promotion image of download ymail app
Promoted

Casamento - O grande equívoco de viver um para o outro. Um sempre "morre"?

Na questão tão grave da vida como é o casamento, que deveria ser tratado como o rito de passagem mais importante da vida de alguém, as pessoas casam, como se comprassem um veículo, como se adquirissem um terreno, como se optassem por uma faculdade, etc.

O casamento deveria ser ensinado nas escolas, não somente casamento, mas educação para tudo.

Vemos algo interessante, o sujeito casa e engorda, mas isso é líquido e certo, casou engordou. A mulher casa e já anda desleixada, com lenço na cabeça, já não liga para nada, somente para sua família, como se ela fosse uma bolha no mundo, apartada de tudo e todos, algo isolado por um campo de força. Adeus preocupação com ginástica, com leituras, com cinemas e teatros, adeus viagens, adeus passeios, almoço fora, amigos antigos, adeus.

Aquela vidinha de mer-da, só voltada para a economia, para trocar um móvel, para trocar o carro, ele gordão parecendo um buda, ela parecendo a empregada da empregada.

Para que buscar novidades, boa aparência, ufa!. Acabou aquilo de quando namorados, agora não se precisa arrumar nada, um já conhece o outro mesmo, solta-se pum na cara do outro, usa-se o vaso com a porta aberta, falando da fatura do cartão, de Joãozinho que está todo ca-ga-do e que traga o pão quando voltar e toda feiosa e desarrumada. Ele arrumado por força do trabalho, não fosse isso nem barba faria, de ressaca, sai de casa como de uma prisão domiciliar.

Ela olha na tv aquele cara bonitão, malhadão e já entra em salas de bate-papo e conhece alguém e já começa uma traição virtual. De mentiras e enganos, um dia acontece, o te-são fala mais alto e já era casamento.

Ele no escritório vê as belas coxas da secretária, que lhe abre um sorrisão com aquele batom cor de carne e diz que ele precisa malhar, que ele é até bonito, etc. E almoçam juntos, carona, uma risadinha, um abraço e ... adeus casamento.

O casamento acaba, é como chama, já dizia Vinicius. Mas se não o oxigenamos, se casamos para ter um(a) refém sob nossa mira, se voltamos para casa como quem se entrega à polícia, se o cônjuge não consegue ser quem é, se há cobranças e podas, se há restrições, cláusulas e clausura, estelas de domínio e posse. Se se casa não para viver uma vida à dois, mas para dois viverem dentro de uma vida apertada, comprimida, asfixiada, como se o casal dormisse numa cama de solteiro. Pronto, a própria cama deveria sugerir algo, é para duas pessoas e duas pessoas desiguais, que se uniram, não para se amalgamarem, mas para interagirem nas suas diferenças, procurando encontrar nisso, o melhor, o consenso, a soma, a excelência da permuta.

O casamento engana, muitos imaginam que casamento seja o superlativo de namoro e nada tem que ver com aquele. Casamento é um encontro de dois seres livres que adoram a liberdade de poder aprisionar, e aprisionando, também de sentinela, fica preso(a).

Enfim, o casamento, eu acho, é a decisão mais importante na vida e as pessoas não sabem dele, é um desconhecido, um fantasma que se ouviu falar. Falo de casamento, qualquer união estável.

Portanto, vejo jovens, adolescentes mesmo, casando, que absurdo. E, é como disse, acaba o cuidado por si mesmo(a), há o descuido, o relaxamento, a vida dedicada à família e o casamento que deveria abençoar dois livres, algema dois condenados confusos, ciumentos, inseguros.

Se um insiste em se arrumar, ter algum donaire, andar bem-apessoado(a), está traindo, tem alguém, procura aventuras extraconjugais. Então há um tácito acordo que ambos serão rotos e molambentos e quanto mais suas aparências não despertem nenhum interesse em quem quer que seja, aí sim, está a garantia da família estruturada e hermeticamente inacessível.

Um perfume?. Nada, adoro seu cheiro natural. Brinco?. Que nada, adoro você assim, como Deus lhe fez.

E sejam felizes até que a morte os separe !. E a morte do relacionamento cumpre e separa mesmo.

Vejam essa pergunta que fiz há 3 anos e minha conta foi excluída. É bem legal e pertinente ao assunto:

http://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=200...

Abração e bom FDS.

Atualizada:

David Sousa, minhas perguntas são para quem curte ler.

17 Respostas

Classificação
  • Anônimo
    Há 9 anos
    Resposta favorita

    Bah cara, abri hoje o Yahoo respostas querendo ler algo como oq vc escreveu!!! (e eu curto muito ler heheh).

