Por que muitas religiões não aceitam a existência de Espíritos, a não ser a do Espírito Santo?

Elas se referem ao Espírito Santo (de Deus) como mais uma das 'pessoas' da Trindade: Pai, Filho e Espírito Santo. Em estudos religiosos comparativos entre as diversas civilizações da Antiguidade, a figura da Trindade é um fato e necessária para que se explicasse a origem dos diversos deuses e demais divindades menores, fosse no plano 'celestial' dos egípcios, dos gregos ou das religiões da Índia e demais povos asiáticos.

Seguindo esta 'tradição', também a Igreja Primitiva e a posterior Católica, adotou a sua própria Trindade, para explicar a natureza divina de Jesus. Foi para isto que a Trindade foi criada, e não por outra intenção. Mas, claro, copiada de outras fontes religiosas, como citado acima. Nada, portanto, de original, mas sim uma cópia. Mas, como sempre, tudo uma invenção dos Homens, porque a divindade não se ocupa dessas coisas, digamos, tão 'terrenas', pois -- imagina-se --, ela tem coisas mais importantes a fazer no plano do Universo...

Concordando, ou não, com o que aqui está mencionado, dê a sua opinião a respeito. Agradeço, desde já, a gentileza de sua resposta. Paz a todos!

5 Respostas

Classificação
  • Há 10 anos
    Resposta favorita

    Os que pensam assim NEGAM A SI MESMOS.

  • Há 10 anos

    Leia o livro COROLARIUM pelo espírito de Maria de Nazareth.

    Leia o livro ZANA NO REDUTO ROMANO pelo espírito de Zana do planeta Aloha.

    Leia o livro EVOLUÇÃO EM DOIS MUNDOS pelo espírito de André Luiz pela mão de Francisco Cândido Xavier.

    Leia o livro OS MAGOS pelo espírito de J. W. Rochester.

    Leia O LIVRO DOS ESPÍRITOS de Allan Kardec

    Bons estudos !

  • Há 10 anos

    O Cristianismo não ensina a existência de vários deuses, mas a existência de um único Deus (monoteísmo) que subsiste e se revela em três pessoas. O Pai e o Filho não são dois deuses distintos, mas são apenas “um Deus”, compartilham a mesma essência (natureza).

    Trindade não é Politeísmo. A Trindade é a união de três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo, em uma só divindade. As Escrituras, tomadas como um todo fornecem a doutrina da Trindade, que é baseada em três linhas de evidência bíblica:

    1) A da existência de apenas um Deus verdadeiro;

    2) A da existência de três pessoas que são reconhecidas e chamadas de Deus nas escrituras;

    3) A da existência destas três pessoas em um único ser, que é Deus, neste único Deus verdadeiro.

    Estas são três realidades bíblicas demonstradas e comprovadas pelas próprias escrituras, e nelas, está a base da doutrina da Trindade.

    Quem não admite essa verdade, adota o Politeísmo.

    Trindade Também não é Unicismo. Há uma pessoa do Pai, outra do Filho e outra do E.S. Contudo, são um só Deus em essência. Não confundamos as pessoas e nem dividimos a Substância (Natureza).

    O primeiro a defender a Trindade documentalmente – que conhecemos – foi “Tertuliano de Cartago” – por volta de 2oo d.C. (Antes do catolicismo, que só surgiu no século seguinte). Ele defende claramente a Doutrina da Trindade na obra “Contra Práxeas”, um herege da época que apregoava o ARIANISMO (visão que negava a divindade suprema de Jesus Cristo, e dizia ser Ele o ser mais nobre criado por Deus, não parte da divindade). Curiosamente, as TESTEMUNHAS DE JEOVÁ pregam o mesmo Arianismo combatido por Tertuliano e outros Pais da Igreja.

    Enquanto a doutrina foi amplamente aceita, A HERESIA DO ARIANISMO SEMPRE FOI COMBATIDA PELA IGREJA.

