Alessa
Lv 5
Alessa perguntou em Artes e HumanidadesFilosofia · Há 6 meses

Como ser mais racional?

20 Respostas

Classificação
  • Há 5 meses

    Não seja ignorante. Uma pessoa racional leva todos os fatos e seus detalhes importantes em conta antes de tirar sua conclusões. Não deixa nada para trás.

    Fonte(s): Bom-senso também é bom. Não custa nada. λ³
    • Commenter avatarFaça login para comentar as respostas
  • Há 5 meses

    Compreender a real existência da vida, através das respostas das perguntas que mais incitam a curiosidade das pessoas; que são aquelas: quem nasceu primeiro, o ovo ou a galinha? Será que esta primeira forma de vida surgiu em nosso planeta ou chegou aqui após ser formada? Será que a vida foi mesmo criada por ação de uma divindade? A Terra primitiva possuía as condições necessárias para a formação da vida?

    E ainda hoje são várias hipóteses que tentam explicar como a vida surgiu:

    A primeira explicação surgiu com o criacionismo, uma das ideias mais antigas sobre a origem da vida, esta ideia defende que os seres vivos do nosso planeta surgiram por ação divina, assim como descrito na Bíblia, mais precisamente no livro de Gênesis. Essa ideia foi disseminada aos fiéis, em várias partes o mundo.

    A segunda hipótese mais aceita foi a Panspermia: Hipótese astronômica que diz que a vida teve origem em outro planeta e foi trazida para o planeta Terra carregada por meteoros que trazia formas de vida bastante simples. Dentre as críticas feitas a essa hipótese, podemos destacar o fato de que o espaço é um ambiente muito hostil para permitir que seres vivos sobrevivam a essa jornada por diferentes locais. Atualmente esta é uma teoria desacreditada, principalmente pelo fato de que ela transfere o “problema” do mau entendimento da origem da vida, para outro planeta.

    A terceira mais aceita, foi a Abiogênese ou geração espontânea: é uma hipótese de 1660 que afirma que os seres vivos podem surgir da matéria sem vida. Dizia-se que algumas substâncias possuíam “força vital” capaz de produzir seres vivos. Essa teoria teve como defensores filósofos e cientistas como Aristóteles, René Descartes e Isaac Newton. (...).

    Em 1859 Charles Darwin, naturalista inglês, desenvolveu uma teoria evolutiva que é a base da moderna teoria sintética (limitado a extensão do significado da resposta): Segundo Darwin, os organismos mais bem adaptados ao meio têm maiores chances de sobrevivência do que os menos adaptados, deixando um número maior de descendentes. Os organismos mais bem adaptados são, portanto, selecionados para aquele ambiente.

    Por volta de 1860, com os experimentos realizados por Louis Pasteur, conseguiu-se comprovar definitivamente que os microrganismos só surgem a partir de outros preexistentes. Experiências que coube o papel de tornar mundialmente conhecida como a lei da biogênese: A vida só se origina de outra forma pré-existente e não de um "Princípio ativo" que segundo Aristóteles, poderia ser um objeto inanimado, ou que a matéria inanimada se transformava em algo vivo conforme a carta de Darwin. Assim as experiências do médico e biólogo italiano Francesco Redi e Louis Pasteur acabaram sepultando definitivamente a teoria da abiogênese (suposta formação de organismo vivo com base em matéria não viva; geração espontânea); e nada na história foi sugerido que pudesse refutá-lo – até que surgiu uma pergunta: Como surgiu a vida? Na falta dessa resposta, o pensamento científico dominante continuou explicando a vida na Terra pela Evolução Biológica das Espécies, o que desagrada várias religiões baseadas na Gênese Bíblica.

    Nesta reciprocidade (dogmas religiosos e situações inversas das teorias aceitas pelas comunidades cientificas), me levou no ano de 1993, a fazer reflexões sobre a essência da vida, isto é, aquilo que constitui a natureza das coisas: o átomo. Processo inicialmente interpretado pelo cientista grego Demócrito, e seus discípulos que ainda apresentaram outras ideias bonitas sobre o assunto, chamada de teoria atômica, que vem se mantendo há mais de dois mil anos. Exemplos: nosso mundo é formado de átomos, e nossas experiências e reconhecimentos são telegramas atômicos.

