Por que as pessoas não guardam o sábado se a bíblia diz que é preciso?

A bíblia diz que é pra guardar o sábado sim, quem nao acredita ou não leu ou leu e não entendeu ou não interpretou.

Só não vem dizer que hoje é pela graça, pois não tem anda a ver com sábado,quem não pagas então o dizimo erra igualmente como quem não guarda o sábado.

Conclusão: O Sábado precisa ser guardado, se algum pastor de uma igreja diz que não precisa, então também não precisa dar dizimo, pois os dois são pecados iguais.

Atualizada:

Thata- então não precisa cumprir os dez mandamentos.

E no novo testamento fala sim do sabado.

Acho que vc nem a biblia leu.

2 atualizadas:

Sábado foi abençoado e santificado por Deus na criação (Gên.2: 3)

"Abençoou Deus o sétimo dia, e o santificou; porque nele descansou de toda a sua obra que criara e fizera.

O Sábado faz parte dos Dez Mandamentos, escritos pelo dedo de Deus (Êxo. 31: 18)

" E deu a Moisés, quando acabou de falar com ele no monte Sinai, as duas tábuas do testemunho, tábuas de pedra, escritas pelo dedo de Deus."

O Sábado é um sinal entre Deus e o homem (Ezeq. 20: 12)

" Demais lhes dei também os meus sábados, para servirem de sinal entre mim e eles; a fim de que soubessem que eu sou o Senhor que os santifica".

O Sábado é um sinal eterno (Êxo. 31: 17)

"Entre mim e os filhos de Israel será ele um sinal para sempre; porque em seis dias fez o Senhor o céu e a terra, e ao sétimo dia descansou, e achou refrigério."

Jesus deu o exemplo de observância do Sábado (Luc. 4: 16)

"Chegando a Nazaré, onde fora criado; entrou na sinagoga no dia de sábado, segundo o seu costume, e levantou-se para ler".

16 Respostas

Classificação
  • Há 1 década
    Melhor resposta

    Que coisa hein..quero ver tu guardar ao sábado quando precisar de um médico...ou tua casa pegar fogo..o mundo não é uma fantasia religiosa o mundo é real...

    • Faça login para comentar as respostas
  • Há 1 década

    A lei de guardar o sábado foi feita para o povo escolhido de deus, os judeus.

    A salvação foi estendidas a outros povos através de Jesus.

    Qualquer outro povo que guarda o sábado e não é judeu, o faz, não sei procurando ganhar o que, porque a lei do antigo testamento não foi feita para gentios, no caso nós.

    • Faça login para comentar as respostas
  • Há 1 década

    Nos relatos evangélicos se registram sete curas realizadas por Cristo no sábado. (Lucas 4:33, 38-39; 6:6-10; 13:10-17, 14:2-4; João 5:5-10; 9:1-14). Alguns pontos são evidentes ao examinarmos tais relatos. Vejamos:

    (a) Sempre que Jesus cura alguém no dia de sábado, Ele é acusado de ser um transgressor do quarto mandamento (Êxodo 20:8-11);

    (b) A defesa de Jesus é realizada de maneira enfática. Ele se defende das acusações; como se ele estivesse querendo provar aos fariseus que ele não estava transgredindo o Sábado, e o que ele estava fazendo era lícito fazer aos Sábados (o bem), e de fato ele os convencia de que não estava transgredindo, tanto que seus acusadores saiam em silêncio (quem cala consente), se o Sábado não fosse mais pra ser observado Jesus teria dito abertamente em vez de se justificar.

    (c) Jesus não se considera um transgressor do Sábado. Muito pelo contrário: Ele coloca a guarda do Sábado em um nível superior ao dos judeus. Ele se declara Senhor do Sábado (Marcos 2:27 e 28), diz que o sábado foi feito para o homem e que é lícito (de acordo com a lei) realizar atos de bondade no dia do Sábado (Mateus 12:12).

    Cristo chama os judeus de hipócritas quanto à guarda do sábado. (Lucas 13:15). Por que?

    Porque eles pretendiam guardá-lo, mas haviam colocado tradições, regras, mandamentos sobre o sábado que o próprio Deus jamais colocara. Quem quer que examine, hoje, os livros de ensino e tradição dos judeus (Mishnáh, Talmud e outros) perceberá as incríveis distorções do mandamento sabático.

    Por que os judeus questionavam as curas no dia do sábado?

