Alguém conhece um lugar para internação de doentes mentais pelo governo?

Seguir
  • Seguir de forma pública
  • Seguir de forma privada
  • Deixar de seguir
Tenho um familiar que sofre de transtorno afetivo bipolar, que não possui mais condições de convívio em sociedade, e pecisamos de opções para internação definitiva, através do ...mostrar mais
Melhor resposta
Se fosse você essa pessoa, gostaria de ficar internada Lindona ?

Se está há 20 anos assim é por que não teve o diagnóstico correto e nem deve tomar os medicamentos corretos.

E quem tem doença mental nçao é animal para viver enjaulado não ! As famílias tendem a querer se livrar do fardo, não é verdade !

Leia a resposta do Wagner !
  • 3
  • Comentário

Outras respostas (11)

Classificada como mais alta
  • Classificada como mais alta
  • Mais antigo
  • Mais recente
  • Guigui respondido 4 anos atrás
    Não existe mais tratamento de doente mental com internação, ainda mais definitiva pelo SUS. O atendimento e tratamento dos doentes mentais é ambulatorial. Isso é uma vitória, pois os doentes mentais eram abandonados por suas famílias literalmente em hospitais psiquiátricos e manicômios imundos, sem menor condição de tratamento e possibilidade de retorno à sociedade e à família. Era muito sofrido e triste ver pessoas desde a infância, envelhecerem internadas. Muitas sendo abusadas.
    Sugiro que os familiares acompanhem o tratamento do bipolar com psiquiatra mensalmente e zelem para que ele tome a medicação, bem como faça terapia. Não há como se livrar do problema... tem que tratar e encarar. Parece não ser bipolar, esse regressar à realidade. Não é esquizofrênico...
    • 2
    • Comentário
  • ? respondido 4 anos atrás
    bom em sousa-sp tem um que é hospital candido ferreira trata de pessoas problemas mentais,drogas,alcoolicos etc.é gratuito meu irmão já tratou lá é muito bom. Fone: (19) 3758-8600
    • 1
    • Comentário
  • Fernanda respondido 4 anos atrás
    Peça ajuda as emissoras,uma vez pediram na record,conseguiram.
    • Taxa
    • Comentário
  • JAS respondido 4 anos atrás
    qual cidade?
    • Taxa
    • Comentário
  • respondido 4 anos atrás
    Como Guigui disse, nos últimos anos, em consequência da reforma psiquiátrica, a internação de pacientes de saúde mental vem sendo substituída por tratamentos alternativos como: residências terapêuticas, hospital dia, CAPS, etc. Vc não falou onde mora, mas o SUS é obrigado a oderecer esse tipo de assistência. Dê uma olhada nesse site http://portal.saude.gov.br/portal/saude/... e veja se lá tem algo da sua cidade, ou então ligue para o 0800 ao final da página e se informe sobre sua região! Abraços
    • Taxa
    • Comentário
  • LICCA respondido 4 anos atrás
    e qual seria a cidade. pois tem como passar a listagem de locias gratuitos para tratamento mas teria que saber qual a cidade q o paciente reside.
    • Taxa
    • Comentário
  • OLá,
    Sua pergunta é interessante à medida que propicia reflexões.
    Você viu respostas que falam sobre a Reforma Psiquiátrica. A tal reforma foi interessante para tentar buscar novos rumos na lida com as doenças mentais e os tratamentos oferecidos. Muitas coisas, por certo, podem ter melhorado, mas, como a reforma psiquiátrica foi embasada muito mais em ideações políticas, muitas coisas também não deram e nem vem dando certo.
    Digo isso porque os CAPS não surgiram como um ambiente preparado de verdade para ajudar o doente. Em muitos municípios o ministério da saúde forçou a implantação, sem preparo algum.
    Há uma pesquisa recente do conselho regional de medicina demonstrando que 60% dos CAPS estão funcionando de forma precária e incorreta. Isso significa que a estrutura alternativa aos hospitais psiquiátricos está falhando.
    Na Lei 10216 ( reforma psiquiátrica ) está escrito que os hospitais gerais devem implantar leitos psiquiátricos. Aconteceu? Em alguns pouquíssimos lugares, muito timidamente. A maioria dos hospitais gerais quer o doente psiquiátrico distante. Essa é a realidade.
    Quanto às internações definitivas, hoje já não existem. A Lei já não permite.
    Entendo o sentimento familiar, pois não são flores tratar de um doente mental. Mas não justifica o abandono.
    Você fala que "as internações temporárias trazem muito sofrimento quando ele regressa à realidade." e isso faz-me crer que após as internações ele fica melhor. Talvez esteja faltando "amarrar" melhor o tratamento.
    Quando uma pessoa é internada no hospital psiquiátrico, após a alta é fundamental o acompanhamento terapêutico, a fim de evitar novas recaídas da doença.
    Como foi citado, o CAPS pode ser uma boa opção. É obvio que o CAPS não faz milagres, mas se funcionar como deve poderá ajudar.
    O CAPS nunca vai subsituir o hospital psiquiátrico, mas pode ser um caminho para seu caso.
    Abraços

