O Yahoo Respostas será encerrado em 4 de maio de 2021 (horário do leste) e, a partir de 20 de abril de 2021 (horário do leste), estará disponível somente para leitura. Não haverá alterações em outras propriedades ou serviços ou em sua conta do Yahoo. Você pode encontrar mais informações sobre o encerramento do Yahoo Respostas e como fazer para baixar seus dados nesta página de ajuda .

Anônimo
Anônimo perguntou em EsportesFutebolFutebol Brasileiro · Há 1 década

Poltrona 36: alguém pode me explicar?

Pq que o gremio considerou ofensivo o inter tirar a poltrona 35 e 36 do ônibus colorado? eu vi em um montão de notícias mas nenhuma explicava o porquê. pq isso foi um deboche? sou colorado.

Atualizada:

ricalvpe "O caso foi encarado como uma alusão à polêmica envolvendo o antigo ônibus do Grêmio, chamado Trovão Azul, em 2004." que polêmica é essa??? alguém sabe? p favor

9 Respostas

Classificação
  • Anônimo
    Há 1 década
    Resposta favorita

    De um colunista do JC de Porto Alegre em 2004

    A Poltrona 36

    ::. Adão Oliveira - Jornal do Comércio - 30/12/2004

    É impressionante a qualidade dos ônibus rodoviários fabricados no

    Brasil. Eles são desenvolvidos com a mais moderna tecnologia, para

    proporcionar aos passageiros o máximo espaço e conforto em viagens

    interestaduais. As maiores empresas de ônibus do mundo possuem esses

    exemplares brasileiros que lhes oferece economia, resistência e o

    menor custo operacional possível.

    Atentos a essas vantagens, também os clubes de futebol adquiriram

    ônibus. O Grêmio até se orgulha disso. O Trovão Azul, adquirido na

    gestão do presidente Guerreiro, é um espetáculo e permite, em viagens

    longas, que os craques gremistas descansem depois de um dura partida

    de futebol. Esse ônibus, orgulho do ex-presidente Flávio Obino, possui

    dois andares. A parte de baixo, é dedicada ao entretenimento. Lá

    existe um bar, televisão, som e mesas de jogos. Os rapazes mais

    alegres preferem o andar de baixo. No andar de cima, viajam àqueles

    que querem descansar, relaxar, dormir.

    Tudo estaria correto não fosse a utilizaão, por alguns jogadores, do

    andar de baixo do Trovão Azul, para promoverem uma verdadeira orgia.

    Isso foi visto pelo ex vice-presidente de futebol, Hélio Dourado. A

    festa teria ocorrido na volta de Curitiba. No andar de baixo foi

    realizada uma farra, enquanto integrantes da comissão técnica,

    dirigentes e a maioria dos atletas tentava descansar no andar de cima.

    Esse comportamento se repetiu na vinda de Pelotas, depois do jogo

    contra a Ponte Preta. Nessa noite, no andar de baixo, os rapazes

    alegres até dançaram a Éguinha Pocotó. O dr. Hélio Dourado, um

    gremista de história no clube, se diz chocado com o que viu: "Vi

    coisas que jamais pensei que veria. Esses cavalheiros, com graves

    problemas de comportamento, não podem vestir a camisa do Grêmio",

    disse Dourado, um dos cardeais do clube.

    O que teria visto Dourado para se dizer horrorizado com os fatos a

    ponto de fazer uma relatório apontando para Odone os indisciplinados

    do grupo? Ao que se diz, não foi somente as farras ocorridas no andar

    de baixo do Trovão Azul, que deixaram o experiente dirigente

    indignado.

    O pior teria ocorrido na poltrona 36. O andar de cima do Trovão Azul

    possui dezenas de poltronas. A última, lá na parte traseira do ônibus

    é a poltrona de número 36. Não fosse se localizar praticamente em cima

    das rodas traseiras, a poltrona 36 seria igual as outras. Ela dispõe

    do mesmo conforto e até amacia os solavancos. Normalmente, os

    jogadores que querem descansar ficam bem distantes do fundo do ônibus.

    Lá, um mesmo grupo se aboleta no conforto das poltronas para jogar

    conversa fora.

