Como diferenciar ácidos, bases e sais, etc pela fórmula?

Seguir
  • Seguir de forma pública
  • Seguir de forma privada
  • Deixar de seguir
Como diferenciar ácidos, bases, sais, peróxidos, hidróxidos a partir de uma fórmula? Sei que por Arrhenius um ácido é uma substância que em água libera cátions H+ e uma base libera ...mostrar mais
Melhor respostaEscolha do autor da pergunta
pelo nox dos elementos envolvidos.

os ácidos de arrhenius liberam cátions H+, logo eles *têm* cátions H+
se eles são cátions, quer dizer que o hidrogênio tem nox +1. exemplo:

H2SO4 - nox oxigênio -2, vezes 4 = -8
nox enxofre = +6
logo, o nox do hidrogênio é +1
basicamente, isso acontece quando o hidrogênio está a a esquerda na fórmula. as exceções são a água e o peróxido de hidrogênio.

quando o hidrogênio é o elemento mais eletronegativo, nao temos um ácido, e sim um hidreto. isso acontece quando ele está a direita na fórmula.
exemplo:
NaH - nox sódio + 1
logo, nox do hidrogênio é -1.

os óxidos são compostos binários onde o oxigênio tem nox +2.
exemplo:
SO3 - nox enxofre +6
logo, nox oxigênio é -2

os peróxidos são compostos que contém o íon peróxido, que é um oxigênio ligado ao outro por ligação simples, logo ele tem nox -1.

exemplo: peróxido de hidrogênio:
H2O2 - nox hidrogênio é +1, vezes 2 = +2
logo, o nox do oxigênio é -1.

ainda há os superóxidos, nos quais o O tem nox -1/2, mas esses são menos comuns.

agora para bases e sais é muito mais fácil.
bases (de arrhenius), ou hidróxidos, são compostos iônicos (exceção: NH4OH) que são um cátion combinado com o ânion OH-
exemplos: NaOH, Fe(OH)3, Mg(OH)2

agora para reconhecer uma base de bronsted-lowry tem que pensar um pouco. uma base de bronsted-lowry é uma espécie química que recebe próton (íon H+). nesse caso, podemos considerar NH3 uma base de bronsted-lowry, mas nao uma base de arrhenius.

aquela espécie química que doa um par de elétrons nao ligantes é uma base de lewis. nessa definição se encaixam vários ânions, como nos exemplos de reações entre ácidos e bases de lewis:
H+ + :NH3 → NH4+
B2H6 + 2H− → 2BH4−
BF3 + F− → BF4−
Al2Cl6 + 2Cl− → 2AlCl4−
AlF3 + 3F− → AlF63−

e, por fim, um sal é apenas cátions combinados com ânions. exemplo:

KNO3
cátion = K+
ânion = NO3-

espero ter ajudado!

Source:

Classificação e comentário do autor da pergunta

5 de 5
Resposta muito completa, me ajudou a entender. as outras respostas também foram muito boas, principalmente as respostas do Don Juan e dp ∂я. ηαιℓšση, mas essa me ajudou melhor a entender
  • 1
  • Comentário

Outras respostas (4)

Classificada como mais alta
  • Classificada como mais alta
  • Mais antigo
  • Mais recente
  • Chemist respondido 4 anos atrás
    Olha, em resumo (mas só considere para compostos inorgânicos):

    Ácidos (de Arrhenius): Apresentam H no começo da fórmula, sempre.
    Bases (de Arrhenius): Apresentam OH no final da fórmula, sempre.
    Sais: Não apresentam H (pode conter, mas deve conter outro cátion) no começo da fórmula e nem OH (pode conter, mas deve conter outro ânion) no final (mas pode conter H e OH, por isso vale, se não for ácido, base, óxido, hidreto, alúmen etc. será um sal).
    Óxido: Só é composto por 2 elementros, um deles é o O, este deve estar no final da fórmula.


    Ex.:

    H2SO4 é um ácido, pois apresenta H no começo da fórmula...
    Ca(OH)2 é uma base, pois apresenta OH no final da fórmula...
    Na2SO4 é um sal, pois não possui H no começo e nem OH no final.
    CaO é um óxido (óxido básico), pois só tem dois elementos (Ca e O), e sendo um deles o O e este está no final da fórmula.
    NaH é um hidreto iônico, pois tem H no final da fórmula.
    (alúmen não vem ao caso)

    Olhas, mas preste atenção ao seguinte:
    NaHSO4 (bissulfato de sódio) é um sal, mesmo contendo o H na fórmula e mesmo sendo um cátion. Lembra-se do que escrivi à cima? Ele tem outro cátion, que é o Na+... então é um sal (esses sais que contém o H na fórmula são chamados de hidrogenossais)
    Na2(NO3)OH é um sal, mesmo contendo o OH no final. Um modo fácil de identificar é olhar os cátions e os ânions, no caso, ele apresenta um cátion (Na+) e DOIS ânion (NO3- e OH-), então é uma sal (esses sais que contém OH na fórmula são chamados de hidroxissais).


