.
Lv 6

Jesus Cristo, o Nazareno, defendia o Vegetarianismo e a Reencarnação ? ( Para mentes abertas que pesquisam)?

Cristo ficou conhecido como Jesus, o Nazareno, contactava, pois, com os povos judaicos e estes (Essénios, Ebionitas e Nazarenos) eram vegetarianos.

Há teorias que apontam ainda que Cristo teria inclusive liderado a seita secreta dos Essénios, cujas regras incluiam a prática de Vegetarianismo, a defesa da Reencarnação, entre outras coisas. Todos os rituais desta seita secreta foram revelados em parte pelos manuscritos do Mar Morto, descobertos em 1947, em Israel, escondidos em potes de cerâmica nas cavernas próximas do templo dos essénios (Qumran), onde foram descobertos cerca de 1200 esqueletos masculinos.

No Ocidente, porém, a revelação desta seita dá-se com uma publicação clandestina traduzida a partir do original do Evangelho Essénio da Paz, que se encontrava guardado no Vaticano e cuja obra foi traduzida por um húngaro chamado Edmond Szekely. Isto passou-se em 1923 e o autor foi, obviamente, excomungado pela Igreja.

Outro autor polémico ainda anterior a este (de 1880) e que julgou ter encontrado a obra que proclamou ser "um novo Testamento", foi Gideon Ouseley, inglês e reverendo, que teria encontrado um manuscrito chamado O Envangelho dos Doze Santos. Nesse, encontrava-se claramente dito que Jesus era um essénio, defensor do . Vegetarianismo .e da .Reencarnação

Gostaria da sua opinião sobre este assunto polêmico, mas questionável. Obrigada !

Atualizada:

Josi, muito obrigada. Dentre centenas de pessoas, uma que fique sensibilizada com a crueldade animal nos gratifica.Mas isso mostra que vc está no seu despertar, da consciência, do Amor ao próximo, a si mesma e tem Deus no coração. Eu estava triste com problemas pessoais, mas você me me feliz hoje..Muito obrigada, de coração.Seja mais um elo nesta corrente em prol da paz , do Amor ao próximo, solidariedade, compaixão e contra a crueldade animal, que foi o que Jesus pregou, mas muitos religiosos não seguem, ao contrário, tratam com desdém.

Beijos! Caldeirões de beijos pra você! Você é Luz!

15 Respostas

Classificação
  • Há 9 anos
    Melhor resposta

    O mestre Ramatís nos diz na sua obra "O Sublime Peregrino", psicografada pelo saudoso amigo Hercílio Maes, que Jesus viveu entre os essênios, justamente naquele período dos 12 aos 33 anos de idade, os quais não constam dos Evangelhos.

    Os essênios eram um povo humilde, mas de grande conhecimento, originário do Egito. Formavam um grupo de Judeus que abandonaram as cidades e rumaram para o deserto, passando a viver às margens do Mar Morto. Foram uma das três principais seitas religiosas da Palestina (Saduceus, Fariseus e Essênios) e acredita-se que Jesus foi membro do grupo do norte que se concentrava ao redor do Monte Carmelo, como de resto o tinha sido seu primo João Baptista.

    Um dos redutos dos essênios era Nazaré e por isso eram conhecidos também por “os Nazarenos”, assim como Jesus. Seus membros vestiam-se de branco, fazendo uma vida simples, de isolamento, de entrega a Deus, e seguiam uma dieta estritamente vegetariana.

    Em 1923, Edmon Szekely pesquisou nos arquivos do Vaticano, pergaminhos e papiros milenares e manuscritos originais de muitos santos e apóstolos, e o que mais lhe chamou a atenção foi o Evangelho Essênio da Paz. O livro teria sido escrito pelo apóstolo João e narrava passagens desconhecidas na Bíblia sobre a vida de Jesus Cristo. Ele traduziu o texto e o publicou em quatro volumes. A Igreja sentindo-se traída pelo pesquisador, excomungou-o.

