Você já ouviu falar de "O Livro dos Espíritos", obra mediúnica de Kardec, como parte da Doutrina Espírita?

Em suas 1.019 perguntas e respostas esta admirável obra esclarece sobre o mundo material em que vivemos e sobre o mundo espiritual para o qual iremos, por ser a nossa verdadeira morada.

Estamos na face da Terra para APRENDER e PRATICAR o Amor, a Fé e a Caridade, como parte das leis de Deus, através dos ensinamentos de Jesus e de suas novas mensagens pelo Espírito da Verdade, contidas n'O CONSOLADOR, lidando com nossos semelhantes no dia-a-dia de nossas vidas, buscando EVOLUIR no Bem. Somente pela Caridade, Fé e Obras evoluímos rumo a Deus, fazendo aos demais o que gostaríamos que nos fizessem, nesta caminhada sofrida pelas sendas e atalhos do mundo...

Há quem, só de ouvir falar, desdenha e se recusa a ler ou mesmo examinar, superficialmente, esta magnífica obra que é "O Livro dos Espíritos" que, juntamente com outras quatro, são a base estrutural da Doutrina Espírita (Espiritismo), O CONSOLADOR, prometido por Jesus, como consta no NT bíblico. (As outras obras são: "O Livro dos Médiuns", "A Gênese", "O Céu e o Inferno" e "O Evangelho segundo o Espiritismo", todas publicadas por Kardec, em Paris, França, no século 19, e já editadas em português).

Entretanto, quem a lê, se surpreende com as respostas dadas pelos Espíritos Superiores de Deus, comandados por Jesus, que é quem governa a Terra e tudo o que gira em sua órbita, seja material ou espiritual, por delegação do poder divino, de Deus-Pai, Criador do Universo. Nele não há qualquer pergunta que não tenha sido verificada e re-verificada por Kardec, meticuloso e honesto pesquisador, consciente das ciladas a que poderia estar exposto o seu trabalho, como ele mesmo nos esclarece na obra, registrando as respostas dadas pelos mensageiros de Jesus, esclarecendo sobre as dúvidas que pesavam sobre a Humanidade.

Assim, quem nunca leu uma linha sequer desta obra citada, não poderá argumentar com segurança sobre as suas próprias dúvidas que carrega, em sua peregrinação terrena, apesar de todos terem o direito à Verdade, pois, como disse o Mestre, "A Verdade vos libertará".

Agradeço a gentileza da resposta de cada um, e que fiquem na Paz de Jesus!

3 Respostas

Classificação
  • Há 10 anos
    Resposta favorita

    Antes de tudo mais, parabéns pela abordagem do tema, que humildemente me proponho a debater, devido a seriedade do assunto!

    Sim, já o lí e estudei-o diversas vezes; a primeira vez, de um dia para o outro, aos dezesseis anos pois, nunca havía lido um livro tão interessante e passei o dia todo lendo e terminei-o de madrugada!

    Na realidade eu não o lí da primeira vez, eu o "devorei" pois a pessoa que me emprestou disse que eu lesse-o e o entregasse no dia seguinte.

    À primeira pergunta ("Que é Deus? Deus é a Inteligência Suprema e a Causa Primária de todas as coisas) eu me rendí e disse comigo mesmo: "este é o livro que eu procurava avidamente em meu coração" e, me pus a lê-lo.

    O Livro dos Espíritos (Le Livre des Esprits) surgiu na França em 18 de Abril de 1857.

    Com a publicação do "Le Livre des. Esprites", o professor e pedagogo Hippolyte Léon Denizard

    Rivail assume o pseudônimo de “Allan Kardec” para diferenciar a Codificação Espírita dos seus

    trabalhos pedagógicos anteriores.

    O pseudônimo Allan Kardec foi escolhido pois um espírito revelou-lhe que haviam vivido juntos

    entre os druidas, na Gália, e que naquela época o Codificador tinha esse nome.

    Toda a codificação iniciou-se em 1854 a partir dos fenômenos das mesas girantes - Fenômenos

    Hydesville, onde Hippolyte Léon Denizard Rivail, em conversa com o Sr. Fortier, o

    magnetizador, soube dos efeitos físicos (a saber: existem dois tipos de manifestações espíritas

    ou espirituais: fenômenos de efeitos inteligêntes e fenômenos de efeitos físicos, onde os

    espíritos manipulam os fluídos dos médiuns - de efeitos físicos - e realizam transportes,

    materializações físicas, materializações luminosas, entre outras manifestações) que estavam

    acontecendo nos salões de festas noturnas em Paris e, ao pesquisar se a origem era

    proveniente de uma causa magnética, surpreendeu-se quando por resposta lhe foi dada que o

    fenômeno provinha dos espíritos, ou, das almas dos homens que viveram na terra e em outros

    mundos.

    No aprofundamento das pesquisas, onde duas irmãs (duas crianças de 10 e 12 anos) deram grande contribuição com sua mediunidade de psicografía, foram surgindo

    milhares de respostas dadas pelos espíritos e comunicações diversas, entre as quais uma de 17

    de junho de 1856, onde o Espírito da Verdade orienta o professor e pedagogo Hippolyte Léon

    Denizard Rivail a publicar apenas uma parte do livro, razão esta que fez a(s) primeira(s)

    edição(ões) do Livro dos Espíritos vir apenas com 555 perguntas e respostas e, de acordo com

    a orientação espiritual do Espírito da Verdade assim foi publicado.

    Além do Livro dos Espíritos, que contém o aspecto básico da Filosofia Espiritualista (a saber: a

    Doutrina Espírita e um conjunto de ensinamentos com tríplice aspecto: Científico, Filosófico e

    Religioso) outras obras compõem o Espiritísmo formando o Pentateuco Kardeciano que são:

    O Livro dos Médiuns, O Evangelho Segundo o Espiritísmo, O Céu e o Inferno e, A Gênese.

    Além das obras básicas temos outros escritos que são:

    Instruções Práticas Sobre a Manifestação Espíritas, O Que é O Espiritísmo, O Espiritísmo na Sua

    Mais Simples Expressão, Viagem Espírita em 1862, A Revista Espírita - Jornal de Estudos

    Psicológicos (em edições mensais publicadas de Janeiro de 1858 a Junho de 1869 e, por fim,

    escrito por sua espôsa viúva na época do emérito professor, a senhora Amellie Gabrielle

    Boudet, As Obras Póstumas, encerrando assim a codificação da Doutrina Espírita trazida aos

    homens de boa vontade sob a égide de Jesus Cristo, o cordeiro de Deus e Governador do

    planeta de provas e expiações (EM VIAS DE REGENERAÇÃO) Terra!

    Deus seja eternamente louvado, por todas as humanidades!

    Muito obrigado senhores, que Jesus e os bons espíritos iluminem a todos e nos inspirem na execução da obra e na prática do amor, da caridade e da bondade dia após dia!

  • Há 10 anos

    Sim já tive maravilhosa experiência de ler o livro dos espíritos ,pretendo dar continuidade ler outras obras ,por fazer parte de estudo doutrinário do aprendizado dos evangelhos e me

    sinto intensamente motivado a seguir os ensinamentos que São todos fundamentados em base científica.um abraçao

    Fonte(s): doutrina espirita
  • Há 10 anos

    concordo com tudo, esse livro abriu minha mente, o medo da morte se foi e aumentou a certeza na vida e na bondade de Deus.

Tem mais perguntas? Obtenha suas respostas perguntando agora.