    A Bíblia é mais clara do que o Sol sobre a Trindade. As escrituras dão pleno testemunho de que cada pessoa da Trindade é plenamente Deus:

    1) Primeiro, Deus Pai é claramente Deus. Isso se evidencia desde o primeiro versículo da Bíblia, no qual Deus cria os céus e a Terra.

    2) Segundo, o Filho é plenamente Deus. Podemos aqui mencionar Romanos 9:5, Hebreus 1.8-9 e 1º João 5:20.

    3) Terceiro, o Espírito Santo também é plenamente Deus. Uma vez que entendamos que Deus Pai e Deus Filho são plenamente Deus, então as expressões trinitárias de versículos como Mateus 28:19 ("batizando-os em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo") se revestem de relevância, pois mostram que o Espírito Santo está NO MESMO NÍVEL que o Pai (Jeová) e o Filho. Nesta passagem de Mateus 28:19, o termo utilizado para 'nome' é singular no grego, indicando que existe um só Deus. Mas existem três pessoas distintas em Deus, cada uma delas acompanhada de um artigo definido no grego: o Pai, o filho e o Espírito Santo. Este fato prova que o Pai, o Filho e o Espírito Santo estão reunidos sob um único nome, e são UM ÚNICO DEUS (Ver também 2º Coríntios 13:14).

    CREDO DE ATANÁSIO (melhor explicação da doutrina trinitariana)

    1. A fé católica consiste em adorar um só Deus em três Pessoas e três Pessoas em um só Deus.

    2. Sem confundir as Pessoas nem separar a substância.

    3. Porque uma só é a Pessoa do Pai, outra a do Filho, outra a do Espírito Santo.

    4. Mas uma só é a divindade do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo, igual a glória, coeterna a majestade.

    5. Tal como é o Pai, tal é o Filho, tal é o Espírito Santo.

    6. O Pai é incriado, o Filho é incriado, o Espírito Santo é incriado.

    7. O Pai é imenso, o Filho é imenso, o Espírito Santo é imenso.

    8. O Pai é eterno, o Filho é eterno, o Espírito Santo é eterno.

    9. E, contudo, não são três eternos, mas um só eterno.

    10. Assim como não são três incriados, nem três imensos, mas um só incriado e um só imenso.

    11. Da mesma maneira, o Pai é onipotente, o Filho é onipotente, o Espírito Santo é onipotente.

    12. E, contudo, não são três onipotentes, mas um só onipotente.

    13. Assim o Pai é Deus, o Filho é Deus, o Espírito Santo é Deus.

    14. E, contudo, não são três deuses, mas um só Deus.

    15. O Pai não foi feito, nem gerado, nem criado por ninguém.

    16. O Filho procede do Pai; não foi feito, nem criado, mas gerado.

    17. O Espírito Santo não foi feito, nem criado, nem gerado, mas procede do Pai e do Filho.

    18. Não há, pois, senão um só Pai, e não três Pais; um só Filho, e não três Filhos; um só Espírito Santo, e não três Espíritos Santos.

    19. E nesta Trindade não há nem mais antigo nem menos antigo, nem maior nem menor, mas as três Pessoas são coeternas e iguais entre si.

    20. De sorte que, como se disse acima, em tudo se deve adorar a unidade na Trindade e a Trindade na unidade.

  • Lulu
    Lv 6
    Há 10 anos

    Trindade é algo pagão, não existe na Bíblia. Em João 17:3 diz para abosrver conhecimento de 2 pessoas e não 3.

    Também em João 7:29 Jesus disse ser representante de Jeová Deus que o enviou a terr.

    Quanto ao espírito, todo humano tem espírito e se este não tiver sido condenado em vida terrestre,

    na ressurreição irá para julgamento exceto os do pequeno rebanho porque já foram batizados com o Espírito Santo, portanto são ungido. Os que ficarem na terra são batizados em nome do Espírito Santo de Jeová Deus.

  • O que você acha das respostas? Você pode entrar para votar em uma resposta.
  • Alan
    Lv 7
    Há 10 anos

    Porque elas são apenas dissidentes da ICAR...

Tem mais perguntas? Obtenha suas respostas perguntando agora.