A Sequência de Fibonacci prova, afinal, a existência de Deus?

LEONARDO DE PISA (c1170-c1250), conhecido como Fibonacci (lê-se fibonáti), foi um matemático italiano do século XIII que criou uma sequência de números cujo número seguinte é sempre a soma dos dois anteriores, ou seja : 1 , 2 , 3 , 5 , 8 , 13 , 21 , 34... Nesta sequência, com exceção dos valores iniciais, quando se divide um número pelo seu próximo, encontra-se sempre um valor muito próximo de 0.618 ( por exemplo : 21 / 34 = 0.618 ).

Acontece que esse valor e suas variações como: 1 - 0.618 = 0.382, ocorrem com certa frequência em formas geométricas na natureza, como em conchas, flores, no DNA humano etc.

Daí se induziu que esses números poderiam estar presentes no comportamento das ações. Nada prova que isso possa ocorrer, porém mesmo assim Fibonacci é muito usado para determinar pontos de suporte e resistência das ações.

Para o uso de Fibonacci normalmente pega-se os pontos iniciais e finais de uma tendência de alta ou baixa. Com esses pontos pode-se traçar, na prática, retas, arcos e hélices.

Se a Sequência de Fibonacci indica, numericamente, certas 'combinações' matemáticas e também -- por que não dizê-lo? -- estéticas existentes na Natureza e no Universo (ver no Youtube mais matérias sobre o tema), não seria apropriado que chegássemos à conclusão de que tais 'combinações' foram criadas por uma mente superior, ou seria por simples ações aleatórias, ao acaso? Estaria aí, a prova da existência de uma inteligência maior (Deus?) que a tudo criou e dispôs. Isto é provado matematicamente ou será, ainda, simples teoria?

O que o amigo pensa a respeito, buscando informar-se pela Internet, através de sites existentes e também pelo Youtube. Agradeço, desde já, as respostas recebidas. Paz a todos!

Atualizada:

Prezado MAB P: o que estamos tratando aqui é, simplesmente, de uma teoria, passível de, em futuro não muito distante, ser comprovada e conceituada, bastando que a Ciência progrida um pouco mais. O maravilhoso é encontrarmos, a partir de um trabalho sério, coordenadas que apontam, matematicamente, tanto para a natureza terrena quanto para o espaço sideral, o Universo em si. O que a Sequência Fibonacci parece afirmar é que em tudo o que existe há algo que não é ALEATÓRIO, isto é, não surgiu assim, sem mais nem menos, mas sim fruto de uma criação sofisticada, gerada por inteligência superior (qual? quem?). Para muitos a esta força poderosa e criadora se dá o nome de 'Deus'. Mas pode ser também o Big Bang. Questão de ponto de vista...

2 atualizadas:

Prezado MURILLO: tenha cuidado para não cair da cama, tá?! (rsrsrs)

3 atualizadas:

Prezado KÉFREM CONTRAINVASÃO: a sua exposição foi demais, cara! Muito cerebrina e, com certeza, para muitos aqui, uma ideia revolucionária, pra dizer o mínimo! Parabéns!

4 atualizadas:

Prezado JOSE: muito interessante a sua colocação, com exemplos, inclusive! Gostei!

5 atualizadas:

Prezado amigo APERTO: de fato, caprichei na pergunta, pois, de antemão, já sabia que poderia contar com as elucidações existentes no Youtube... (malandro é o gato... eh eh). Assim, para quem, como vc, tem a natural curiosidade de obter novos conhecimentos, esta pergunta é, como se diz, "um prato cheio"... rsrs... Sirva-se, amigo! Grande abraço!

6 Respostas

Classificação
  • Há 9 anos
    Resposta favorita

    A Natureza parece acontecer a partir de Leis simples e os números mostram como são essas Leis, mas não são eles determinantes dessa Lei, mas apenas a tradução inteligível da MÁgica e intangível sabedoria que podemos mensurar através da matemática.