    Mas foi em 1880 que o reverendo inglês Gideon Ouseley achou um manuscrito chamado O “Evangelho dos Doze Santos” num monastério budista na índia, escrito em aramaico - a língua que Jesus falava - que teria sido levado para o Oriente por essênios refugiados. Nessa versão desconhecida do Novo Testamento se revela mesmo um Jesus que defendia a reencarnação e era vegetariano, pois condenava o próprio morticínio dos animais dizendo no capítulo 21 o seguinte: “Vim para abolir as festas sangrentas e os sacrifícios, e se não cessais de sacrificar e comer carne e sangue dos animais, a ira de Deus não terminará de persegui-los, como também perseguiu a vossos antepassados no deserto, que se dedicaram a comer carne e que foram eliminados por epidemias e pestes.”

    Mais se afirma que: “as aves se reuniam ao seu redor e lhes davam as boas-vindas com seu canto e outras criaturas vivas se postavam a seus pés e ele (Jesus) as alimentava com suas mãos'...

    Talvez todo este conhecimento tenha chegado a Francisco de Assis e o tenha inspirado na sua vida, pois que amava todas as criaturas, tratando todos os animais por irmãos, e também era vegetariano.

    Os essênios acreditavam na santidade e unidade da vida e muitas passagens do Evangelho essênio referem-se à doutrina de amor incondicional a Deus, à Humanidade e a todos os seres da Criação.

    Por fim, em 1970 um ‘pesquisador’ inglês, de nome John Allegro, pretendia desmistificar a existência de Jesus dizendo que não passava tudo de uma invenção ou alucinação coletiva causada pela ingestão de cogumelos. As suas afirmações estapafurdias cairam no ridículo e muitos cientistas até o censuraram, pois já haviam provas históricas irrefutáveis sobre a existência de Jesus que o historiador romano Flávio Josefo referia em seus escritos, e mais ainda os Manuscritos encontrados em 1947 nas cavernas de Qumram, próximas do Mar Morto, onde estavam escondidos dentro de jarros de barro, falando da vida Jesus Cristo. Foi de resto o maior achado arqueológico da história da Humanidade sobre aspectos bíblicos que se desconheciam ou estavam omissos até hoje.

    Pense nisso!

    • Faça login para comentar as respostas
  • Há 9 anos

    Faria todo o sentido. O vegetarianismo talvez represente o abandono dos nossos instintos mais animais em busca do que é mais sutil, espiritual. A Reencarnação está em completo acordo com os ensinamentos de Jesus, e vou mais longe, fica muito difícil conceber o Deus de quem Jesus falava, bom, misericordioso e justo, sem a Reencarnação.

    Também iria na mesma direção dos ensinamentos dos outros mártires ao redor do mundo e das épocas, afinal, a Reencarnação é ponto comum em muitas doutrinas antigas. Faria mais sentido, se existe uma verdade maior, que ela se faça entrever de várias formas, e não de formas contrárias.

    Há outras fontes que afirmam que o cristianismo primitivo era reencarnacionista, antes do Imperador Justiniano dar cabo dessa doutrina. Afinal, para a Igreja, era bem mais cômodo ensinar que bastava ter fé e obedecê-la e todo mundo seria salvo.

    De qualquer forma, embora eu acredite nisso e me deixasse extremamente satisfeito se fosse comprovado, é preciso mais pesquisa, em fontes verdadeiramente históricas, porque tudo que é religioso pode ser tendencioso.

    O que não se pode deixar de notar é que quem vai contra essa possibilidade também é geralmente totalmente contra qualquer coisa que desminta o livro da capa preta, por mais óbvio que seja, mesmo que a verdade lhe caia na cabeça.

    • Faça login para comentar as respostas
  • Há 9 anos

    Lupita, (vamos ver se gente séria que estuda vai entrar ou só vão meter o pau)

    nos meus estudos eu não lembro de ver nada do tipo que afirmasse tais coisas.

    Mas civilizações avançadas bem antigas e Adão e Eva eram vegetarianos. Jesus deixou muitos ensinamentos, que podem ser interpretados de acordo com a evolução do nosso entendimento. E deixou nas entrelinhas a meditação, mediunidade e outras práticas.

    Mas não tenho respaldo pra te dizer sobre a defesa dele sobre estes dois assuntos. Vou ficar acompanhando pra tirar a curiosidade :P

    • Faça login para comentar as respostas
  • 2D
    Lv 7
    Há 9 anos

    Jesus defendia a reencarnação porque ele afirmou que João Batista era Elias, e disse também que é necessário que a gente nasça de novo, para ver o reino de DEUS.