    Fonte(s):

    médico psiquiatra
    • Taxa
    • Comentário
  • Wagner J. Marques - Psicólogo respondido 4 anos atrás
    Olá

    Vocês já estão fazendo acompanhamento pelo CAPS?

    O CAPS (Centro de atenção psicossocial) tem por objetivo oferecer atendimento à população, realizar o acompanhamento clínico e a reinserção social dos usuários pelo acesso ao trabalho, lazer, exercício dos direitos civis e fortalecimento dos laços familiares e comunitários.

    Os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), entre todos os dispositivos de atenção à saúde mental, têm valor estratégico para a Reforma Psiquiátrica Brasileira. Com a criação desses centros, possibilita-se a organização de uma rede substitutiva ao Hospital Psiquiátrico no país. Os CAPS são serviços de saúde municipais, abertos, comunitários que oferecem atendimento diário.

    É função dos CAPS:
    - prestar atendimento clínico em regime de atenção diária, evitando as internações em hospitais psiquiátricos;
    - acolher e atender as pessoas com transtornos mentais graves e persistentes, procurando preservar e fortalecer os laços sociais do usuário em seu território;
    - promover a inserção social das pessoas com transtornos mentais por meio de ações intersetoriais;
    - regular a porta de entrada da rede de assistência em saúde mental na sua área de atuação;
    - dar suporte a atenção à saúde mental na rede básica;
    - organizar a rede de atenção às pessoas com transtornos mentais nos municípios;
    - articular estrategicamente a rede e a política de saúde mental num determinado território
    - promover a reinserção social do indivíduo através do acesso ao trabalho, lazer, exercício dos direitos civis e fortalecimento dos laços familiares e comunitários.

    Estes serviços devem ser SUBSTITUTIVOS e não complementares ao hospital psiquiátrico. De fato, o CAPS é o núcleo de uma nova clínica, produtora de autonomia, que convida o usuário à responsabilização e ao protagonismo em toda a trajetória do seu tratamento.

    Os projetos desses serviços, muitas vezes, ultrapassam a própria estrutura física, em busca da rede de suporte social, potencializadora de suas ações, preocupando-se com o sujeito e a singularidade, sua história, sua cultura e sua vida cotidiana.

    Espero que estas informações sejam úteis.

    Fonte(s):

    • Taxa
    • Comentário
  • engerubens respondido 4 anos atrás
    Ele toma lítio?

    Ele faz exame de Litemia?

    Ele vai ao psiquiatra pelo menos trimestralmente?

    Já pensou num diagnóstico errado? E se ele for esquizo-afetivo??? Tiver um pouco de esquizofrenia?

    Neste caso ele já tomou Leponex? Para esquizofrenia refratária! É o melhor medicamento!

    Sabia que os pesquizadores criam remédios modernos?

    "Não possui condições de convívio",,,, Já tentou todas as hipóteses acima???

    Vcs desistem muito facil.

    Fonte(s):

    HC - Projesq
    • 1
    • Comentário
  • L.C respondido 4 anos atrás
    Tem um hospício público chamado Pedro 2 aqui no Rio. Fica na Rua Ramiro Magalhães, 521 - Rio de Janeiro - RJ, 20730-460
    o tel é: (0xx)21 2597-4242‎

    Fonte(s):

    Eu moro pertinho desse local. Uma conhecida é enfermeira lá.
    • Taxa
    • Comentário
  • Sign In 

    para adicionar sua resposta

  • Luciene RRoqueS respondido 4 anos atrás
    Olá, procure um posto de saúde mais próximo a sua casa, explique a assistente social seu problema e lá com certeza irão dar atenção devida ao seu caso, é obrigação deles o fazer, va ate eles e irão te auxiliar.
    Boa sorte!
    Um abraço!
    profebioluciene@yahoo.com
    • Taxa
    • Comentário

Quem está seguindo esta pergunta?

    %
    MELHORES RESPOSTAS
    Membro desde:
    Pontos: Pontos: Nível
    Total de respostas:
    Pontos nesta semana:
    Seguir
     
    Deixar de seguir
     
    Bloquear
     
    Desbloquear