Espiritas. O que é viver como Espirito Imortal na vida mortal?

Olá Prezados Amigos, Como minha linda esposa Urania disse a pouco tempo, fiquei de voltar ao YR somente em 2013, pois já estou cansado da minha forma de agir, não gosto de repetições. Então, além dos serviços que não me deixam tempo, tenho, neste afastamento temporário, buscado dentro de mim mesmo novos... mostrar mais Olá Prezados Amigos,

Como minha linda esposa Urania disse a pouco tempo, fiquei de voltar ao YR somente em 2013, pois já estou cansado da minha forma de agir, não gosto de repetições. Então, além dos serviços que não me deixam tempo, tenho, neste afastamento temporário, buscado dentro de mim mesmo novos pensamentos, revendo convicções e principalmente nova forma de atuação neste espaço. Por hora, vez ou outra estarei aqui com algumas questões, mas não mais no intento de divulgação, daquelas perguntas nas quais ja sabemos as respostas, atitudes que tanto fazemos por aqui. (sem generalizar)

Vamos à questão! Disse inicialmente aos Espíritas, mas está aberto a qualquer filosofia reencarnacionista. Lógico que todos os amigos com pensamentos diversos estão convidados, mas só tratarei dos temas nesta especialidade.

Como espírita universalista, gosto misturar palavras de outras filosofias com o mesmo teor, afinal o próprio Kardec, sob a luz do espiritismo, nos demonstrou a necessidade de estudar a tudo, sabendo compreender os prós e contras, pontos de união!

Para entrar a fundo nesta questão, tentemos compreender o que é o Maya, senão a criação coletiva mental, dita como ilusão na qual vivemos nossas vidas carnais. No budismo há uma interpretação, talvez errônea, na qual a renúncia é a sua superação, porém o Maya é um mecanismo evolutivo, não sendo solução simplesmente evadir. Há que se transformá-lo, através de nossas atitudes, como parceiro para nossa própria evolução.

Daí a questão, Maya como vida carnal, a ser vivenciada com a consciência de Espiritos Imortais, nossa profunda realidade.

A perfeição espiritual, ou o estado de Nirvana, não se alcança através da renúncia, mas da ação. Nirvana não é o vazio da contemplação, mas a iluminação, extase espiritual, conquista através da realização interior. Iluminação interior que não pode ficar restrita, mas exteriorizada, perfazendo a evolução em todos os níveis espirituais e materiais.

Então, retomo a questão, como é para Você viver como Espirito Imortal na vida carnal?

Sendo esta pergunta não aleatória, mas na minha intenção, carente de aprendizado na qual busco aplicar em minha própria vida, daí a importancia aprender com seus próprios pontos de vistas, e aplicá-los em meu cotidiano.

Por favor, dissertem, não tenham preguiça de ler e escrever.

Devido a falta de tempo que estou atualmente, já antecipo desculpas caso demore interagir com as questões.

Um Forte Abraço a Todos!!!
Atualizar: Prezada Terezinha, Pelo contrário, saber agir de forma a dimensionar as situações não com resultados imediatos, mas perante a eternidade. Creio não me compreendeu, o intento é exatamente firmar o pensamento em valorizar a vida carnal em proveito espiritual, não havendo espaço para meros estados de... mostrar mais Prezada Terezinha,

Pelo contrário, saber agir de forma a dimensionar as situações não com resultados imediatos, mas perante a eternidade.

Creio não me compreendeu, o intento é exatamente firmar o pensamento em valorizar a vida carnal em proveito espiritual, não havendo espaço para meros estados de "zen´s" sem frutos nas atitudes. Se Maya é ilusão, não deixa de ser real no aspecto relativo em que nos encontramos, portanto busco o ponto de consciliação, intento desta questão.
Atualização 2: Prezada Terezinha, Pelo contrário, saber agir de forma a dimensionar as situações não com resultados imediatos, mas perante a eternidade. Creio não me compreendeu, o intento é exatamente firmar o pensamento em valorizar a vida carnal em proveito espiritual, não havendo espaço para meros estados de... mostrar mais Prezada Terezinha,

Pelo contrário, saber agir de forma a dimensionar as situações não com resultados imediatos, mas perante a eternidade.

