Anônimo
Anônimo perguntou em Artes e HumanidadesFilosofia · Há 1 década

Como foi a vida do filósofo Friedrich Nietzsche?

quando nasceu? quando morreu? principais idéias? principais escritos?

7 Respostas

Classificação
  • Luisa
    Lv 7
    Há 1 década
    Melhor resposta

    Uma resposta rápida seria que ele foi um filósofo Alemão que contestou a moralidade e o cristianismo. Ele acreditava no presente e no mundo em que vivemos. Nietzsche afirmava a vida e o honesto questionamento, sendo também aceito como um dos primeiros filósofos existencialistas.

    Nasceu em:15 de Outubro de 1844 e Faleceu em:25 de agosto de 1900.

    Seria uma resposta por demais longa falar a respeito de todos seus pensamentos, escola e escritos. No filme "Quando Nietzsche Chorou voce poderá ver um lado romantico da vida deste maravilhoso homem.

    E creio que no Google poderá obter as demais informações.

    Um abraço e amor.

    • Faça login para comentar as respostas
  • Há 1 década

    Sua vida foi uma batalha, tanto pelas suas idéias como pela sua vida.

    Foi um crítico da moral cristã e tradição filosófica do ocidente. Em sua principal obra ASSIM FALOU ZARATUSTRA anuncia a morte de Deus com o consequente nascimento do super-homem [übermensch], além da doutrina cósmica do eterno retorno.

    • Faça login para comentar as respostas
  • eu
    Lv 4
    Há 1 década

    ele se lascou com sífilis num prostíbulo aos 20 e poucos, por isso algumas obras dele sao insanas e revoltadas

    • Faça login para comentar as respostas
  • Há 1 década
    • Faça login para comentar as respostas
  • O que você acha das respostas? Você pode entrar para votar em uma resposta.
  • Anônimo
    Há 1 década

    É só digitar o seu nome na wikipédia , ou no :

    http://www.google.com.br

    19.07 - Tenha uma produtiva nova semana ...

    • Faça login para comentar as respostas
  • Há 1 década

    Friedrich Wilhelm Nietzsche nasceu na Alemanha no dia 15 de outubro de 1844 numa cidade conhecida por Röcken e morreu em Weimar em 25 de agosto de 1900. A sua família era luterana e contava tanto do lado paterno quanto do materno com uma longa linhagem de pastores protestantes, seu destino então era ser pastor. Nietzsche perde a fé durante a adolescência, e os estudos de filologia combatem com o que aprendeu sobre teologia: Durante os seus estudos na universidade de Leipzig, a sua vocação filosófica cresce. Foi um aluno brilhante, dotado de sólida formação clássica, e aos 25 anos é nomeado professor de Filologia na universidade de Basiléia.

    Durante dez anos desenvolveu a sua filosófia em contacto com pensamento grego antigo. Em 1879 seu estado de saúde obriga-o a deixar de ser professor. Sua voz ficou inaudível. Começou uma vida errante em busca de um clima favorável tanto para sua saúde como para seu pensamento (Veneza, Gênova, Turim, Nice, Sils-Maria...) :

    Em 1882, começa a escrever o Assim Falou Zaratustra. Nietzsche não cessa de escrever com um ritmo crescente. Este período termina brutalmente em 3 de Janeiro de 1889 com uma "crise de loucura" que, durou até à sua morte, coloca-o sob a tutela da sua mãe e sua irmã.

    Estudos recentes atribuem a sua morte um cancro do cérebro, que eventualmente pode ter origem sifilítica. Sua irmã falseou seus escritos após a sua morte para apoiar uma causa anti-semita. Falácia, tendo em vista a repulsa de Nietzsche ao anti-semitismo em seus escritos.

    O sucesso de Nietzsche, entretanto, sobreveio quando um professor dinamarquês leu a sua obra Assim Falou Zaratustra e, por conseguinte, tratou de difundi-la, em 1888. Muitos estudiosos da época tentaram localizar os momentos que Nietzsche escrevia sob crises nervosas ou sob efeito de drogas (Nietzsche estudou biologia e tentava descobrir sua própria maneira de minimizar os efeitos da sua doença).uanto do materno com vasta linhagem de pastores protestantes.

    Idéias:

    "Deus está morto. Viva Perigosamente. Qual o melhor remédio? - Vitória!".

    "Há homens que já nascem póstumos."

    "O Evangelho morreu na cruz."

    "A diferença fundamental entre as duas religiões da decadência: o budismo não promete, mas assegura. O cristianismo promete tudo, mas não cumpre nada."

    "Quando se coloca o centro de gravidade da vida não na vida mas no “além” - no nada -, tira-se da vida o seu centro de gravidade."

    "Para ler o Novo Testamento é conveniente calçar luvas. Diante de tanta sujeira, tal atitude é necessária."

    "O cristianismo foi, até o momento, a maior desgraça da humanidade, por ter desprezado o Corpo."

    "A fé é querer ignorar tudo aquilo que é verdade."

    "As convicções são cárceres."

    "As convicções são inimigas mais perigosas da verdade do que as mentiras."

    "Até os mais corajosos raramente têm a coragem para aquilo que realmente sabem."

    "Aquilo que não me destrói fortalece-me"

    "Sem música, a vida seria um erro."

    "E aqueles que foram vistos dançando foram julgados insanos por aqueles que não podiam escutar a música."

    "A moralidade é o instinto do rebanho no indivíduo."

    "O idealista é incorrigível: se é expulso do seu céu, faz um ideal do seu inferno."

    "Em qualquer lugar onde encontro uma criatura viva, encontro desejo de poder."

    "Um político divide os seres humanos em duas classes: instrumentos e inimigos."

    "Quanto mais me elevo, menor eu pareço aos olhos de quem não sabe voar."

    "Se minhas loucuras tivessem explicaçoes, não seriam loucuras."

    "O Homem evolui dos macacos? é existem macacos!"

    "Aquilo que se faz por amor está sempre além do bem e do mal."

    "Há sempre alguma loucura no amor. Mas há sempre um pouco de razão na loucura."

    "Torna-te quem tu és!"

    "O padre está mentindo."

    "Deus está morto mas o seu cadáver permanece insepulto."

    Obras;

    O Nascimento da Tragédia no Espírito da Música

    A Filosofia na Idade Trágica dos Gregos

    Sobre a verdade e a mentira em sentido extramoral

    Considerações Extemporâneas

    David Strauss, o Confessor e o Escritor

    Dos Usos e Desvantagens da História Para a Vida

    Schopenhauer como Educador

    Richard Wagner em Bayreuth

    Humano, Demasiado Humano, um Livro para Espíritos Livres

    Aurora, Reflexões sobre Preconceitos Morais

    A Gaia Ciência

    Assim Falou Zaratustra, um Livro para Todos e para Ninguém

    Além do Bem e do Mal, Prelúdio a uma Filosofia do Futuro

    Genealogia da Moral, uma Polêmica

    O Crepúsculo dos Ídolos, ou como Filosofar com o Martelo

    O Caso Wagner, um Problema para Músicos

    O Anticristo - Praga contra o Cristianismo

    Ecce Homo, de como a gente se torna o que a gente é

    Nietzsche contra Wagner

    • Faça login para comentar as respostas
  • Anônimo
    Há 1 década

    esse site eh otimo...

    da uma olhada...

    http://www.culturabrasil.pro.br/nietzsche.htm

    espero q ajude....

    bjuxx

    • Faça login para comentar as respostas
Tem mais perguntas? Obtenha suas respostas perguntando agora.