Interpretação de texto é a coisa mais SACAL num concurso público, concordam?

Pessoal do Yahoo Answers pt-br, eu ando indignado com quem elabora a parte de interpretação de texto de concursos públicos. Como não sei quem são nem quantos são, meu ódio dilui-se e eu fico mais pu-to ainda. Certo que muitas pessoas sabem ler e escrever, mas muitas vezes não entendem o que se apresenta a sua... mostrar mais Pessoal do Yahoo Answers pt-br, eu ando indignado com quem elabora a parte de interpretação de texto de concursos públicos.
Como não sei quem são nem quantos são, meu ódio dilui-se e eu fico mais pu-to ainda.

Certo que muitas pessoas sabem ler e escrever, mas muitas vezes não entendem o que se apresenta a sua frente.
Mas muitos que elaboram as questões de interpretação de texto - pasmem - tmb não compreendem o que leêm.
Não raro vemos questões que juramos ter acertado, mas inacreditavelmente constatamos que erramos - tudo porque não soubemos captar a mente parva e a ótica distorcida desses diletos imbecis.
Tudo porque presume-se que ELES sabem interpretar a por-ra do texto que irão nos apresentar.
Um exemplo clássico deu-se com o escritor e teledramaturgo Mario Prata.
Um texto dele foi escolhido para uma prova de vestibular.
Um amigo mandou para ele as questões relativas ao texto escolhido.
Por curiosidade ele respondeu às questões e ao conferir no gabarito ele não pôde conter seu espanto - TODAS erradas.
No programa do Jô ele desceu o pau em cima disso, ou seja, quem redigiu as questões interpretou de acordo com sua lógica e compreensão e não de acordo com o que o texto do Mario queria dizer ( ou não quis dizer nada, já que isso pode ser muito relativo ).

Se vc já passou por essa situação desabafe aqui, somos todos 'ouvidos'.

Opine, comente, interprete mas não deixe de participar deste indignado debate.
Atualizar: Fiz o concurso do IBGE no dia 02 deste mês, e colocaram logo de cara um texto de Cláudio de Moura Castro ( " Da arte brasileira de ler o que não está escrito " - excelente, diga-se de passagem ),colunista da revista Veja, e que por uma interessante coincidência tratava justo desta questão - de se... mostrar mais Fiz o concurso do IBGE no dia 02 deste mês, e colocaram logo de cara um texto de Cláudio de Moura Castro ( " Da arte brasileira de ler o que não está escrito " - excelente, diga-se de passagem ),colunista da revista Veja, e que por uma interessante coincidência tratava justo desta questão - de se compreender (ou não) o que está escrito, da lógica principal que o autor quis passar e não das 'entrelinhas' do texto, que nem existem em textos, digamos, objetivos.
Pois quem redigiu a parte de interpretação dessa prova foi pego justamente no laço do autor - tmb não entendeu o 'espírito' da coisa.
Fiquei fulo porque questões estavam 'na cara', ainda assim , foram consideradas certas as alternativas que menos tinham a ver com o texto.
Que saco isso!!!
Atualização 2: E prestem atenção, ainda tem babacas que tem o prazer de vir aqui negativar as respostas dos amigos.
Será alguém das comissões organizadoras de concursos????
Ou somente mais um analfabruto que não entendeu a pergunta.
6 respostas 6