    Outra coisa que causa confusão, é quando falamos que um hidrácido (ácido sem oxigênio na fórmula) é um hidreto (molecular). Vou explicar o fato:

    A início, pela teoria de Arrhenius, os ácido são substâncias que só podem ser denominados ácido quando em solução aquosa (pois aí é que ocorre a ionização e a liberação de íons H+). E pela definição de hidreto temos:

    H2S(aq), que é uma substância ácida e está em água, pertence à função ácido (pois está em solução aquosa - (aq))
    H2S, que é uma substância ácido, pertence à função hidreto (pois não está em solução aquosa, ou seja, não há liberação de H+, então não pode ser chamado de ácido)

    Então, temos:
    Hidretos iônicos, de caráter básico, onde o ânion é o H-. Ex.: NaH, CaH2, etc.
    Hidretos moleculares (em geral são gases às cond. normais de T e P), de caráter ácido, onde o cátion é o H+, quando em solução aquosa gera ácido. Ex.: H2S (quando na "forma de hidreto" é o sulfeto de hidrogênio, "quando ácido", é o ácido sulfídrico), HCl (quando na "forma de hidreto" é o cloreto de hidrogênio e "quando ácido" é o ácido clorídrico) etc.


    PS: A fórmula foi desenvolvida para simplificar as nossas vidas, assim como as "regrinhas de reação", para poder prever quais os produtos obtidos numa reação com aquele reagente. Ela sempre nos dá indícios da função pertencente (no caso dos inorgânicos é mais fácil e rápido, mas quando se trata de orgânicos é muito mais complicado, pelo fato da existência da isomeria).






    Espero ter te ajudado!!!


    ~~> єš¢σℓнα υмα мєℓнσя яєšρσšтα ραяα αš šυαš ρєяgυηтαš! <~~

    Nome: ηαιℓšση я.
    Aviso: Peço educadamente que não deixe suas perguntas irem para votação. Escolha a MR para eles (pode ser qualquer uma, mas escolha a que lhe ofereceu maiores informações).
    Data: šãσ ραυℓσ, 07 ∂є נαηєιяσ ∂є 2010 - нσяáяισ ∂є νєяãσ - 16:16

    Fonte(s):

    Eu mesmo!
    • 1
    • Comentário
  • Don Juan ∮ respondido 4 anos atrás
    *Resumo:
    Para reconhecer uma substância, você tem que ter conhecimento dos metais e ametais.

    - Um ácido tem SEMPRE Hidrogênio e Ametal na estrutura, às vezes pode ter um Oxigênio (por exemplo: H2S [ácido sulfídrico], HCN [ácido cianídrico], H3PO4 [ácido fosfórico]).

    - As bases tem SEMPRE OH (hidroxila) no final da estrutura, e faz ligação com um metal (por exemplo: KOH [hidróxido de potássio], Ca(OH)2 [hidróxido de cálcio], Al(OH)3 [hidróxido de alumínio]).

    - Os óxidos são compostos com dois átomos (binários ou diatômicos), onde sempre se encontra o Oxigênio no final da substância e pode se ligar com metais e ametais (por exemplo: Al2O3 [óxido de alumínio], SO3 [trióxido de enxofre], P2O5 [pentóxido de difósforo], CaO [óxido de cálcio])

    - Sais são compostos formados por ametais e metais, podem ter Oxigênio (oxissais). (por exemplo: Ca3(PO4)2 [fosfato de cálcio], K2SO3 [sulfito de potássio], Mg(NO3)2 [nitrato de magnésio], FeCl3 [cloreto férrico])

    - Peróxidos e Superóxidos são como Óxidos, porém o Nox do Oxigênio varia. (muito amplo, veja a parte mais explicada abaixo)


    *Explicação:
    Ácidos:
    - ionizam em meio aquoso (liberam H+)
    - têm fórmula Hx ou HxÂOy ( = ânion = ametal / x e y = atomicidade de H e de O, respectivamente)
    - uma propriedade característica é ser azedo
    - fórmula Hx = Hidrácido
    - fórmula HxÂOy = Oxiácido
    - numa reação, o ametal do ácido recebe elétrons
    - ligação covalente

    Bases:
    - Base = Hidróxido
    - em meio aquoso dissociam-se (liberam OH-)
    - têm fórmula Cá(OH)x (Cá = cátion = metal / x = número de hidroxila [OH-])
    - exceção NH4OH (Hidróxido de amônio, é uma base com ametais na composição)
    - uma característica é adstringência.
    - numa reação, o metal da base doa elétrons.
    - ligação iônica