    A conversa, quase sempre em tom mais alto, provoca gargalhadas

    homéricas. Quem quer silêncio, também não senta por lá. Pois, foi na

    poltrona 36, no fundo do ônibus, que um dirigente teria visto uma cena

    que o teria escandalizado. Pelo menos era isso que se dizia na noite

    da posse de Paulo Odone, na presidência do Grêmio. A bordo do Trovão

    Azul o time voltava de Curitiba. Um dirigente estava sentado nas

    poltronas localizadas na parte da frente do ônibus. Cansado, e sem

    conseguir conciliar o sono resolveu espichar as pernas. Ele se levanta

    e vai até o fundo do ônibus e vê uma cena que o deixou petrificado. Na

    poltrona 36, dois jogadores, desolados com a derrota ou alheios a ela,

    se consolavam. Escandalosamente.

    Quem viu, viu! Quem não viu, ouviu.

    À boca pequena!!!

    RESUMO: na poltrona 36 estavam dois jogadores do grêmio, (dizem que foram os zagueiros Fábio Bilica e Capone) promovendo sexo oral um no outro... fazendo Ball cat bem de cantinho...

    O caso virou zoação aqui no sul..ainda mais que o gremio é conhecido por ter a 1ª torcida gay do Brasil: a coligay...

  • Há 1 década

    Piffero diz que ausência da poltrona 36 não é ironia ao Grêmio

    Presidente colorado falou sobre o layout interno do novo ônibus do clube

    O presidente Vitorio Piffero veio a público nesta terça-feira para esclarecer a ausência das poltronas 35 e 36 no novo ônibus do Inter. O caso foi encarado como uma alusão à polêmica envolvendo o antigo ônibus do Grêmio, chamado Trovão Azul, em 2004.

    – O design interno do ônibus foi planejado junto com o futebol e tem nos últimos assentos, dos dois lados, uma mesa para reuniões. Coincide que as últimas cadeiras, a já famosa 36 e outras que eu não sei o número. No lugar dessas poltronas, existem duas mesas de reuniões. Não houve efetivamente nenhuma intenção do Internacional, muito menos minha de entrar neste assunto – disse Piffero no programa Sala de Redação, da Rádio Gaúcha.

    O assunto foi levantado pelo ex-presidente do Grêmio, Luiz Carlos Silveira Martins, o Cacalo, que considerou o caso como um desrespeito ao Tricolor. Em resposta, Piffero refutou qualquer ironia ao Grêmio e disse que o rival tricolor não serve como referência para o Inter.

    – O Grêmio não é referência para o Internacional. Nós somos hoje o segundo orçamento no Brasil, só atrás do São Paulo, esse sim é nossa referência em torno de orçamento. Temos aqui quase 80 mil sócios e ninguém chega perto. O Inter está muito além disso, estamos tratando de comemorar nosso centenário sem se preocupar com ninguém. Não posso deixar prosperar esse tipo de assunto porque não houve de nossa parte qualquer intenção outra que não seja de apresentar o ônibus e agradecer a esses patrocinadores que fizeram esse comodato – completou Piffero.

  • Anônimo
    Há 6 anos

    um chupava o outro nestas poltronas...cimples assim...coisa de gaymistas..kkk

  • Anônimo
    Há 7 anos

    Coisa de gaúcho.

  • O que você acha das respostas? Você pode entrar para votar em uma resposta.
  • Anônimo
    Há 7 anos

    kkkkkkkkkkkkkk cara nem te conto kkkkkkkkkk

  • Há 7 anos

    Pra quem não sabe a poltrona 36 era no andar de cima do ônibus lugar só pra os dirigentes jogadores iam no andar de baixo e essa historia já foi explicada pelo Cláudio Duarte em varias vezes que foi perguntado nas radios o mesmo disse que os jogadores estavam fazendo bagunça e alguns dirigentes queriam dormir e não conseguiam ai na descida do ônibus um dirigentes falou a imprensa a seguinte frase "vieram de sacanagem lá em baixo a viagem toda" ai alguem inventou a piada do suposto caso,lembrando que a informação é do próprio treinador na época ou seja de quem estava no ônibus e não de algum imbecil colorado que quer inventar coisa a não ser que esse mesmo colorado estava lá mamando algum jogador e ninguém sabia e outra falam em coligay mas se esquecem da inter flowers seus hipócritas

  • Anônimo
    Há 1 década

    Esse negócio de problemas com números é caso para um bom psiquiatra resolver. Sei lá o que se passa pela cabeça dos gremistas. Acho melhor ficar sem saber, para não enlouquecer também.

  • Anônimo
    Há 1 década

    Cara ai no RS tem cada coisa dificil de entender, o povinho estranho este ai dos pampas.

  • Anônimo
    Há 1 década

    Bah guri, é que lá no sul...

    deve ser só mais uma viagem esquizofrenica de gaucho...

Tem mais perguntas? Obtenha suas respostas perguntando agora.