Anônimo
Anônimo perguntou em Sociedade e CulturaReligião e Espiritualidade · Há 10 anos

2 perguntas para os Ateus antes de eu ir dormir. Amanhã eu vejo.?

Disseram que meu argumento (da pergunta anterior) era o Argumento do Relojoeiro, que foi proposto por William Paley no século XIX. Disseram que eu comparei o relógio com a célula humana. Bem, sim, mas apenas em questão de complexidade, para facilitar para os ateus. Pois eu poderia ter perguntado:

"se você encontrasse de manhã um ser vivo, capaz de pensar, sentir, amar, desejar, questionar e dar valor a sua vida... você acharia que ele teria se construído por acaso, de uma origem que não pensa e não ama?"

Ora, dizer que um ser assim existiu a partir de uma explosão sem sentido, sem causa inteligente, por pura sorte, cujo elementos químicos que o compõem foram cuspidos do nada, e que essa explosão juntou todos os órgãos e sistemas biológicos, dispôs a capacidade de apreciar o belo, de se emocionar, deu-lhe forma e acabamento e o colocou para funcionar e, mesmo que seja capaz de ser feliz, dizer que isso tudo foi pura coincidência é no mínimo mais difícil que se essa explosão criasse um relógio.

E por falarem que a explicação da complexidade da célula existe devido a bilhões de anos de evolução, eu acabei de propor o argumento da lata de feijão! (pergunta nº 2) E espero que ninguém mais do século XIX tenha proposto essa.

Sobre Deus não precisar ter sido criado mas o universo sim é simples: o universo claramente é uma manifestação composta por leis e elementos. Não é uma inteligência, mas contem seres inteligentes. Se o universo fosse tudo o que existe, sem Deus, o universo seria uma inteligência que não entende a si mesmo, mas se não entende, não poderia ter se manifestado. Seria contraditório.

Lá vão as perguntas:

1 - Se achasse um relógio no meio do deserto concluiria que ele se construiu sozinho por mero acaso?

2 - Se você sacudir uma latinha dessas feijoadas enlatadas, por bilhões de anos, você acha que um dia vai surgir, mesmo que evoluindo gradualmente, ali dentro um ser pensante e capaz de amar? (Se achar que só o feijão é pouco, pode misturar com outros ingredientes e colocar no fogo também por bilhões de anos!)

15 Respostas

Classificação
  • Melhor resposta

    Quem disse que o seu argumento era o "Argumento do Relojoeiro" de William Paley fui eu. Aliás, não estou condenando este argumento, ele foi bastante perspicaz em sua época e me fez refletir muito a seu respeito. Existem vários estudos a respeito dele, feitos por David Hume, Charles Darwin e Richard Dawkings. Se quiser pesquisar mais a respeito, coloquei o link abaixo.

    Sobre suas duas perguntas:

    1. Não, se eu achasse um relógio no deserto eu cooncluiria que ele foi construído por alguém, já que não existem teorias científicas plausíveis que justifiquem a formação espontânea de relógios;

    2. Se você sacudir apenas latinhas de feijão e mais nada, é extremamente improvável que surja de lá um ser inteligente.

    O problema é que novamente trata-se de uma falácia de falsa analogia: o planeta Terra primordial não era uma latinha. Ele possuía oceanos vastos, uma atmosfera rica em nitrogênio, e matéria orgânica abundante - a base para a formação de moléculas de RNA, a base da vida.

    Você imagina que os feijões se transmutarão em um ser inteligente assim direto, por mero acaso. Mas não é assim que a evolução funciona. Um ser vivo evolui, ao longo de milhares de anos, para um ser vivo um pouquinho diferente. Se este ser vivo um pouquinho diferente for melhor, vai ter vantagens no meio ambiente em que vive e a seleção natural permitirá que ele se reproduza. E ao longo de milhares de anos pode dar origem a outro ser um pouquinho diferente e, talvez, um pouquinho mais evoluído. De poucas em poucas mudanças surgem seres mais evoluídos e, com sorte, muito tempo e material, talvez surja vida inteligente e capaz de amar.

    Portanto, se você colocar sua latinha de feijões em um ambiente apropriado como era a atmosfera e os mares da Terra primordial, proporcionar alimentos, luz solar, energia térmica, os aminoácidos apropriados, e tiver muita paciência para esperar, é possível que surja sim de lá uma forma de vida um pouco mais evoluída. Há uma remotíssima possibilidade da vida continuar evoluindo e eventualmente gerar vida inteligente, mas a possibilidade existe se você proporcionar tempo e condições adequadas. A elegância do Evolucionismo é que ele explica o aperfeiçoamento dos seres através de um acúmulo de características favoráveis surgidas ao acaso mas selecionadas por leis da física e biologia, sem a necessidade de uma inteligência sobrenatural por trás de tudo.

    Tenha um bom dia!

  • Há 10 anos

    Melhor dormir mesmo, pois você deve ter tomado todas !!!

  • Xan
    Lv 7
    Há 10 anos

    Faz o seguinte meu amigo:

    Reúna seus parentes, amigos e vizinhos, façam uma roda e coloquem essa lata de feijão no meio, então comecem uma sessão de oração forte, orem, orem, orem...

