Qual a comida tipíca da nigeria?

Seguir
  • Seguir de forma pública
  • Seguir de forma privada
  • Deixar de seguir
somente da nigeria
Melhor resposta
esse são as comida tipica da nigeria

Na Nigéria e nas zonas costeiras da Zona Oeste africana as malaguetas são muito utilizadas, juntamente com peixes marinados em gengibre, tomate e pimenta de caiena, cozinhados em óleo de amendoim.
  • 1
  • Comentário

Outras respostas (8)

Classificada como mais alta
  • Classificada como mais alta
  • Mais antigo
  • Mais recente
  • ♪ LINDA ♪ respondido 6 anos atrás
    frutas, angu, trigo, e quando aparece arroz no pedaço
    • 1
    • Comentário
  • Rosinha Respeito, passe adiante! respondido 6 anos atrás
    O prato mais típico da cozinha nigeriana é a sopa de pimentão: Um molho picante com três pedaços de peixe ou carne de vitela ou cabra.

    ... beijão.

    Fonte(s):

    • 1
    • Comentário
  • cris black respondido 6 anos atrás
    eu e meu namorado comemos muita comidas nigerianas no centro de são paulo, até porque o padrinho do meu filho é nigeriano. Eles comem muita semolina com molho que eu adoro. esse molho pode ser vermelho, onde eles apuram o tomate e temperam esse molho e colocam carne, coue, etc.
    tem outros molhos que vão peixe seco, etc. tem arroz parborizado com esse molho e feijão fradinho. tem vários. Todos tem muita pimenta. quem não gosta desse condimento não coma esses pratos, porque a pimenta é muito forte. No centro da cidade é possível comer esses pratos. na galeria toda a sexta-feira eu como esses pratos. qualquer coisa passe uma mensagem no meu e-mail cas.black@hotmail.com que eu te explico melhor onde fica esses restaurantes. bjs
    • 1
    • Comentário
  • Gilberto K respondido 6 anos atrás
    Aqui em São Paulo, os nigerianos se concentram durante o dia no bairro da República, mais especificamente, na Rua Guaianazes. Lá há 2 restaurantes nigerianos, sendo que os pratos do dia-a-dia se resumem a receita com bata de inhame, galinha d´angola e quiabo. Como o local é barra pesada, não voltei para conferir o que havia mais, mas me pareceu que estas comidas eram as mais presentes.
    • 1
    • Comentário
  • katheryne c respondido 6 anos atrás
    Dambun Nama
    Rundvleessnipper uit Nigeria
    Categoria: Carne
    Receita típica da: Nigéria

    Ingredientes :
    500 gr. rosbief
    1 1/12 theel. cayennepeper
    0,6 dl. water
    1 1/2 theel gemberpoeder,
    arachide-olie voor het frituren
    zout naar smaak Preparação:
    Snijd het vlees in stukken van 7,5 centimeter, leg deze met het water in de pan en kook ze met het deksel op de pan op laag vuur gedurende 20 minuten, of totdat ze goed gaar zijn. Laat de olie voor het frituren in een gietijzeren pan of frituurpan 190 graden worden. Leg het gekookte vlees in een vijzel en stamp het tot snippers. Bak deze snippers in porties in de hete olie. Meng de cayennepeper en de gemberpoeder goed door elkaar en strooi ze over de gebakken vleessnippers. Serveer warm. (Voor 4 personen).