    Estou em crise com meu casamento justamente por essas coisas q vc descreveu... eu gosto de me cuidar, de me enfeitar, passar cremes e maquiagem, mas pra que? para meu marido isso é jogar dinheiro fora pq basta eu limpar a casa, cuidar das roupas e de toda bagunça dele, cozinhar e ainda ir trabalhar fora pra poder dar metade do dinheiro para as contas!!

    e quando chega o fim de semana e eu quero pagar pra ter diversão, sair pra conhecer uma praia nova, almoçar em um lugar diferente.... aí vem o discurso de q não podemos gastar pra que possamos trocar o carro e comprar uma TV maior, na frente da qual ele vai se estarrar e engordar enquanto eu vivo infeliz!!

    eu casei achando que estava comprando um item caro qualquer.... nem tinha certeza de que era isso q eu queria, mas fiz com convicção de q se minha vida não estava boa antes então eu iria mudar pra ver se melhorava, e resolvi casar, mas me enganei, com tudo, com o casamento, com a pessoa com quem casei (alias depois de 6 anos eu ~descobri que realmente não o conhecia de verdade), e com a felicidade "prometida".

    Enfim, não sei oq faço, já desisti de fazer coisas e conversar buscando a melhoria na relação, ele não aceita mudar, mas eu ainda não desejo me separar porque mesmo com defeitos ele é uma pessoa com muitas qualidades e eu o escolhi por ele ser bom, eu ainda o amo e sentiria falta dele se me separasse, mas a situação que nós criamos com o casamento realmente não é oq eu desejo pra minha vida!

    Estou aceitando conselhos.... hehehehe!

    Abraços pra vc!

    • Commenter avatarFaça login para comentar as respostas
  • Há 9 anos

    Carácoles ! Pelas gorduras nas tampas de panelas.

    É um dos ditados mais certos que conheço.

    "Se casamento fosse bom,não precisava de testemunhas".

    • Commenter avatarFaça login para comentar as respostas
  • judy
    Lv 6
    Há 9 anos

    Conordeo contigo, e este é um princípio que precisamos aplicar não só no casamento, mas em todas as áreas da vida. É o cuidado de si...fazer da gnte uma pesoa feliz é aproximar outros que queiram beber da mesma fonte.

    Pouco tenho a acrescentar, vc explanou detalhadamente o que a maioria de gente boa fala acerca do casamento.

    Num texto do Caio ele diz "por mais que eu saiba, devo deixar uma porta aberta para dizer "não sei", porque os casais brigam à beça porque do seu jeito, pensam saber de tudo.

    Salomão diz- Goza a vida com a mulher que amas, pois esta é a tua pga. Contrariando o velho cansaço de um dia de trabalho, ele diz para amar a esposa(o). Não é só apetite sexual, mas sexualidade para os múltiplos segmentos da vida que dão prazer, sentir-se desejando e sentir-se desejado..

    (...)Às vezes vejo casais que, quando entram numa crise, a primeira coisa que param é o sexo, sem se darem conta de que a linguagem sexual é a mais completa que existe. É uma linguagem do corpo, da alma e do espírito. Uma linguagem de confusão, tornam-se uma só carne, e o apóstolo Paulo diz que se tornam um só espírito também. Vou dizer algo que talvez seja chocante para você. A maioria dos casais que passaram pela dor de uma traição - e eu vi conseguirem superar isto - foram aqueles que, após brigarem, chorarem, discutirem, gritaremnão param de ter relações.

    Há muito que se dizer sobre esta viagem, que é o casamento. Uma das mais belas que o ser humano possa realizar no percurso da sua vida.

    Um grande abraço, graça e paz. Celebre o seu casamento todos os dias!!!

    Fonte(s): Brincadeira de Gente Grande-Caio Fabio
    • Commenter avatarFaça login para comentar as respostas
  • Há 9 anos

    oi amigo João...

    to sem palavras agora...

    Fonte(s): p.s: saudades dos e-mails...
    • Commenter avatarFaça login para comentar as respostas
  • O que você acha das respostas? Você pode entrar para votar em uma resposta.
  • Oi querido,

    eu não vejo o casamento ou qualquer relação estável dessa forma.

    Vejo de maneira muito diferente, duas pessoas que se completam, crescem juntas, andam juntas,

    progridem juntas e continuam sim fazendo todos os programas de antes, como se o namoro fosse

    am prelúdio e o casamento a extensão.

    Talvez veja assim porque conheço muitos casais (inclusive na minha família) que após o casamento

    tiveram a relação mais estabilizada ainda.

