Ciência é HUMILDE; religião é ARROGANTE. Você concorda?

Todos nós reconhecemos, como gesto de Humildade, a iniciativa pessoal de alguém em admitir que errou; poucos negarão isso, é gesto de nobreza e refinamento de caráter. A Ciência errou, e errou MUITO, e ainda erra. Mas ela se constrói e se destrói, e se reconstrói, em função dos ERROS que vai encontrando ao longo... mostrar mais Todos nós reconhecemos, como gesto de Humildade, a iniciativa pessoal de alguém em admitir que errou; poucos negarão isso, é gesto de nobreza e refinamento de caráter.
A Ciência errou, e errou MUITO, e ainda erra.
Mas ela se constrói e se destrói, e se reconstrói, em função dos ERROS que vai encontrando ao longo de sua trajetória vitoriosa. O Erro é a indicação que o Universo lhe dá para reencontrar o caminho correto para a Verdade.
Quando ela erige uma Teoria, em função da observação de algum fenômeno (até os não materiais, como a existência de deus ou de espíritos), sua preocupação constante é que apenas subsistam as conclusões que os FATOS possam confirmar; caso contrário, ela erode a Teoria, ou alguma sua parte, e a reconstrói mais solidamente, até a próxima ruptura. É tal, então, que, a cada momento, só persistem as Teorias que AINDA não foram abaladas.
Isso é HUMILDADE, e que conta com TODOS os cientistas como fiscalizadores de TODOS os demais cientistas e de todas as Teorias, persistindo apenas o que tem âncora na Realidade.
De erro em erro, a Ciência vai se firmando como está hoje.
Observando, por outro lado, a religião, podemos ver o OPOSTO disso!!
Os livros ditos sagrados (e que sofreram revisões habilmente ocultadas da Humanidade, as quais os devotos se negam a ESTUDAR e reconhecer) não se revisam a si mesmos, ainda que contenham inúmeros ilogismos, alguns até grotescos como a criação do Universo em apenas 6 dias (AGORA, "dia" tem outra conotação: "período de duração indeterminada"; bem, não há um só dicionário que contemple tal "definição") ou um dilúvio "universal" (ainda que a palavra "universal" venha sendo habilmente redefinida em seu alcance), ou o único sujeito em toda a História dos seres vivos (incluindo até bactérias e vírus) que logrou voltar da morte.
Portanto, e deixando ao amigo leitor a extensão serena da reflexão (LIVRE, se puder), quem, afinal é mais HUMILDE???
Retire, da vida do Homem, todo o Conhecimento que a Ciência lhe provê para sua Felicidade, e teremos, de volta, a Idade Média; alguns, aliás, ainda vivem, mentalmente, em tal era...
Mas esses não criam História, e são apenas seguidores inexpressivos e colaterais; o mundo prossegue, apesar deles; e não fazem falta alguma ao Progresso da Humanidade que, ainda que aos trancos e barrancos, está evoluindo e, um dia, retornará ao caminho da qual se deixou desviar pelos espertos milenares da farsa e da fraude...
Carpe diem!!
Atualizar: Depois de 19 respostas, poucos foram os que perceberam que eu falei CIÊNCIA, e não cientistas...
E também falei RELIGIÃO, e não religiosos...
Mas creio que alguns perceberão a sutileza da colocação...
Tudo vai depender do refinamento intelectual do leitor...
21 respostas 21