    A Matemática não é a Lei, mas a foto dela e por isso é muito difícil no atual estágio de evolução da raça humana, captarmos o mecanismo geral dessa ação já que nosso aparato cerebral funciona também de forma matemática.

    Se nosso cérebro faz uma conta como por exemplo:

    Cada informação recebe um número real e inteiro e esse número é multiplicado por 2, assim, sempre todos os resultados serão números pares. (isso é só uma analogia)

    Com o tempo a nossa mente só terá números pares (só saiba lidar com um tipo de pensamento ou processo matemático).

    Como conhecemos apenas duas operações que são soma e multiplicação e supondo que isso é um conhecimento ou processo PAR e ainda não atingimos uma forma ÍMPAR, a qual poderia ser, como por exemplo:

    Qual é a área do círculo circunscrito no quadrado?

    Se eu dissesse que é 0,7854 da área do quadrado e que:

    Qual é o volume da esfera em relação ao cubo em que está circunscrita?

    Se eu dissesse que é 0,5236

    e que esses dois resultados os obtive apenas teclando os 4 números em ordem no canto superior esquerdo do teclado do PC para o primeiro caso ( 7, 8, 5, 4) e os 4 números do canto inferior esquerdo em ordem, porém descendente (5 ,2, 3, 6)

    Isso seria um tipo de conta desconhecida que vai além da nossa compreenssão, se tornando um Processo ÍMPAR, mas ainda não o dominamos, e quem sabe, um dia se torne mais fácil do que as operações que conhecemos.

    Assim, a matemática parece mostrar o que a Natureza é capaz nos dando a chance de prever seus movimentos num ponto futuro do espaço tempo (Descartes), porém não evidencia o âmago do processo que ainda nos pé desconhecido!

    Na Lei de Gravitação Universal, F = G. m1 * m2/ s², por que as massas são multiplicadas ao invés de somadas?

    Perguntei isso a um professor de física e ele não soube me explicar!

    Ora, se imaginarmos uma massa puntual de valor unitário sendo atraída por outra idêntica, só haveria um cordão de atração entre elas. Se a m1 fosse 2 e a m2 fosse 3, haveria 3 x 2 cordões de força de tração entre as massas. Essa visão física é muito simples, mas mostra como poderemos perceber a forma de atrelamento de grandeza física de acordo com o modelo proposto.

    Deus não é matemático, pois parece que ela (matemática) não pensa e sim Ele que o faz por meio dela. Isso nos arremete ao Conceito de Parabrahman e Ain Soph Aur.

  • Há 9 anos

    Essa teoria não conhecia, mas pareçe ser verdade!

    E vê essa teoria: se você medir o seu dedo grande da mão e dividir pela medida da parte que contem a unha, esse número é exatamente 1+raiz de 6: pela raiz de 6.

    E esse mesmo número támbem é igual se você medir o seu braço e dividir pela parte que tem a mão!

    E a mesma coisa aconteçe com os cartões de crédito! Se você dividir o comprimento do cartão pela sua largura, vai dar exatamente o mesmo número! Por isso que quando você insere o cartão de crédito na máquina, o primeiro teste que a máquina faz é ver se tem as medidas corretas! A esse número se chama de número perfeito!

    Espero que tenha gostado!

    Fonte(s): Meu professor de matemática
  • Perguntas como esse são muito pesadas para o entendimento, mas entrei para saber ! E... o saber não ocupa espaço !

    Fonte(s): Aperto
  • Anônimo
    Há 9 anos

    Preciso de pontos, obrigado.

  • O que você acha das respostas? Você pode entrar para votar em uma resposta.
  • mab p
    Lv 5
    Há 9 anos

    dizer que pode-se provar a existência de algo que os humanos imaginaram, é dose!

  • Há 9 anos

    zZzzZzZzZZZzZzzZ

Tem mais perguntas? Obtenha suas respostas perguntando agora.