e temos modos à mesa. Onívoro come seu inseto ou bichos maiores ainda sangrando. Alguns homens são carniceiros. A dieta natural do ser humano é a vegetariana. Carne faz mal para nossa saúde, pois é alimento morto. Até mesmo cachorros são vegetarianos. E alguns primatas ainda são onívoros. Nós já evoluímos neste ponto.

      O diferencial não são os nossos direitos e sim nossas responsabilidades, pois os direitos nos tornam todos iguais, apenas o chamar a responsabilidade para si é que nos tornam únicos.

    -...amai ao vosso semelhante como a vós próprios... Não seria a solução de todos os problemas da humanidade?

    Estamos vivendo em uma época em que isto está ocorrendo, apenas que vivemos numa época dominada por suicidas e baixa autoestima. Quando tivermos estima em alta e pautarmos pelo valor maior da vida esta solução será natural.

      Nenhuma pessoa inteligente escolheria participar de qualquer ato abominável, pois estas possuem princípios, valores morais (humanos), apresentando-se corajosamente como integrante da humanidade emocionalmente saudável.

      A nossa humanidade se realiza na medida em que somos capazes de nos colocarmos no lugar do outro e acolher essa vivência e o sofrimento vivido como experiência nossa e diante deste sentimento compartilhado ajudar a domar a dor dessas feridas. É necessário que sejamos capazes de violar essa lógica, sejamos capazes de ver algo além desse arcabouço teórico imposto a nós desde tenra idade, uma imposição covarde, porque naquela idade não possuíamos o discernimento necessário para uma escolha correta.

    Referência:

    https://www.youtube.com/channel/UCTyLJUfmZCc2BHFhb...

    • Commenter avatarFaça login para comentar as respostas
  • Há 2 meses

    Porque são lixos humanos e ambulantes, deveriam morrer!

    • Commenter avatarFaça login para comentar as respostas
  • Há 2 meses

    São podres de alma.

    • Commenter avatarFaça login para comentar as respostas
  • O que você acha das respostas? Você pode entrar para votar em uma resposta.
  • Há 2 meses

    porque alguns seres humanos possuem retardado mental acelerado que pode causar confusão e degradação da capacidade cognitiva

    • Commenter avatarFaça login para comentar as respostas
  • Há 2 meses

    Uma pessoa que maltrata um animal com certeza está desequilibrada emocionalmente, carente e afastada de Deus. Isso sem falar que não tem amor próprio. Quem não se ama não pode amar a ninguém

    • Commenter avatarFaça login para comentar as respostas
  • Há 2 meses

    Acredito que são pessoas frias,incensíveis,sem coração ou sofreram alguma violência na infância.

    • Commenter avatarFaça login para comentar as respostas
  • Anônimo
    Há 2 meses

    Pq não gostam.         

    • Commenter avatarFaça login para comentar as respostas
Tem mais perguntas? Obtenha suas respostas perguntando agora.