Anônimo
Anônimo perguntou em SaúdeSaúde Mental · Há 1 ano

Ataque de síndrome do pânico na hr q vou para escola?

4 Respostas

Classificação
  • Há 1 ano

    • Se entender que vivemos num mundo que existe mais coisas negativas que positivas, precisamos travar uma luta constante para sermos bem sucedido. Não há vitória sem luta. Se tivermos que travar uma luta, logicamente precisamos de armas que sejam eficientes, também sabedoria em usá-las. Todas as coisas têm dois lados, o positivo e o negativo. Sendo assim, coisa positiva tem o lado negativo, e coisa negativa tem o lado positivo. Note que o professor na sala de aula, vive passando problemas para os alunos! Mas como? Ele quer prejudicá-los? Não, mas ajudá-los. Mas como ajudá-los trazendo problemas para eles? Calma, é que como toda a coisa tem dois lados, ele está usando o lado positivo do negativo. Os alunos que também veem o lado positivo entram em sintonia com o professor e assim passam a falar a mesma língua facilitando o aprendizado. Os alunos que vêem do lado negativo acabam chegando a conclusão de que o professor não vai com a cara deles. Mas, como se o professor é o mesmo, como também o problema! A diferença está na maneira de ver o mesmo problema. Note que o mundo também é mestre em nos passar problemas. Mas, qual a diferença? Só porque não estamos na sala de aula, nem diante do professor? As coisas continuam tendo os dois lados, positivo e o negativo. Onde então a diferença? Na maneira de vê-los. Isso se pode controlar, ou seja, de que lados querem vê-lo. Se você vê o mundo como uma extensão da sala de aula, ele vai ser. Talvez já tenha ouvido alguém dizer que o mundo é uma escola. Não é o tamanho do problema que conta, mas sim o seu tamanho em relação a ele. Se encará-lo de baixo pra cima, ele fica cada vez maior. Se encará-lo de cima para baixo ficará cada vez menor! É importante também saber que pensamento positivo atrai pensamento positivo, assim como o negativo atrai o negativo. Quando concentramos nos pensamentos positivo vem outros positivos, assim se concentrarmos em pensamentos negativos, virá outros negativos. Os positivos resultam em ânimo, os negativos em desânimo. Quando estamos animados nossa força aumenta, mas se desanimados nossas forças nos abandonam. Aí então que a dona Derrota já vem de braços abertos para nos envolver! Sai pra lá, sua covarde, só nos ataca quando estamos na pior. Mas ela não tem culpa. Foi à gente mesmo que foi provocá-la com pensamentos negativos! Nós temos essa liberdade de escolha. Ainda mais sabendo que o que valoriza uma pessoa é o tipo de problemas que ela consegue resolver. Se apenas consegue resolver problemas que a maioria resolve, ninguém te da valor, mas se consegue resolver problema que a maioria não consegue, isso faz a diferencial. Se sempre foge dos problemas difíceis, como irá aprender a lidar com eles? Agora em posse dessas armas que coloquei em suas mãos, que tal ver se elas funcionam? Se tiver dificuldade de achar o lado positivo de seu problema estou aqui para te ajudar. Mais detalhes josue.saulo@hotmail.com http://assuntosespirituaisavansados.blog.../

  • Há 1 ano

    Eu tive isso em 2016 na escola, acho que a melhor opção é procurar um psicólogo ou psiquiatra.

  • Anônimo
    Há 1 ano

    Em 2015 eu passei por algo parecido, só que geralmente esses ataques eram durante a madrugada, impedindo que eu conseguisse dormir.

    Faltei muito na escola naquele ano e também estava sofrendo com depressão por conta de baixa auto estima.

    Abandonei os estudos naquele ano pois não tinha mais condições de estudar, isso foi o estopim para nascer essa pessoa perturbada e doentia que sou hoje em dia.

    Aconselho que procure ajuda, não deixe essa situação se agravar, por que isso é só o começo de um tormento!

  • Há 1 ano

    A síndrome do pânico causa isolamento e afasta a pessoas do resto da sociedade.

    Acho melhor você procurar um psicólogo, um psiquiatra ou um neurologista. Ele poderá resolver a sua situação.

Tem mais perguntas? Obtenha suas respostas perguntando agora.