    “Quando, no mundo, aparece uma coisa nova, na realidade não é nada de novo que surge, senão apenas o fato de que os átomos invisíveis, que sempre existem, se juntam em bandos, como os pombos para a comida”.

    “Quando uma coisa some, nada se destrói, mas os átomos separam-se, como os pombos esvoaçam depois de se nutrirem, para tornarem a ficar sozinhos e invisíveis debaixo das cornijas até que, em dado momento, voltam a formar um bando”.

     “Quando, no azul do céu, se agrega uma nuvem, é porque os grupos de átomos da água, que até então pairavam individualmente e, portanto, eram invisíveis, acumularam-se para formar neblina visível; quando a água da chuva se evapora das pedras úmidas, os átomos tornam a dispersar-se”.

    A criança que cresce representa átomos que se criam em seu corpo, e o cadáver que se decompõe faz os átomos voltarem à circulação da natureza que “temporariamente neste corpo haviam-se juntado para o bem e/ou para o mal”.

    Sendo assim, antes mesmo de conhecer a Física Quântica (comportamento de sistemas em escala atômica ou molecular do conceito quântico, que demonstra que partículas subatômicas se encontram ligadas de um modo intrigante e inesperado mesmo quando separados, por qualquer distancia), eu já havia interpretado uma mecânica em que o átomo além de se dividir em três energias, há uma disciplina individual entre as mesmas (prótons, elétrons e nêutrons). Aos prótons ficou o poder positivo, mas com o retorno negativo, aos elétrons ficou o poder negativo, mas com o retorno positivo. Com relação aos nêutrons, ficou a responsabilidade de atuar de moda a desequilibrar as forças positivas e negativas em seus referidos limites. Assim neutraliza o início e fim. Energias que vêm do lugar para onde vão, e vão para o lugar de onde vêm assegurar o equilíbrio térmico da vida no ciclo da Nossa História alternado ao ciclo da Pré-História e vice-versa repetidamente no planeta Terra. Conforme Diagrama anexado abaixo:

    Attachment image
    • Commenter avatarFaça login para comentar as respostas
  • Há 6 meses

    Estude lógica em filosofia, e se envolva com pessoas que estudam isso, para sempre que for debater com elas, elas corrijam você. E assista debates também, é bom, às vezes assisto a algum debate teológico (mesmo sendo ateu), ou político, ou ético, para ouvir os pontos e premissas que formam as argumentações.

    • Commenter avatarFaça login para comentar as respostas
  • Há 5 meses

    Boa noite, anônimo, não agindo de maneira precipitada e impetuosa, nem se negando a escutar as orientações dos outros!

    Inscreva-se em meu canal do YouTube: HTTPS://www.youtube.com/c/SávioChristiHistóriaemquadrinhosemfoco !

    Fonte(s): Maneiras de ser mais racional e eu mesmo!
    • Commenter avatarFaça login para comentar as respostas
  • O que você acha das respostas? Você pode entrar para votar em uma resposta.
  • Há 5 meses

    Comece ouvindo mais Racionais Mc's

    • Commenter avatarFaça login para comentar as respostas
  • Há 5 meses

    É tipo: Está achando fácil? Tenta.

    • Commenter avatarFaça login para comentar as respostas
  • Anônimo
    Há 5 meses

    Sendo mais racional

    • Commenter avatarFaça login para comentar as respostas
  • Há 5 meses

    Aprenda a programar.

    Não existe forma melhor de desenvolver raciocínio lógico do que com programação.

    Computadores entendem apenas instruções lógicas, eles são os melhores "professores" que você irá encontrar.

    • Commenter avatarFaça login para comentar as respostas
  • Bruno
    Lv 7
    Há 6 meses

    Ser racional é uma asa, a outra asa é a afetividade e a fé na vida. Muito estudo interdisciplinar é o caminho para se tornar mais racional.

    • Commenter avatarFaça login para comentar as respostas
  • Estude lógica, Leia bastante

    • Commenter avatarFaça login para comentar as respostas
Tem mais perguntas? Obtenha suas respostas perguntando agora.