    Agora, sobre Jesus defender o vegetarianismo, aí eu já acho que não, porque se fosse verdade ele não teria comido peixe junto com os apóstolos...

    • Faça login para comentar as respostas
  • O que você acha das respostas? Você pode entrar para votar em uma resposta.
  • Há 9 anos

    Interessante não conhecia ainda isto vou pesquisar, obrigado por colocar a frente esta pergunta.

    • Faça login para comentar as respostas
  • Há 9 anos

    Ei querida, que bom reencontrá-la,

    A algum tempo atrás vc postou uma pergunta sobre vegetarianismo onde vc indicou vários links sobre o tema, eu assisti todos os vídeos (quase uma hora de vídeos), fiquei simplesmente chocada com tamanha brutalidade contra os animais e desde então não consegui mais ingerir carne, sério mesmo, deve fazer uns dois meses, desde que vi os vídeos que vc postou na pergunta nunca mais comi carne. Hoje me sinto grata à vc por ter aberto meus olhos em relação a essa questão. À mais ou menos um mês tentei comer um minúsculo pedaço de carne e não consegui, achei horrível e me deu um baita peso no estômago só de pensar no sofrimento que passa o animal, que é servido em nosso prato. Mais uma vez, obrigado por abrir meus olhos e viva a natureza!

    • Faça login para comentar as respostas
  • Anônimo
    Há 9 anos

    '' NEM OLHOS VIRAM, NEM OUVIDOS OUVIRAM, NEM JAMAIS PENETROU EM CORAÇÃO HUMANO O QUE DEUS TEM PREPARADO PARA AQUELES QUE O AMAM.

    MAS DEUS NOS REVELOU PELO ESPÍRITO SANTO; PORQUE O ESPÍRITO SANTO A TODAS AS COISAS PERSCRUTA, ATÉ MESMO AS PROFUNDEZAS DE DEUS" 1º corintios 2: 9 e 10

    • Faça login para comentar as respostas
  • Há 9 anos

    Todo mundo querendo pegar uma " carona " nos ensinamentos de Jesus

    Jesus Cristo, o Nazareno, defendia o Vegetarianismo ?

    Ele respondeu certa vez que o que contamina o homem não é o ( alimento ) que entra e sim o ( índole, seus pensamentos ) que já está dentro dele

    Em outro momento deixou claro para não considerarmos " impuros " nenhum alimento criado por Deus

    Portanto, quer ser vegetariana, fique a vontade, continuarei carnívoro como meus ancestrais

    Quanto a defender a reencarnação nem vou comentar ( nesse momento ), minha mente " fechada " não está disposta a pactuar com falsos ensinamentos

    • Faça login para comentar as respostas
  • Há 9 anos

    Essas e outras duvidas somente a igreja católica poderia sanar, se não tivessem escondido alguns livros que formariam a nossa verdadeira biblia.

    Seria interessante se a nação se levantasse exigisse da igreja a publicação desses pergaminhos guardados a 7 chaves no vaticano.

    Há relatos, que alguns afirmam ser verdadeiros, de pessoas que morreram "estranhamente" ao tentar pesquisar sobre esses pergaminhos.

    E o google está aí para quem duvidar. Ao invés de pesquisarem de como "Raquiá orkuti i msn" pesquisem pela História da biblia. E não me refiro ao conteúdo que está dentro dela, mas sim a história da sua criação, quem a criou, quem decidiu quais livros seriam colocados nela e etc.

    Uma dica se forem pesquisar no google, tentem usar a lingua Hebraica (Use o google translator), e não olhem nada na primeira página de resultados, procurem mais adiante, é onde está o mais interessante.

    Não estou dizendo que a biblia que temos é uma mentira, apenas que há verdades que por interesse de uma certa religião não foram divulgadas.

    Mente aberta ao pesquisar.

    • Faça login para comentar as respostas
  • Há 9 anos

    E, como aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo,

    Assim também Cristo, oferecendo-se uma vez para tirar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o esperam para salvação.

    Hebreus 9:27-28 Você está preparado? Onde estarás no dia do juízo final,nos braços de Cristo ou nos bancos dos réus? Hoje Cristo é seu advogado mas naquele dia será o seu juiz!

    • Faça login para comentar as respostas
Tem mais perguntas? Obtenha suas respostas perguntando agora.