    Sais:
    - formados numa reação ácido + base
    - têm fórmula CáxÂy (Cá = cátion, x = atomicidade de metais / Â = ânion, y = atomicidade de ametais)
    - sais ácidos [ou hidrógenossais] têm fórmula:
    CáxHzÂy (z = atomicidade de H)
    - sais básicos [ou hidróxissais] têm fórmula:
    CáxOHzÂy (z = número de OH)
    - podem reagir com ácidos, bases, sais e outros compostos
    - característica salgado
    - ligação iônica

    Óxidos:
    - binários oxigenados
    - com metais fazem ligação iônica
    - com ametais fazem ligação covalente
    - fórmulas:
    têm fórmula ÂxOy (x = atomicidade do ametal / y = atomicidade do Oxigênio)
    têm fórmula CáxOy (x = atomicidade do metal / y = atomicidade do Oxigênio)
    - exceção: O2F e OF NÃO são óxidos, são fluoretos (devido a carga mais eletronegativa do Flúor)
    - existe óxidos ácidos, óxidos básicos, óxidos indiferentes (ou neutros, que não reagem), óxidos anfóteros (neutralizam ácido e base), óxidos salinos (óxidos que ao reagirem com ácidos formam dois sais diferentes pela diferente carga do metal presente no óxido).
    - Nox do oxigênio = -2

    Peróxidos:
    Óxidos com o oxigênio da substância com o Nox = -1. Nox duas vezes menor que o do óxido normal. Formados com hidrogênio e metais. São extremamente oxidantes e reagem com água em soluções diluídas de ácidos, formam H2O2. Fórmula igual a dos óxidos, porém exige mais conhecimento para descobrir se o composto é um peróxido você deve saber as cargas de alguns elementos, por exemplo:
    H2O2 - peróxido de hidrogênio, é possível sabê-lo pois a carga do hidrogênio é SEMPRE +1 ou -1, nesse caso é +1 e há dois hidrogênios, somando as cargas ficam +2 se juntar com as cargas do Oxigênio tem que dar zero, por ter dois oxigênios então a carga do oxigênio é -1, como um peróxido. Outros exemplos:
    Na2O2
    CaO2
    K2O2

    OBS.: O peróxido de hidrogênio (H2O2) é o ÚNICO peróxido molecular.

    Superóxidos:
    Óxidos com o oxigênio da substância com o Nox = -1/2. Nox 4 vezes menor que o do óxido normal.
    Formado com hidrogênios e metais. Extremamente raros, muito mais comum no mundo celular em mitocôndrias. Reagem, também, com água em soluções diluídas de ácido produzindo H2O2 e O2. Para descobrir se o composto é um superóxido, é necessário, também, um pouco mais de conhecimento em química, sabendo a carga de alguns metais, por exemplo:
    NaO2 é um superóxido, pois Na tem carga +1 e O tem carga - 1/2.

    OBS.: Somente formado por METAIS e Oxigênio.

    Lembre-se: Na química [+] é positividade, ou seja é o sinal SEM elétrons (carga negativa), [ - ] é a carga dos ametais, sempre. O que for mais eletronegativo fica do lado direito, sempre. Você cometeu um erro ao afirmar que "ácidos doam elétrons e bases recebem elétrons", é o contrário, e são os ametais (receber elétrons) e metais (doar elétrons) desses compostos que fazem isso.

    Fonte(s):

    Lembre-se:
    Você diferencia as fórmulas simplesmente analisando a composição das substâncias: Se tiver um metal é base; se tiver ametal é ácido; se tiver metal e ametal é sal; se for uma substância BINÁRIA (ou DIATÔMICA) com uma das substâncias Oxigênio, então é óxido.

    Qualquer outra dúvida, acesse o site:
    http://www.mundodoquimico.hpg.com.br/
    • 1
    • Comentário
  • pedro respondido 4 anos atrás
    Vou te dar um resposta menos técnica e mais direta
    se a formula apresentar OH no final (ex: NaOH) é uma solução básica

    se a formula apresentar apena H no começo (ex: HCL) é um ácido

    agora se al não tiver nem H no começo e nem OH no final (ex: Na2SO4) isso é um sal
    • 2
    • Comentário
  • Iago respondido 4 anos atrás
    é memo?
    • Taxa
    • Comentário
  • Sign In 

    para adicionar sua resposta

Quem está seguindo esta pergunta?

    %
    MELHORES RESPOSTAS
    Membro desde:
    Pontos: Pontos: Nível
    Total de respostas:
    Pontos nesta semana:
    Seguir
     
    Deixar de seguir
     
    Bloquear
     
    Desbloquear