Anônimo
Anônimo perguntou em Sociedade e CulturaReligião e Espiritualidade · Há 5 meses

Deus não perdoa esse tipo de gente mesmo que peça perdão porque esse pedido de perdão é da boca pra fora no céu não vai ter pessoas assim?

Esse cara pode ter enganado muitos homens mas Deus ele não conseguiu enganar

Attachment image

6 Respostas

Classificação
  • Há 5 meses

    Kkkkkk tiro nele

  • Anônimo
    Há 5 meses

    Hipócritas imundos como a maioria de vocês que comentaram não irão para o céu, isso já está definido, aceitem vocês ou não.

  • L M
    Lv 7
    Há 5 meses

    Todos havemos de morrer um dia, como estaremos nesse além da vida? Será que vamos ficar armazenados em algum galpão celestial, aguardando o juízo final? Ou quem sabe, prostrados diante do trono divino, em adoração, pela eternidade afora? Ou talvez sentados à beira de uma nuvem tocando harpa?

    Será que uma natureza dinâmica como é a do ser humano iria suportar um estado de inatividade, inócuo e vazio, por toda eternidade?

    As divergências na Igreja começaram muito cedo e acentuaram-se com o Concílio de de Nicéia de 325 convocado pelo imperador Constantino.

    Houve a disputa entre os seguidores de Ário que diziam que como consta em diversas passagens nos 4 evangelhos do N T hierarquicamente Jesus era inferior a Deus e os de Atanásio que os 2 estavam no mesmo plano. Durou vários séculos a alternância de validade entre elas.

    Com relação ao inferno desde o início as opiniões entre os chamados Pais da Igreja divergiam. Orígenes considerava que no inferno “as torturas aí sofridas como sendo provocadas pela própria consciência do pecador”. Para Atanásio “os maus serão julgados para toda a eternidade”.

    Em 543, Justiniano publicou um édito, em que expunha e condenava as principais idéias de Orígenes, sendo uma delas a da preexistência do espírito que está em

    Genêsis 2:7 "Então o SENHOR modelou o ser humano do pó da terra, feito argila, e soprou em suas narinas o fôlego de vida, e o homem se tornou um ser vivente.¨"

    Logo, preexistente é o espírito, sopro de vida (ruach do hebraico) que torna o corpo um ser vivente; o espírito trouxe vida que tinha -- Perfeito com a Reencarnação para nova tentativa onde falhara em corpo anterior. ------ Quem tinha vida era o espírito para tornar o corpo o ser vivente,

    Também nesse Concílio houve esta declaração para combater o ensino dos misericordes, e ratificada pelo papa Virgílio:

    "Se alguém afirmar ou crer que o sofrimento e o castigo dos demônios e dos ímpios estão limitados no tempo e que algum dia terão fim e que haverá também reconciliação universal com os demônios e com os ímpios, que este seja condenado"

    O Concílio de Constantinopla, o quinto dos Concílios, não passou de um encontro, mais ou menos em caráter privado, organizado por Justiniano, que, mancomunado com alguns vassalos, excomungou e maldisse a doutrina da preexistência da alma, apesar dos protestos do Papa Virgílio, com a publicação de seus Anathemata.

    A Igreja aceitou o edito do Justiniano – “Todo aquele que ensinar esta fantástica preexistência da alma e sua monstruosa renovação será condenado” – como parte das conclusões do Concílio. Portanto, a proibição da doutrina da reencarnação não passa de um erro histórico, sem qualquer validade eclesiástica. (KERSTEN, 1988, pp. 239-241).

    ainda imaginam

    Novos esclarecimentos sobre a influência dos seres do mundo extrafísico sobre o mundo material em que vivemos envergando uma vestimenta de carne ligada pelo cordão de prata ao nosso corpo perispiritual milenar que em sua trajetória pelas sucessivas reencarnações em orbes planetários passou pelas mais variadas experiências notoriamente no planeta Terra de agora