    Também me surpreendo ao ver amigos de meus sobrinhos, garotos e meninas que brincavam

    no quintal de casa e se casaram, hoje já tem filhos, e levam uma vida até bem melhor do que

    antes. Saem, curtem, namoram, trabalham juntos ( um desses casais já está junto faz 15 anos, ninguém apostava maisque 6 meses), voltaram a estudar, estão se formando, enfim, aposto em uma relação estável justamente porque tenho exemplos e mais exemplos de uniões bonitas onde o que pesa na balança são: amor e respeito.

    Essa frase "até que a morte os separe" pode parecer meio assustadora, mas no meu entender ela significa que qualquer que seja o percalço existente, se houver amor e respeito, será superado.

    Ano passado estive passando uns tempos com minha irmã, cinco anos mais nova que eu, cinco filhos. O mais velho 30 anos, a mais nova vai fazer 10. Era época da Virada Cultural. Meu cunhado chegou em casa na quinta feira e disse: e o final de semana? E ela: Virada, Manu Chau, claro.

    E lá foram eles, como dois namorados.

    Penso que isso varia muito de pessoa para pessoa. Eu me espanto muito, com casais que

    se deterioram, a única explicação que posso aceitar é que não existe amor entre eles, pois existindo, tudo é superado.

    beijão, inté....

    Paz e Bem, sempre1

    • Commenter avatarFaça login para comentar as respostas
  • Há 9 anos

    Amigo, taí uma coisa de difícil solução, o casamento. Talvez por ser o tipo de relação mais próxima, seja também a mais complicada. Não importa o tempo que vc passe ao lado de alguém, você nunca a conhecerá totalmente e por mais que se esforce pra que tudo de certo, sempre tem alumas dificuldades que não conseguimos vencer. É o maior exercício de tolerância que eu conheço, mas só deve ser mantido se valer a pena, se as coisas boas forem maiores que as negativas e se tiver companheirismo.

    Abç

    • Commenter avatarFaça login para comentar as respostas
  • Tem muito de verdade o texto. Mas ainda acredito no amor.

    Embora saiba que há muitos vivos, caminhando lado a lado

    com defuntos ambulantes. Ou seja, o amor morreu, não tem

    volta, mas outros vínculos os prendem. E esses vínculos onde

    estão amarrados, impedem com que as pessoas busquem

    viver outro amor intensamente. E assim, a vida passa para eles

    tediosa, sem graça, sem saída. bjs

    • Commenter avatarFaça login para comentar as respostas
  • Há 9 anos

    Gostei ,adoro ler...até rir um pouco...realidade.

    • Commenter avatarFaça login para comentar as respostas
  • Anônimo
    Há 9 anos

    Querido amigo

    Dificil uma relação de muitos anos não ficar desgastada.

    Mesmo não engordando, cuidando do visual...etc.

    Temos que ter em mente que cada um tem a sua individualidade e não tentar mudar o outro.

    Crescimento juntos? Dificílimo, pois cada um tem um interesse diferente o que é compreensível.

    Soluções?

    Apenas tentativas.

    Umas bem sucedidas outras nem tanto.

    Beijos

    vou la ver sua pergunta.

    • Commenter avatarFaça login para comentar as respostas
  • Anônimo
    Há 9 anos

    Caminhante como você é altamente áspero e realista(soou como elogio neste contexto), adorei seu texto,serve para que as pessoas reflitam que casamento é conquista dia a dia,casa-se para dividir e somar, para servir e ser servido,para abraçar, chorar, sorrir, e fazer tudo ao lado do ser amado, só que isso não acontece, na nossa vida atual onde a instabilidade finaceira, social,pessoal,politica serve como sugadores das nossas almas, a instabilidade emociaonal não deixa de ser diferente.

    Já diriam os nossos artistas, que trocam de maridos e esposas como trocam de roupa, os homens querem ter varias mulheres, as mulheres com a dita Evolução Feminina, não mais se submete a traições,falta de respeito,agressões e tudo que a história mostra que os homens foram capazes(não generalizando , só exemplificando).Toda uma cultura mudada,o valor da família,também mudou, não deu certo fazer oque separa, é simples,os filhos ah eles ficam com quem puder oferecer uma boa condição,qual???financeira, emocional, social???Ah sim tem a guarda compartilhada , tudo resolvido!!!!affff

    Casamentos com bodas de ouro, prata, diamante...pura utopia

    agradeço pelo texto e vou mandar para os casais que conheço...bjs

    • Commenter avatarFaça login para comentar as respostas
Tem mais perguntas? Obtenha suas respostas perguntando agora.