Creio não me compreendeu, o intento é exatamente firmar o pensamento em valorizar a vida carnal em proveito espiritual, não havendo espaço para meros estados de "zen´s" sem frutos nas atitudes. Se Maya é ilusão, não deixa de ser real no aspecto relativo em que nos encontramos, portanto busco o ponto de consciliação, intento desta questão.
Atualização 3: Amigos, tentarei responder um a um nos acréscimos, porém, muitas vezes estes são limitados em minhas perguntas, portanto tentarei ser breve e objetivo, e caso não finanilze um a um, se dá pelo motivo citado acima. Todos escreveram excelentes respostas, que realmente me surpreenderam, porém o cerne da questão não... mostrar mais Amigos, tentarei responder um a um nos acréscimos, porém, muitas vezes estes são limitados em minhas perguntas, portanto tentarei ser breve e objetivo, e caso não finanilze um a um, se dá pelo motivo citado acima.

Todos escreveram excelentes respostas, que realmente me surpreenderam, porém o cerne da questão não foi totalmente compreendido, no qual a resposta se dá em passar da teoria à pratica, meu intento a ser aplicado no cotidiano. Resposta difícil, que é buscar no campo abstrato, espiritual, sentimentos, para descrever em palavras, levar ao raciocínio, e encontrar o ponto de união guia de discernimento em busca de uma vida elevada.
Atualização 4: Todas as respostas me deixaram temas que, da mesma forma, tenho vontade de aprofundar e buscar o ponto prático. E o que não conseguir expor nesta questão, abrirei outras baseadas nos teores destas respostas. Será um grande prazer a quem puder me acompanhar, desenvolver e me ajudar a ampliar meus próprios... mostrar mais Todas as respostas me deixaram temas que, da mesma forma, tenho vontade de aprofundar e buscar o ponto prático. E o que não conseguir expor nesta questão, abrirei outras baseadas nos teores destas respostas.

Será um grande prazer a quem puder me acompanhar, desenvolver e me ajudar a ampliar meus próprios conhecimentos, dando-me imensa satisfação caso alguém também tire algum proveito.

Vamos lá:
Atualização 5: ------------
Prezado Carrenzi

Sintetizou perfeitamente a questão, de forma objetiva e clara, ampliando pontos, nos quais abrirei outras questões em referencia.
Atualização 6: Prezado Kuon,
Outra perfeita resposta, abrindo-me margem também para outras questões, que lançarem em breve.
Atualização 7: Concordo com tudo que diz, porém ainda não tocou o cerne da questão, aplicação no próprio cotidiano, nos mínimos detalhes de nossas atitudes, valorizando também, e principalmente a própria vida material, porque se nos transformamos psiquicamente, regendo os componentes de nosso veículo material de manifestação, o... mostrar mais Concordo com tudo que diz, porém ainda não tocou o cerne da questão, aplicação no próprio cotidiano, nos mínimos detalhes de nossas atitudes, valorizando também, e principalmente a própria vida material, porque se nos transformamos psiquicamente, regendo os componentes de nosso veículo material de manifestação, o corpo físico, uma unidade coletiva, É dever nosso transformar também o ambiente material, cuja consequência, a longo prazo, seria um saneamento na própria hegégora terrestre, mas para saber assim agir, é necessário primeiro adquirir o controle pleno, físico-psíquico de nossa própria vida.
Tenho uma determinada opinião neste sentido, no qual citarei mais abaixo, havendo espaço, mas opinião em construção, motivadora do objetivo desta questão: Aprender com o ponto de vista dos amigos.
Atualização 8: Urania, minha linda amada,

Expôs perfeitamente na forma intuitiva, gostaria de ver agora na forma racional, analítica, para aplicação no cotidiano, praticar a filosofia através da ação material, transformar o abstrato em raciocínio e atitudes.
17 respostas 17