Descreva a estrutura da molécula de DNA?

Seguir
  • Seguir de forma pública
  • Seguir de forma privada
  • Deixar de seguir
Melhor resposta
  • Mcstt respondido 5 anos atrás
A molécula de DNA

A molécula de DNA (ácido desoxirribonucléico) é formada por duas longas cadeias de nucleotídeos. Quimicamente, o nucleotídeo de DNA é constituído de um grupo fosfato, uma pentose (a desoxirribose) e uma base nitrogenada. Ao longo da molécula observamos a existência de quatro tipos de nucleotídeos, de acordo com a base nitrogenada que apresentam: adenina (A), timina (T), citosina (C) e guanina (G).
As duas cadeias de nucleotídeos apresentam-se torcidas, formando uma dupla hélice e se ligam por pontes de hidrogênio, que ocorrem entre as bases nitrogenadas de cada cadeia, formando uma "escada". Lateralmente, os nucleotídeos se unem uns aos outros pelos grupos fosfato e pelas pentoses.
Observe que as cadeias que constituem a molécula são complementares, isto é, o emparelhamento se dá segundo determinado padrão, ou seja, a adenina sempre pareia com a timina e a citosina com a guanina. Entre adenina e timina, formam-se sempre duas pontes de hidrogênio e entre citosina e guanina três pontes de hidrogênio

Source:

  • Taxa
  • Comentário

Outras respostas (2)

Classificada como mais alta
  • Classificada como mais alta
  • Mais antigo
  • Mais recente
  • Nathalia respondido 5 anos atrás
    ESTRUTURA DA MOLÉCULA DE DNA
    Identificação dos ácidos nucléicos e da molécula certa inaugura a genética molecular
    Em 1869, o bioquímico suíço Friedtich Mieschner aventou pela primeira vez que todos os núcleos celulares provavelmente possuíram uma química especifica. Em anos subseqüentes, ele descobriu varias substâncias do núcleo, as quais separou em proteínas e moléculas ácidas - daí o termo "ácidos nucléicos".

    Um químico natural da Rússia, Phoebus A. T. Levene, também foi um pioneiro no estudo de ácidos nucléicos. Em 1909, Levene identificou corretamente a ribose como açúcar de um dos dois tipos de acido nucléico, o acido ribonucléico, e certos componentes do outro acido nucléico, o acido desoxirribonucléico. Ele e muitos de seus colegas estavam convencidos de que, com ácidos nucléicos e proteínas no núcleo, as complexas e abundantes moléculas de proteínas armazenavam todas as informações genéticas nos cromossomos. A teoria do Levene sobre o propósito do DNA - meramente manter unidas as moléculas de proteína - revelou-se incorreta.

    O trabalho que levou à correção dessa suposição equivocada teve início em 1928 com bacteriologista inglês Fredrick Griffith.

    Outro bacteriologista, Oswald T. Avery, juntamente com seus colegas, percebeu a importância do trabalho de Griffith e passou dez anos tentando identificar o agente que era a essência da transformação genética na bactéria. Finalmente, em 1944 Avery e seus colaboradores publicaram os resultados de suas extensas pesquisas, os quais mostraram claramente que era DNA, e não a proteína ou RNA, que permitia o transporte das informações hereditárias. Esse trabalho inaugurou a ciência da genética molecular.

    Bioquímico natural da Áusrtia Erwin Chargaff determinou as proporções dos quatro compostos presentes no DNA : adenina (A), citosina (C), guanina (G) e timina (T). Em 1950, ele determinou as quantidades proporcionais exatas das bases de DNA em cada molécula : guanina citosina e adenina igual a timina. Portanto, a quantidade de guanina e adenina combinadas é igual à citosina e timina combinadas.
    Alfred D. Hershey ,na década de 1940 e no início da década seguinte, corroborou a conclusão do grupo de Avery de que o DNA, e não a proteína, é o material genético.
    Os ácidos nucléicos apresentam-se em dois tipos : DNA (ácido desoxirribonucléico) e RNA (ácido ribonucléico). As bases são as mesmas em ambas as moléculas, com exceção do uracil, que substitui a timina no RNA.

    Descoberta da hélice dupla de DNA
    Foi descoberta a hélice dupla de DNA pelos Crick e Watson. As duas cadeias helicoidais antiparalelas, com a "coluna vertebral" de açúcar e fosfato na parte externa e as bases (adenina, timina, guanina e citosina) no interior. Devido aos ângulos em que as substâncias químicas do DNA se ligam umas às outras, todas as moléculas de DNA consistem em duas faixas paralelas espiraladas, como corrimão de uma escada em espiral - daí o nome que imediatamente se celebrizou com a descoberta de Crick-Watson : a hélice dupla.

    Compreendendo o DNA
    As proteínas compõem-se unicamente de aminoácidos. Os aminoácidos organizam-se ao redor das quatro ligações do átomo de carbono. Ou seja, o carbono tem valência 4, o que significa que ele possui quatro elétrons sem par na casca externa, e isso lhe permite fazer essas ligações e o torna o atoma e o elemento químico mas importante da biologia. Embora existem apenas vinte variedades de aminoácidos, longas repetições de seqüências múltiplas permitem dezenas de milhares de combinações de aminoácidos para formar uma grande variedade de proteínas. De fato, existem cerca de 50 mil tipos de diferentes de proteínas em nosso corpo. Os mesmos vinte aminoácidos em 50 mil combinações diferentes estão ligados aos outros em longas cadeias dobradas sobre si mesma.

    As proteínas não são simplesmente substâncias benéficas que obtemos da carne de outros alimentos.são moléculas complexas que apresentam um conjunto extraordinário de propriedade e funções, e sendo componentes de elementos estruturais como o colágeno, hormônios, transportadores de oxigênio e anticorpos, além de serem enzimas essenciais e catalisadoras na própria molécula de DNA.

    O gene é uma região do DNA que controla uma característica hereditária especifica, como cor do cabelo, altura, forma de nariz e milhares de outros traços. A seqüência especifica das bases que compõe o gene geralmente corresponde a uma única proteína ou RNA complementar.

    No DNA, o comprimento de cada filamento é 600 mil vezes maior do que a largura. Quando célula, núcleo e cromossomo dividem-se, cada filamento serve de gabarito para a formação de um novo filamento correspondente em cada um das novas células graças à estrutura e ao emparelhamento das bases descobertos por Crick e Watson.

    Isso explica a segunda característica fundamental do DNA, aquela que geralmente associamos à hélice dupla : a capacidade de replicar-se. Em outras palavras, quando o DNA duplica-se no interior de ca
    • Taxa
    • Comentário
  • ♥Drica♥ respondido 5 anos atrás
    Veja este site ele eh ótimo, tem tudo........, tem a estrutura..........super interessante

    http://profs.ccems.pt/OlgaFranco/10ano/b...


    Imagens da estrutura do DNA......

    http://www.programaavozracional.com/imag...

    http://static.hsw.com.br/gif/dna-2.jpg

    http://www.fisicafacil.pro.br/E9831.gif
    • Taxa
    • Comentário
  • Sign In 

    para adicionar sua resposta

Quem está seguindo esta pergunta?

    %
    MELHORES RESPOSTAS
    Membro desde:
    Pontos: Pontos: Nível
    Total de respostas:
    Pontos nesta semana:
    Seguir
     
    Deixar de seguir
     
    Bloquear
     
    Desbloquear