Vamos animar a tardinha de quinta aí ?!?

Estômago: - Cara, manera aê com o q vai comer. Essa semana foi fo.da. Manda uns vegetais pra dentro, porque as coisas lá no intestino estão feias!

Homem: - Tá bom, vou comer duas rodelas de tomate!

Primeiro prato (800g): arroz, feijoada, cupim, picanha, coração de galinha e umas rodelas de tomate.

Estômago: - Pô cara! Tá de sacanagem, né? Duas rodelas de tomate?? E essas carnes mal-passadas? Pelo menos mastiga direito essa por.ra!

Segundo prato (550g): arroz, costela ao molho, picanha assada, alcatra à parmegiana e salada de maionese.

Estômago: - Cheeeeega de carne, por.ra! Não cabe mais nada aqui! Lembra daquela úlcera? Tá faltando pouco pra cicatriz abrir. Tu quer fu.der com tudo, é?!? Manda um pouco de água.

Bebida: coca-cola 600 ml.

Estômago: - Seu imbecil, eu falei um pouco de água! Tá difícil, hein!!!

Homem: - Uai, coca-cola tem água! E ainda ajuda a dissolver a carne.

Estômago: -Coca-cola tem o inferno dentro, por.ra! Tá ******* aqui com o suco-gástrico.

Esposa: - Amor, com quem vc tá falando?

Homem: - Ninguém, não, tô pensando alto.

Sobremesa: 300g de pudim.

Estômago: Eiithaaa por.ra, cabe mais não! Tá ouvindo, ô pançudo!

Intestino: - O q tá acontecendo aí em cima? Q zona é essa?

Estômago: - O cara come feito um bode velho... tá empurrando comida q não pára mais! Agora veio pudim pra dentro. Não sei mais o q fazer!

Intestino: - Vamos mandar direto! Repercutir!!!

Estômago: - O quêêê?

Intestino: - É isso aí... operação descarga... o cara é um descontrolado!

Estômago: - Cara, o cérebro não vai gostar!

Intestino:- fodda-se o cérebro! ele nunca veio aqui embaixo pra saber como são as coisas.

Estômago: - Vamos dar mais uma chance pra ele... eu acho q ele não vai mais...

Bebida 2: cafézinho...

Estômago: - Filho da pu.ta!!! Vou explodir!

Intestino: - Operação descarga iniciando... Anda, libera o canal do duodeno que eu já tô resolvendo aqui com o esfíncter.

Coração: - Q q tá havendo aí embaixo? A adrenalina tá aumentando muito aqui!

Intestino: - Operação descarga!

Coração: - Quem autorizou isso? O cérebro não me mandou nada.

Estômago: - Fodda-se aquela geléia! Nem músculo tem!

Instestino: - É isso aêê! Fodda-se essa geléia inútil! Vinte segundos pra abrir o esfíncter anal... quero ver o ânus arder com esse suco gástrico...

Esposa: - Amor, vc tá passando bem? Tá suando todo, aonde vc vai, homem?!?

Homem: - Preciso ir ao banheiro, urgente. Paga a conta e me espera no carro.

Esposa: - Noooossaaa!!! O q vc comeu q te fez mal?

Homem: - Não sei... acho que foram aquelas rodelas de tomate!

ihihihihihi

Ótima tarde procêisss, meusss amooores!

E ó... se gostar... não se esqueça da estrelinha, viu honey!

Beijinhosss cancerianosss

10 Respostas

Classificação
  • Anônimo
    Há 10 anos
    Melhor resposta

    Hahahahahaha... Essa foi muito boa. kkkkkkkkkkkkk...

    Ruidos ....

    por Luis Fernando Veríssimo

    Você pode controlar a maioria dos ruídos do seu corpo (o espirro, o arroto, você sabe do que estou falando) mesmo que isto lhe custe algum suplicio. Mas existe um ruído absolutamente incontrolável, que nada reprime ou disfarça. É aquele barulho que faz a barriga quando menos os que estão à sua volta ou você esperam. Geralmente - é fatal - no momento de maior silêncio no recinto.

    Isto já aconteceu, claro. Você está, digamos, numa sala de espera, naquele convívio forçado e constrangedor de uma sala de espera lotada, e de repente sua barriga faz "grwol". Depois "grl, grl" e logo em seguida "brliadbm". E quando tudo parece terminado, vem um Post Scriptum: "Piauiiim..."

    Você olha em volta sem mexer a cabeça. Será que alguém ouviu? Claro que ouviram. Na rua devem ter ouvido. O que fazer?

    Você pode ficar impassível, olhando para um ponto qualquer no infinito.

    Não foi a sua. E mesmo que tenha sido, o que tem? Pode acontecer com qualquer um. Você não tem que dar satisfações a ninguém. Só espera que o fato se perca no esquecimento. Mas sua barriga repete a seqüência.

    "Grwol". Depois "grl, grl". Depois "brliadbm".

    Silencio. Suspense.

    Finalmente: "Piauiiim...

    "Você pode sorrir para todos e sacudir a cabeça, resignado, como que desistiu de disciplinar uma criança rebelde. "Essas barrigas...". Os outros aceitarão seu convite para uma confraternização bem humorada em torno do que é, afinal, um incidente gástrico, e portanto comum, banal e profundamente humano. A desvantagem deste procedimento é que ele só dará certo uma vez. Se sua barriga voltar a manifestar, você não contará mais com a boa vontade unânime dos circundantes. Alguns farão cara de "Foi divertido, mas agora chega". E não há nada que você possa fazer.

    Um terceiro caminho é, no momento do barulho, olhar para a pessoa do lado com um misto de surpresa e indignação. É uma tática calhorda, mas você transferirá as suspeitas.

    Ou então você só tem uma saída: assumir a barriga e seu repertório: - Foi a minha, sim, e tenho orgulho dela!

  • Há 10 anos

    amiga, isso é impossível de aguentar, mesmo,

    que loucura,

    pensar que algumas pessoas são capazes de fazer assim com a própria saúde............

    *****

  • Há 10 anos

    Hihihihihihi bem legal

  • Há 10 anos

    kkkkkkkkk que doideira

  • O que você acha das respostas? Você pode entrar para votar em uma resposta.
  • Há 10 anos

    rsrsrsrsrsrrsrrs.leeegal

  • Há 10 anos

    Gostei muito dessa. rsrsrsrs...

    Bjusss !!!

    8)

  • Há 10 anos

    kkkkkkkkkk

  • Há 10 anos

    É , no cardápio faltou batata-doce, repolho , ovo e uma caninha . Só pra encher a pança melhor . Pobrezinho do estômago desse filho da p... .

  • Jose
    Lv 5
    Há 10 anos

    kkkkkkkkkkkkk

  • Há 10 anos

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Tem mais perguntas? Obtenha suas respostas perguntando agora.