    Porque para eles - não para Deus - curar era uma espécie de trabalho. Curar = trabalhar, e o mandamento diz: "Não farás nenhum trabalho" (Lucas 13:14). Incrível, não?

    Como pode? Você tem razão em questionar a maneira como eles guardavam o mandamento. Eram mesquinhos, desumanos e desprovidos de qualquer misericórdia. É até irônico! Eles eram capazes de tirar uma ovelha que caísse num precipício (para evitar prejuízo material) mas não queriam que Jesus estendesse a mão para curar doentes e pecadores - não é terrível?!

    E o mandamento que fora dado pelo próprio Cristo no monte Sinai (Atos 7:30-52) para ser um dia deleitoso, prazeroso (Is 58:13,14) tornou-se um fardo insuportável que o judeus hipócritas, impunham sobre os infelizes membros da nação judia. Por isso Jesus disse que queria misericórdia e não sacrifício.

    Jesus é o Senhor do Sábado! Ele criou o sábado (Gênesis 2:2,3); deu-o como mandamento no Sinai (Êxodo 20) e o ratificou com sua vida aqui neste mundo. O Sábado não foi dado apenas para os Judeus, foi dado para toda a humanidade como um incentivo à gratidão e a união entre a criatura e o Criador.

    Jesus jamais transgrediu aquilo que Ele mesmo estabelecera. E quando Ele foi julgado pelo Sinédrio e por Pilatos, buscaram argumentos para condená-lo. Se Cristo tivesse de fato transgredido o sábado os judeus achariam facilmente tal motivo, pois para eles esse era um dos principais mandamentos - mas nada acharam Nele!

    Fonte(s): www.jesusvoltara.com.br
    • Faça login para comentar as respostas
  • Há 1 década

    O sabado enfatizava aos judeus a importância de buscar interesses espirituais.Hoje nao é preciso guardar o sabado(Colossenses 2:16) Jesus qdo veio a terra fez cura no sabado(mat 12:9,10)

    E era do costume de Jesus estar na sinagoga para ler as Escrituras

    • Faça login para comentar as respostas
  • O que você acha das respostas? Você pode entrar para votar em uma resposta.
  • Não discuta e nem entre em discordia com seus irmãos por causa do sábado, peça a DEUS em oração visão espiritual, para ver além das palavras e das letras.....

    MAIOR É O QUE NOS UNE DO QUE NOS SEPARA ' JESUS'

    bjs

    • Faça login para comentar as respostas
  • Anônimo
    Há 1 década

    Pq isso de guardar o sábado está no velho testamento, e no novo Deus já diz que não precisa mais guardar o sábado

    • Faça login para comentar as respostas
  • Anônimo
    Há 1 década

    Ola! Nao todos os patrois vai para a igreja.

    • Faça login para comentar as respostas
  • Há 1 década

    Após a morte de Jesus ocorreram profundas mudanças. Guiados pelo espírito de Deus, os primitivos cristãos compreenderam que não mais estavam sujeitos à Lei e que “Cristo é o fim da Lei”. (Rom. 10:4; 6:14, 15) Assim, eles não estavam mais sob a obrigação de fazer sacrifícios de animais, pagar os dízimos, ser circuncidados ou guardar o sábado. O apóstolo Paulo escreveu: “Por meio de sua carne, ele [Cristo] aboliu . . . a Lei de mandamentos.” — Efé. 2:15.

    Vez após vez a Bíblia torna claro que os cristãos não estão sujeitos à Lei, que foi ‘tirada do caminho’, pregada na estaca de tortura de Cristo. “Portanto, nenhum homem vos julgue pelo comer ou pelo beber, ou com respeito a uma festividade . . . ou dum sábado.” — Col. 2:13-16.

    Naturalmente, os apóstolos usaram o sábado como ocasião para pregar aos judeus reunidos nas suas sinagogas. Mas eles não estavam mais sob a obrigação de guardar o sábado. Quando os gentios se tornaram cristãos, não foram sujeitados a nenhuma lei sabática; não obstante, receberam espírito santo (Atos 10:44, 45) É interessante que num concílio, realizado em Jerusalém, para considerar as exigências impostas aos gentios, alguns crentes que haviam sido fariseus queriam que os conversos gentios ‘observassem a lei de Moisés’, a qual incluía tanto a circuncisão como o sábado. A decisão dos apóstolos, porém, não incluiu a nenhum dos dois. (Atos 15:1, 2, 5, 28, 29) Assim, Paulo escreveu tanto a judeus como a cristãos gentios em Roma: “Um homem julga um dia como superior a outro; outro homem julga um dia como todos os outros; esteja cada homem plenamente convencido na sua própria mente.” — Rom. 14:5.

