promotion image of download ymail app
Promoted
Anônimo
Anônimo perguntou em Ciências SociaisPsicologia · Há 2 meses

Podem me dar os métodos?

Eu sou um inapto absoluto, no meio do Darwinismo social eu não tenho vez... Não consigo progredir no mercado de trabalho, tenho diversos transtornos psicóticos e autismo, não consigo suportar tds os desafios e problemas que todos passam na vida... Eu sou um completo fracasso como ser humano, vivi e continuei vivendo por parasitismo seja com as minhas internações, medicações, tempo gasto das pessoas e etc... Tudo isso pra apenas evitar a minha ida e falhando em resolver algo da minha saúde  e espírito. Por favor... Eu sou um homem de 45 anos, não tenho entes queridos, cargos, passatempos ou seja lá algo a ver com vontade de continuar. Eu só tinha a minha mãe e ela se foi... Eu imploro, por favor, me indiquem métodos para me suicidar de forma prática e rápida. Me ajudem pra aliviar o meu sofrimento e todo o fardo que faço... Agradeço desde de já.

6 Respostas

Classificação
  • Há 2 meses

    Parto do pressuposto que está vendo a felicidade como uma ideia vendida, não inata. Ou seja, vc tá se medindo por valores, e se há vencedores e porque muitos estão perdendo.

    Sem querer, por mais que vc não saiba, suas atitudes influenciam seu redor. Vc vota, consome, diz palavras bonitas ou rudes pra quem vê na rua, na internet ou em jogos online e mostra sua insatisfação com a vida no Yahoo. Só sei que nessa vc já chamou a minha atenção pra essa sociedade mesquinha e eu nem te conheço, mas prezo (como estritamente vegetariano, ou vegano como quiser chamar), pela sua vida, mesmo que o máximo que eu possa fazer seja escrever um texto enorme. E se esse texto enorme for o suficiente pra vc não se matar pelo menos nesse momento que estou a escrever, pra mim ja vale algo. VALE o tempo, o texto, mas a sua vida e de VALOR INESTIMAVEL. Caso ainda queira se matar, então lute (através de ideias) por um sistema mais equitativo.

    • LuizHá 2 mesesDenunciar

      Esse texto é muito gentil da sua parte, obrigado por escreve-lo.

    • Commenter avatarFaça login para comentar as respostas
  • Há 2 meses

    Amigo, eu entendo o que fala. Sou casada com um homem que também passou a juventude internado, lutando contra vícios, contra sua patologia mental. E depois de 5 anos de luta, de idas e vindas, o aceitei como é: uma pessoa doce, amorosa, carinhosa e sem nenhum preparo para a vida. Consegui para ele um LOAS e ele recebe mais uma ajuda do pai, o que lhe dá uma vida tranquila. Sua mãe e avó faleceram, então, só tem a mim. Há quase 2 anos retomamos nossa vida e el

    e está feliz e me faz feliz.

    Então, minha sugestão para você é: olhe suas qualidades. Olhe para si mesmo e veja o valor que tem. Alguém deve estar procurando uma pessoa exatamente como você, para faze-la feliz.Cuide-se. Aprenda o máximo que puder, mude para melhor o máximo que puder. E o que não puder melhorar, aceite.

    E seja feliz.

    • Commenter avatarFaça login para comentar as respostas
  • Bruno
    Lv 7
    Há 2 meses

    Você pode ser fracassado socialmente, mas ontologicamente você tem muito valor. A sua experiência humana de ter transtornos mentais não faz de você inferior como ser humano. Você é imagem e semelhança do Criador e sua condição de portador de transtorno pode faze-lo evoluir espiritualmente. Leia o livro "Imitação de Cristo" de Tomas de Kempis. Esse livro, escrito para monges, tem excelentes mensagens para pessoas que estão privadas da glória do mundo, como você.  

    • LuizHá 2 mesesDenunciar

      Entendo e obrigado. Embora esse fracasso tenha um valor metafísico também, eu agradeço e considero sua ajuda.

    • Commenter avatarFaça login para comentar as respostas
  • Há 2 meses

    Você não é um fracasso, é um lutador e lutadores também perdem. tudo que passou pode lhe servir de impulso para alavancar sua vida, se analisar da maneira correta os medos te deixam mais fortes. Sugiro que leia sobre Viktor Frankl, veja entrevistas dele no Youtube, este homem foi para os campos de concentração na segunda guerra e saiu deles mais forte, desenvolveu um metodo de terapia que faz com que as pessoas busquem encontrar sentido na vida. è exatamente o que você precisa, veja algo que você faz bem e pode proporcionar bem aos outros. Não olhe para si como um derrotado, pois assim os outros o enxergarão. estude sobre Logoterapia, traga sentido a sua vida!!!

    Força!!!

    • Commenter avatarFaça login para comentar as respostas
  • O que você acha das respostas? Você pode entrar para votar em uma resposta.
  • Há 2 meses

    acho que a chave pra você tá na aceitação, enquanto não se aceitar, enquanto recusar seus problemas (psicológicos), nunca irá ter paz de espírito. eu até entendo a sua angústia perante a um mundo onde ser mais belo, ambicioso, popular, é o que ''ganha'', mas tente não deixar isso te afetar tanto, têm muitas pessoas que se recusam a viver esse ''estilo de vida'', que não ligam pra superficialidades e ao que as pessoas exigem, esses realmente experimentam a verdadeira paz, a verdadeira felicidade. se aceite, tenha mais amor por si mesmo, fuja desses pensamentos que tiram tanto sua paz. concordo plenamente com o andré. 

    • LuizHá 2 mesesDenunciar

      Não é apenas sobre as exigencias. Como um todo, eu não acho passatempo ou qualquer tipo de vocação. A ausência de relevância é o problema... Mas, obrigado pelo texto. 

    • Commenter avatarFaça login para comentar as respostas
  • Há 2 meses

    Busque ajuda com pessoas numa igreja evangélica pois eles conseguem fazer você progredir.

    • Commenter avatarFaça login para comentar as respostas
Tem mais perguntas? Obtenha suas respostas perguntando agora.