Lula: o principal é reeleger a Dilma. FHC ? Sinto pena !A dilma já está reeleita.E agora,tucanos?

http://www.conversaafiada.com.br/wp-content/uploads/2013/03/charge-bessinha_ovo-de-pascoa-recheado.jpg O Nunca Dantes deu ao Valor (o PiG (*) cheiroso) e a Vera Brandimarte, Cristiane Agostine e Maria Cristina Fernandes suculenta entrevista. A seguir, alguns trechos: O Brasil nunca esteve em tão boas mãos... mostrar mais http://www.conversaafiada.com.br/wp-content/uploads/2013/03/charge-bessinha_ovo-de-pascoa-recheado.jpg

O Nunca Dantes deu ao Valor (o PiG (*) cheiroso) e a Vera Brandimarte, Cristiane Agostine e Maria Cristina Fernandes suculenta entrevista.

A seguir, alguns trechos:

O Brasil nunca esteve em tão boas mãos como agora. Nunca esse país teve uma pessoa que chegou na Presidência tão preparada como a Dilma. Tudo estava na cabeça dela, diferentemente de quando eu cheguei, de quando chegou Fernando Henrique Cardoso. Você conhece as coisas muito mais teóricas do que práticas. E ela conhecia por dentro. Por isso que estou muito otimista com o sucesso da Dilma e ela está sendo aquilo que eu esperava dela. Foi um grande acerto. Tinha obsessão de fazer o sucessor. Eu achava que o governante que não faz a sucessão é incompetente.

(Leia-se FHC – PHA)

O Brasil está recebendo US$ 65 bilhões de investimento direto. Então não dá para se ter qualquer descrença no Brasil nesse momento. Nunca os empresários brasileiros tiveram tanto acesso a crédito com um juro tão baixo.

(…) ela não perde suas convicções ideológicas, mas não perde o senso prático para governar o país. Ela não vai governar o país com ideologia. Se alguém ainda aposta no fracasso da Dilma, pode começar a quebrar a cara. Ela tem convicção do que quer. Esses dias liguei para ela e disse para tomar cuidado para não passar dos 100%. Porque há espaço para ela crescer. Vai acontecer muito mais coisa nesse país ainda. Não adianta torcer para não ter sucesso. Não há hipótese de o Brasil não dar certo.

(Leia “Eduardo foi ao cassino e aposta no vermelho 36: a Dilma fracassar” – PHA)

Minha relação de amizade com Eduardo Campos e com a família dele, que passa pela mãe, pelo avô e pelos filhos, é inabalável, independentemente de qualquer problema eleitoral. Eu não misturo minha relação de amizade com as divergências políticas. Segundo, acho muito cedo pra falar da candidatura Eduardo. Ele é um jovem de 40 e poucos anos. Termina seu mandato no governo de Pernambuco muito bem avaliado. Me parece que não tem vontade de ser senador da República nem deputado. O que é que ele vai ser? Possivelmente esteja pensando em ser candidato para ocupar espaço na política brasileira, tão necessitada de novas lideranças. Se tirar o Eduardo, tem a Marina que não tem nem partido político, tem o Aécio que me parece com mais dificuldades de decolar. Então é normal que ele se apresente e viaje pelo Brasil e debata. Ainda pretendo conversar com ele.

Até agora não tem nada que me faça enxergá-lo de maneira diferente da que enxergava um ano atrás. Se ele for candidato vamos ter que saber como tratar essa candidatura. O Brasil comporta tantos candidatos. Já tive o PSB fazendo campanha contra mim. O Garotinho foi candidato contra mim. O Ciro também. E nem por isso tive qualquer problema de amizade com eles. Candidaturas como a do Eduardo e da Marina só engrandecem o processo democrático brasileiro. O que é importante é que não estou vendo ninguém de direita na disputa.

(Mas, também, ele não deixa espaço pra ninguém na esquerda. Por isso, Eduardo teve que ir para a direita. PHA)

Eu não pedirei para não ser candidato nem para ele nem para ninguém. A Marina conviveu comigo 30 anos no PT, foi minha ministra o tempo que ela quis, saiu porque quis e várias pessoas pediram para eu falar com ela para não ser candidata e eu disse: “Não falo”. Acho bom para a democracia. E precisamos de mais lideranças. O que acho grave é que os tucanos estão sem liderança. Acho que Serra se desgastou. Poderia não ter sido candidato em 2012. Eu avisei: não seja candidato a prefeito que não vai dar certo. Poderia estar preservado para mais uma. Mas Serra quer ser candidato a tudo, até síndico do prédio acho que ele está concorrendo agora. E o Aécio não tem a performance que as pessoas esperavam dele.

(Só quem acredita no Aécio é o FHC. O Aécio é o papagaio de pirata da “herança’ do FHC – PHA )

Não tem adversário fácil.

Eu quero palanque.

Vou lá em Garanhuns (que fica em Pernambuco – PHA), vou ao Rio, São Paulo, Roraima.

(Clique aqui para ler sobre “o banho de Lula que Dilma deu em Eduardo em Serra Tallhada”.)

(…) a primeira coisa é a eleição da Dilma. Não podemos permitir que a eleição da Dilma corra qualquer risco. Não podemos truncar nossa aliança com o PMDB. Na minha cabeça o projeto principal é garantir a reeleição de Dilma. É isso que vai mudar o Brasil.

Para nós a manutenção da aliança com o PMDB aqui em São Paulo é importante.

Continuação no:http://www.conversaafiada.com.br/politica/2013/03/27/lula-o-principal-e-reeleger-a-dilma-fhc-sinto-pena/#comments
7 respostas 7