    • 1
    • Comentário
  • cmr respondido 6 anos atrás
    A culinária africana combina os frutos e vegetais tradicionais com a caça e pesca exóticas que apenas neste continente podem ser encontradas. A África é um continente muito diverso internamente, contendo desde o mais árido deserto às florestas subtropicais, passando pelos longos vales até às mais elevadas cadeias montanhosas. A culinária africana reflecte, em larga medida, a própria diversidade do continente, constituindo uma síntese das cozinhas nativas, da gastronomia de origem colonial portuguesa, britânica e holandesa, assim como de alguns aspectos da culinária asiática. É extremamente difícil classificar aquilo que é a culinária africana, de tão diverso que é o próprio continente. Entre os pratos nativos dos safaris no Quénia, as refeições dos restaurantes de Joanesburgo, de influência francesa e britânica, o Doro Wat Etíope, os cozidos de côco e peixe de Nairobi e os temperos de influência portuguesa usados nas culinárias moçambicana e angolana, muitas são as diferenças, e há apenas uma certeza: todas fazem parte do acervo culinário africano. Na região norte de África, desde Marrocos ao Egipto, a culinária é determinada pela predominância da religião muçulmana, com todas as restrições impostas pelo Al-Corão. Já noutras regiões africanas, podemos encontrar determinadas características comuns às várias culinárias nativas, como é o uso de bolbos e tubérculos, que está para as culinárias nativas como o arroz para a Ásia. Os pratos à base de bolbos e tubérculos mais utilizados são o Inhame e a Mandioca, e são normalmente acompanhados de cozidos que podem conter carnes ou vegetais. Também os frutos secos (amendoins e uma enorme variedade de castanhas, nozes e outros frutos) parecem ser uma constante, assim como a melancia. Na Nigéria e nas zonas costeiras da Zona Oeste africana as malaguetas são muito utilizadas, juntamente com peixes marinados em gengibre, tomate e pimenta de caiena, cozinhados em óleo de amendoim. No Senegal a lima é rainha, juntamente com ingredientes como o alho, chalotas e marinadas, onde entram muitas vezes o óleo de côco e o óleo de amendoim, assim como frutos tropicais. A culinária Etíope é, provavelmente, a mais isolada de todas as cozinhas africanas, contendo as mais imaculadas receitas indígenas. A carne crua é bastante usada, sobretudo em casamentos. Um dos pratos mais conhecidos é uma variante de bife com molho tártaro, onde se usa o Berbere, uma pasta de malagueta picante. O Doro Wat (galinha cozida com cebola, tomate e ovos cozidos) é muito popular, tal como a Injera (massa de pão redondo de grandes dimensões). A África do Sul constitui um autêntico melting pot, não apenas social e étnico, mas também culinário. Á culinária Bantu nativa, os colonizadores holandeses e britânicos juntaram inovações como os grelhados mistos, e os franceses introduziram a cultura da vinha. Os indianos do império colonial britânico introduziram os curries, os dals, as sopas de lentilhas. Apenas nas regiões mais remotas e isoladas se conseguem saborear os pratos nativos tradicionais e sem quaisquer deturpações. Nas regiões de savana, a dieta é à base de leite, soro de leite e coalhada, cozidos de legumes verdes, ervilhas, feijões e cereais, assim como de inhame, mandioca e batata doce, bem como de sementes de Baobab e ovos. Na extensa região Este de África, que inclui nações como o Quénia e o Uganda, a influência europeia é bem menor. São também usados os bolbos e tubérculos, assim como o sorgo. Tribos como os Masai, por exemplo, dão uma importância extrema ao gado, sinal de riqueza e instrumento de troca. A sua carne não é comida, mas o seu sangue e o leite são altamente apreciados. Em países como Angola e Moçambique as influências portuguesas foram muito fortes e duradouras. Especiarias, técnicas de assados, cozidos e marinadas, foram todas introduzidas pelos portuguesas, que transformaram as simples culinárias nativas em pratos aromáticos e saborosos. Os portugueses trouxeram para estes países os citrinos, as pimentas, as malaguetas, o tomate, os ananases, bananas e o porco doméstico. Em Moçambique é muito usado o cajú, o piripiri e pratos com malagueta.


    Ufa, demorei bastante prá encontrar

    abração

    Fonte(s):

    google
    • Taxa
    • Comentário
  • su respondido 6 anos atrás
    cara ai voce foi longe em?
    • Taxa
    • Comentário
  • crotalus respondido 6 anos atrás
    As nigerianas ( e alguns nigerianos...)
    • Taxa
    • Comentário
  • Sign In 

    para adicionar sua resposta

Quem está seguindo esta pergunta?

    %
    MELHORES RESPOSTAS
    Membro desde:
    Pontos: Pontos: Nível
    Total de respostas:
    Pontos nesta semana:
    Seguir
     
    Deixar de seguir
     
    Bloquear
     
    Desbloquear