    No segundo século E.C. a predita apostasia infiltrou-se entre os cristãos. Mais tarde, em 321 E.C., o imperador romano Constantino, ansioso de agradar ao já corrompido cristianismo de seus dias, decretou uma lei que estabelecia o domingo como dia a ser guardado. Insistiu que o dia era sagrado para o sol. Isto era pagão, e não cristão. A cristandade apóstata de hoje em dia, com zelo titubeante e conceitos diversos, ainda reconhece o dies solis, o dia do sol!

    Partindo dum cuidadoso estudo da Bíblia, os seguintes pontos importantes emergem claramente: se fosse obrigatório guardar algum dia, este seria o sábado, o sétimo dia; que a lei sabática foi dada apenas ao antigo Israel; que jamais foi repetida ou imposta aos cristãos (como foi a lei a respeito da santidade do sangue — Atos 15:19, 20); e que “Cristo é o fim da Lei”, incluindo o sábado. (Rom. 10:4) Assim, aos que ‘escrupulosamente observam dias e meses’ o apóstolo Paulo escreveu: “Temo por vós, que de algum modo eu tenha labutado em vão com respeito a vós.” — Gál. 4:10, 11.

    A lei do sábado, porém, foi reconhecidamente uma lei benéfica. Se os cristãos estão isentos da obrigação de guardá-lo, não estariam sendo privados de seus benefícios? De modo algum.

    Por exemplo, nas regiões onde o comparecimento dominical à igreja é comum, as pessoas se queixam a respeito dos “cristãos dominicais”. Com isto querem se referir a pessoas que acham que ir à igreja numa ocasião em que consideram ser o “sábado” compensa uma semana de conduta que é tudo, menos cristã. Tais pessoas não estão iludindo a Deus, estão? Perderam de vista o que está envolvido na questão do sábado.

    O que estava envolvido na questão do sábado?

    Por interromperem suas outras atividades no sábado, o antigo povo fiel de Deus evidenciava que Sua adoração era a coisa mais importante na vida deles. À medida que liam e consideravam a Palavra de Deus, naquele dia, demonstravam sua crença de que “o homem tem de viver, não somente de pão, mas de cada pronunciação procedente da boca de Jeová”. — Mat. 4:4.

    Realmente, não deveriam os cristãos mostrar que acreditam em tais coisas cada dia de sua vida? Se o cristão se recusar a permitir que seu emprego secular interfira com seu serviço a Deus, não estará ele preservando o espírito do sábado? O que dizer a respeito do cristão que reserva tempo cada dia para ler a Palavra de Deus e aplicar seus princípios na sua conduta diária?

    Jesus curou pessoas no sábado, bem como em outros dias, sendo assim, não seria cada dia um bom dia para aplicarmos a exortação: “Realmente, então, enquanto tivermos tempo favorável para isso, façamos o que é bom para com todos”? (Gál. 6:10) Os cristãos sinceros que agem assim talvez não guardem um dia especial — mas realmente honram o sábado de Deus!

    • Faça login para comentar as respostas
  • Há 1 década

    O próprio Jesus disse que não mais era necessário obedecer algumas leis dadas por Moisés.

    Guardar o sábado era uma teadição assim como oferecer sacríficios.

    Jesus disse que já não mais é necessário!

    • Faça login para comentar as respostas
  • Há 1 década

    Olá,

    acerca do dízimo leia hebreus 7 vers 9,10...o "dízimo se pagou de Abraão a Levi"...é necessário ler o contexto histórico...infelizmente muito pegam pequenas passagem para se fazer dos dias de hoje...dízimo foi instituido em um determinado tempo e para um determinado povo.

    a respeito de guardar o sábado...Leia Gálatas 3 e peça entendimento a Deus...

    Agora pegar tudo quanto foi destinado a uma época e aplicar aos dias de hoje,,,não seria fácil....Contudo, vivendo essas mesmas leis anularíamos então todo o sacrifício de CRISTO NA CRUZ DO CALVÁRIO NÉ...

    Abraços!

    • Faça login para comentar as respostas
Tem mais perguntas? Obtenha suas respostas perguntando agora.