    E quando esse seu deusinho conseguir fazer surgir uma loira de 1,80m de dentro da lata, poste aqui novamente que eu vou me ajoelhar pedir perdão e me converter imediatamente, ok?

    Não se esqueça, essa é uma grande oportunidade e com certeza uma coisa simples para um deus do impossível, não é??? Haja visto que o feijão contém muito mais propriedades que o barro...

    Ahhh!!! Se for possivel, filme tudo e me manda por email, pois percorrerei o mundo divulgando isso, aliás, terei isso como uma missão, venderei tudo que tenho e darei aos pobres, vestirei o saco do feijão e calçarei um chinelo barato e passarei a pregar a palavra com todas as minhas forças...

    Um abraço...

    Estou aguardando ansiosamente...

    Ps.: Dando tudo certo, além do email, manda também a loira, ok???

  • Há 10 anos

    Já ouviu falar em algo chamado evolução das espécies?

    É isso dai...

    Para a segunda pergunta..

    A terra não é uma latinha de feijão.. a sua cabeça é!

  • O que você acha das respostas? Você pode entrar para votar em uma resposta.
  • Anônimo
    Há 10 anos

    ...**se você encontrasse de manhã um ser vivo, capaz de pensar, sentir, amar, desejar, questionar e dar valor a sua vida... você acharia que ele teria se construído por acaso, de uma origem que não pensa e não ama?...**

    O ser vivo foí concebido pelos país dele que por sua vez foram concebidos pelos país deles retroagindo até a primeíra célula viva; que por sua vez; evoluíu de uma cadeía primitiva de moléculas auto-replicantes; o RNA que surgiu num feliz acidente químico nos antigos oceanos da terra há bilhões de anos!. Sem mágica; sem sobrenatural e sem nenhum deus!

    Agora esse negócio de querer que a vida tenha tido uma origem conciente capaz de ter **amor** pelo que concebeu como você mesmo frisou tem a ver com **psicologia**... quando se projeta na figura de um suposto deus uma imagem paternalista... explorada da pior forma possível pelas religiões. A concepção do deus biblíco **Jeová** não me deíxa mentir sobre isso! "/

  • Você não entendeu... uma célula complexa não surgiu de reepente, foram diversas etapas antes dde termos uma única célula. Já um relógio só pode existir completo e complexo.

    Veja este filme muito esclarecedor:

    http://www.youtube.com/watch?v=U6QYDdgP9eg

    Youtube thumbnail

    http://www.youtube.com/watch?v=3OwSARYTK7w

    Youtube thumbnail

    .

  • Anônimo
    Há 10 anos

    Vai dormir!

  • Há 10 anos

    A ciência está aberta à crítica, que é o oposto da religião. A ciência implora para que você prove que ela está errada , que é todo o conceito, enquanto a religião o condena se você tentar provar que ela está errada. Ela te diz aceite com fé e cale a boca.

    Se a bíblia está errada ao nos dizer de onde viemos, como podemos confiar nela ao dizer pra onde iremos?

  • Falco
    Lv 7
    Há 10 anos

    Respondendo:

    1- Claro que não!

    2- Claro que não! Essa sua segunda pergunta revela seu desconhecimento total das teorias de Darwin. Você imagina que a evolução se deu inteiramente por acaso, como nesse exemplo de se sacudiur a lata. A vida não se formou simplesmente assim. Houve um primeiro evento fortuito, casual, de moléculas simples que se replicam. Daí houve sucessivas replicações, gerando moléculas mais complexas, depois célula, etc. Ou seja, apenas o evento inicial for aleatório e casual. E evidentemente foi um evento único e raro. Tão raro que, pelo que se saiba, não se repetiu em nenhum lugar nem aqui na Terra, nem em outros lugares conhecidos fora da Terra. Mas a partir daí, o acaso deu lugar a uma seleção automática, espontânea e natural, em que os mais aptos sobrevivem, enquanto os inaptos perecem. Esse tipo de seleção não tem nada de aleatória, como você pensa.

    Quanto ao seu argumento sobre deus: se o universo tem um criador, esse criador teria de ser mais complexo do que esse universo. Então, colocar um criador para explicar o universo, é apenas encontrar um complicador na questão. É apenas adicionar um mistério a outro mistério. Colocar um deus não explica nem esclarece. Apenas adiciona mais um ponto de interrogação. Se é improvável e estranho uma criatura complexa sem criador, é ainda mais estranho um criador dessa criatura que não tem criador.

  • Há 10 anos

    Não sou atea mas também não sou crente. mas deixe-me em minha ignorancia responder a suas perguntas.

    1- Se achasse um relógio no meio do deserto concluiria que ele foi construido por algum povo que ali viveu cuja história tenha sido tragada pelo proprio deserto, mas como não disse que tipo de deserto ou que tipo de relógio era, penso em um deserto arenoso como supõe-se que é o Saara.

    2 -Acredito que uma lata de feijão não daria origem a seres som nosso tamanho, mas como nós somos pensantes o suficientes para sermos egoistas e olharmos para nossos proprios umbigos enquanto esperamos que um "deus" onipresente, onipotente faça as coisas por nós, não creio que estaremos vivos até descobrir pois nossso proprio ato de esperar que "deus" nos salve enquanto destruimos a nós mesmos e a nossa "casa" esta nos levando para cova.

Tem mais perguntas? Obtenha suas respostas perguntando agora.