promotion image of download ymail app
Promoted
Anônimo
Anônimo perguntou em Governo e PolíticaOutras - Governo e Política · Há 1 década

Por que catso a Venezuela , do Chaveco, entra em recessão no exato momento em que todos se recuperam dela!?

A recessão de Chávez

Editorial do Estadão

Se ainda restava algum traço de seriedade nas afirmações otimistas feitas pelo presidente Hugo Chávez aos venezuelanos no início do ano - de que a Venezuela estava tão "blindada" contra os efeitos da crise que os problemas internacionais "não tocariam nenhum fio de cabelo" da economia nacional -, ele foi inteiramente apagado pelos dados do desempenho econômico do país no terceiro trimestre, que o Banco Central Venezuelano acaba de divulgar. A crise, que já havia reduzido o PIB da Venezuela em 2,4% no segundo trimestre, atingiu duramente o país no período de julho a setembro, quando o PIB encolheu 4,5%. É a recessão.

Até há pouco, o governo bolivariano ainda tentava manter a ilusão vendida por seu chefe. "Nossa previsão é a de que encerraremos o ano com crescimento zero ou pouco acima de zero, para em seguida irmos recuperando, até alcançarmos o crescimento de 4%", disse o ministro de Economia e Finanças, Alí Rodríguez Araque, numa entrevista concedida no início deste mês. O dado do terceiro trimestre indica uma contração de 1% a 1,5% do PIB venezuelano em 2009.

A indústria petrolífera responde pela maior parte do PIB do país. Seu desempenho, por isso, é determinante no comportamento da economia e da arrecadação tributária. No terceiro trimestre, a atividade petrolífera encolheu 9,5%. Os resultados financeiros da estatal Petróleos de Venezuela S.A. (PDVSA) mostram, porém, que a crise começou antes. O lucro líquido da estatal no primeiro semestre foi 66,8% menor do que o da primeira metade de 2008 - o que afetou duramente as receitas do governo.

Quanto à inflação, no início do ano o governo previu que ela ficaria em 15% em 2009, mas, ao elaborar o orçamento para 2010, admitiu que poderia chegar a 22%. Continuou a subestimar a alta dos preços, pois a inflação de 12 meses apurada em outubro atingiu 28,9%, a mais alta num grupo de quase 80 países, e continua a subir. Projeções do setor privado são de que, no ano, ela ficará em 30%, o dobro da meta anunciada no começo do ano.

Como era de prever, o governo atribuiu as dificuldades da Venezuela à crise internacional. É preciso observar, porém, que a crise no país atinge seu ponto mais grave, pelo menos até agora, justamente no momento em que no resto do mundo ficam cada vez mais fortes os sinais de recuperação. No caso do petróleo, a recuperação dos preços internacionais não parece estar ajudando o país.

Por isso, segundo Ricardo Haussman, ex-economista-chefe do Banco Interamericano de Desenvolvimento e professor da Universidade Harvard, "não se deve culpar a crise mundial" pelos problemas da Venezuela. "O preço do petróleo, embora mais baixo do que a média de 2008, está muito mais alto do que há três anos. A economia venezuelana se desacelerou quando a economia mundial começou a se recuperar. Isso soa menos como efeito da crise internacional e mais como o esgotamento de um modelo de política econômica que não tem mais nada a dar."

Chávez colhe o que plantou. A combinação de alta da inflação e contração da economia é o resultado de anos seguidos de uma política econômica que afugentou os investimentos privados, mantém a taxa de câmbio congelada há seis anos (e nem assim evita a alta acelerada dos preços internos), congelou o preço da gasolina (o que beneficiou os mais ricos, que têm automóveis) e utiliza todos os recursos que a PDVSA consegue gerar (mesmo tendo perdido eficiência por falta de investimentos) em programas de caráter populista. A crise energética - o país enfrentou pelo menos seis blecautes de extensão nacional desde 2007 -, a escassez de alimentos básicos nos supermercados, a inflação e muitos e exaustivos discursos são alguns símbolos da república bolivariana de Chávez, observou a revista Newsweek em recente reportagem sobre a Venezuela.

A popularidade de Chávez cai, cada vez menos venezuelanos se dizem dispostos a votar nele e nem mesmo a ameaça de uma guerra com a Colômbia - que fabricou - está sendo suficiente para restaurar seu prestígio. Ele precisa da retomada do crescimento para se sair bem na eleição legislativa de 2010. Mas, com a crise da PDVSA e das finanças públicas, a recuperação depende dos investimentos das empresas privadas, que ele tanto perseguiu.