    Trechos da carta de Tancredo Neves em espírito quando o Brasil passava por influência entre 2003, 2015 de espíritos da maldade semeando a derrocada da nação brasileira a servir pela imantação a essas forças da escuridão e das trevas secularmente por milênios reticentes a pratica do bem àqueles que em baixa frequência vibratória espiritual com eles sintonizaram na presente reencarnação com a cobiça, mentindo e invertendo os efeitos que produziram pela enganação para almejar enriquecimento a custa da corrupção, ideologia desumana mas não vencidos totalmente pois pretendem ainda dar a volta depois da derrota ocorrida

    “Estamos em plena guerra espiritual, na qual o campo de batalhas está cada vez mais próximo de nós, de nossas famílias, de nossas vidas. Não mais podemos pensar num tempo de tranquilidade ou de aparente segurança, pois ninguém está seguro diante dos lobos travestidos em peles de ovelhas com seus discursos preparados para enganar e levar a multidão a erro. Em troca, deixam as migalhas caírem de seus cofres particulares, ou dos cofres e das contas bilionárias das quadrilhas que tomaram de assalto e aparelharam o governo, o país e as instituições que deveriam nos representar. (.)

    ....

    Mas não estão sós esses homens que assim agem. Como marionetes das forças das trevas, eles representam um forte aparato de guerra que é utilizado a fim de retardar o progresso e fazer com que as instituições do bem sejam afetadas diretamente, pela força, a arrogância, as mentiras e as pretensões das quais se valem para fazer afundar o barco da nação brasileira.

    Não se acanhem, não se iludam. Estamos em plena guerra espiritual, e, numa guerra, onde estarão os representantes de um reino em tudo superior aos reinos falidos dos homens e dos representantes das sombras?

    Oremos, sim, rezemos mais ainda, mas sobretudo nos posicionemos, em nossas redes sociais, em nosso círculo de ação, em nossas famílias, no trabalho e na sociedade, enquanto é tempo - antes que seja levantada a bandeira da escuridão a substituir a do bem no seio do Brasil. Esteja de que lado estiver, defenda você qualquer ideologia que defender, qualquer partido político ou religião, saiba que você não está fora dessa luta e, se não se posicionar urgentemente, será arrastado pelo caudal das lutas e provações que já se avizinha da gente brasileira, ocasionado pela política desumana e sombria dos seres das trevas e de seus representantes políticos no mundo.

    Relembrando o pensamento de Edgard Cayce, numa de suas profecias modernas: nenhuma instituição, nenhuma família, ninguém ficará isento de passar pelas lutas e pelas provações coletivas que se abaterão sobre a nação neste momento grave de provas a que serão submetidos o povo brasileiro e o mundo em geral

    Não nos enganemos, meus amigos, pois não estamos lutando "contra a carne e o sangue", mas, como disse o apóstolo Paulo, "contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade".

    (.)

    Precisamos formar um feixe de varas, estar juntos, embora não fundidos, mas, sobretudo, precisamos nos unir no propósito de enfrentar as hostes da maldade instaladas em Brasília e nos bastiões do poder em todo o território brasileiro. A bandeira do bem e da justiça urge ser hasteada, e os bons, os que dizem representar o bem, precisam sair de seu ostracismo e mostrar que realmente representam uma política divina, e não a política humana marcada pela corrupção dos valores e da fé."

    Robson Pinheiro pelo espírito Tancredo Neves, na companhia dos espíritos José do Patrocínio e Getúlio Vargas

    Belo Horizonte, 04/08/2015

    http://www.luzesdanovaera.com.br/artigos/2015/08/1...

  • Só não existe perdão para aqueles que profanam a santidade do T. P.

  • O que você acha das respostas? Você pode entrar para votar em uma resposta.
  • Há 5 meses

    Deus não perdoa apenas a blasfêmia contra O Espírito Santo, todos os outros pecados, se em arrependimento e busca pelo abandono, serão perdoados... contudo, quem agora está em pecado e amando o pecado em que está não pode amar a Deus, logo, já está condenado.

    leia o evangelho.

  • Em apocalipse já fala claramente quem ficará de fora.

    Fonte(s): Ensina ele ai, Cacounger
Tem mais perguntas? Obtenha suas respostas perguntando agora.