5 Respostas

Classificação
  • Há 1 década
    Resposta favorita

    Isto vem de um erro de Karl Marx, um erro primário em economia : ESCASSES

    em economia todos os bens ou serviçõs , são escassos

    se, fossem como o ar, ambudante, não haveria problemas econômicos, viveríamos num "Jardim do Édem", num país das maravilhas, mas tal coisa é impossível, vivemos em constante escasses.

    Se, por exemplo, o governo, por decreto tabela o preço dos alimentos, numa atitude demagógica, populista, não leva em conta, que há uma escasses de gêneros alimentícios de toda à ordem e, não é por um decreto que iremos resolver o problema, mas sim, agravá-lo ainda mais.

    Na verdade, as esquerda são um zero na esquerda em economia

    Lenin, dizia que na sociedade socialista do futuro, o ouro seria usado para fabricação de urinol;

    o ícone de nossas esquerdas Che Guevara, disse após a vitória da revolução cubana que "Cuba superaria a renda percápita americana por volta dos anos oitenta, com um índice 3 vezes maior"...

    "Nós falamos de um crescimento de 10% anual sem medo algum, 10% é a taxa que Cuba prevé para os anos vindouros"

    Guevara, simplesmente quebrou o Banco Central Cubano;

    hoje temos em CUBA escolas sem livros, sem lápis, sem papéis, ás quais estudantes e professores muitas vezes não podem chegar por falta de transporte; edifícios à ponto de desabar por falta de manutenção.

    Então, este desconhecimento das mais elementares noções de economia, leva as esquerdas, inevitavelmente ao caos, como está acontecendo com Chavez na Venezuela.

    Mas a educação, continua sectária e dogmática, longe de qualquer coisa parecida com boa pedagogia

    • Commenter avatarFaça login para comentar as respostas
  • Há 1 década

    Oi Ed,

    Porque o sujeito é um mentecapto.

    O Editorial diz tudo, ou seja, as ações deste cretino fizeram acontecer tudo isto.

    Bem feito!!!!!

    É claro que ele teria que culpar alguma coisa e achou por bem culpar a crise mundial...hehehe

    Coisas de um megalomaníaco mesmo... eles nunca estão errados...é sempre os outros...

    aff

    Um abraço,

    • Commenter avatarFaça login para comentar as respostas
  • Há 1 década

    Há dias venho me preocupando com a integridade física do pessoal do BC Venezuelano!!! Em pais de ditador carrasco, falar a verdade não há perdão!!!

    O que é que o desposa vai fazer contra o pessoal descortinou a verdade? Tomara que eles fiquem bem!!!

    Ninguém engana o tempo todo. O grande erro do rubro chaveco, foi ter inventado a eternidade para o seu mandato!!!

    • Commenter avatarFaça login para comentar as respostas
  • Anônimo
    Há 1 década

    Porque o debilóide implantou o regime de exclusão, estatizou tudo que podia e o que não podia, gastou horrores para equipar sua Força Armada e ainda colocou milicianos lá dentro e por fim e menos importante, é um tremendo bufão FDP; O MOLUSCO quer implantar o mesmo regime por aqui, o que será que o Stalinácio está achando do desempenho do seu herói favorito?

    • Commenter avatarFaça login para comentar as respostas
  • O que você acha das respostas? Você pode entrar para votar em uma resposta.
  • Há 1 década

    Povo que se rende ao socialismo não vale nada, merece pagar o preço, merece ser escravo. Os venezuelanos que não se esforçaram para extirpar o mal, na figura de Hugo Chavez e de seus sequazes, estão pagando o preço.

    O povo cubando também. Eles merecem viver de esmolas dos refugiados cubanos nos USA. Há incontáveis exemplos na história que evidenciam com total clareza as minhas palavras. Quem não está disposto a morrer hoje para defender seus valores, será escravo amanhã, sem honra nem liberdade.

    O povo venezuelano, que tem endereço, moradia (ou falta de) merece passar pelas privações que o impostor socilista e amigo de fornicação do lulla, Hugo Chavez está impondo à Venezuela.

    Se o povo venezuelano não quer permanecer escravo, que produza lideranças decentes e que faça a limpeza necessária naquele lugar.

    • Commenter avatarFaça login para comentar as respostas
Tem mais perguntas? Obtenha suas respostas perguntando agora.