Qual são as causas da enxaqueca?

8 Respostas

Classificação
  • ?
    Lv 7
    Há 1 década
    Melhor resposta

    Um dos problemas da enxaqueca é que todos os exames eventualmente realizados pelo paciente resultam perfeitamente normais.

    Então, qual a causa da enxaqueca?

    Para muitos médicos, infelizmente, a enxaqueca ainda é doença de hipocondríaco, frescura, piripaque, vontade de chamar atenção. Mas a causa da enxaqueca é, na verdade, muito sutil para ser detectada pelos exames de que dispomos, ainda que os mais modernos.

    Trata-se de um desequilíbrio bioquímico em certas localidades do cérebro, envolvendo substâncias chamadas neurotransmissores, além de neuropeptídeos e hormônios. Neurotransmissores e neuropeptídeos são substâncias que o cérebro fabrica, responsáveis por nossas sensações (inclusive a de dor) e até pelo nosso humor e comportamento. É por isso que a enxaqueca anda de mãos dadas com depressão, ansiedade e pânico. Elas dividem o mesmo mecanismo bioquímico cerebral!

    Uma vez instalado esse desequilíbrio, o indivíduo fica vulnerável a apresentar a dor e os demais sintomas, mediante uma série infindável de gatilhos (fatores desencadeantes), os quais são erradamente confundidos com causas.

    A segunda parte do meu novo livro, Enxaqueca - Finalmente uma Saída, é destinada inteiramente à explicação destes mecanismos descobertos pelas pesquisas mais avançadas da atualidade, nas mais diversas áreas da ciência. Leia e releia esta parte com toda sua atenção e use este site como suporte às suas dúvidas.

    A localização da dor podde variar de crise para crise; raramente dói sempre no mesmo lugar. A dor pode ocorrer em qualquer lugar da cabeça, inclusive na região dos dentes, dos seios da face e da nuca, dando origem à confusão com problemas dentários, de sinusite e de coluna.

    Os demais sintomas da enxaqueca compreendem náuseas (enjôo), vômitos, aversão à claridade, ao barulho, aos cheiros, hipersensibilidade do couro cabeludo, visão embaçada, irritabilidade, flutuações do humor, ansiedade, depressão (mesmo fora das crises) e lacrimejamento. Um indivíduo não precisa apresentar todos estes sintomas para tr enxaqueca. Normalmente apresenta alguns deles, em graus variados.

    A duração de uma crise de enxaqueca é, tipicamente, de 3 horas a 3 dias, seguida de um período variável sem nenhuma dor. Pode ser precedida por uma alteração do humor (euforia em alguns casos, depressão e irritabilidade em outros) e do apetite (vontade de comer doces, ou então perda de apetite), visão embaçada, visão dupla, escurecimento da visão (cegueira parcial) de um ou ambos os olhos, e sensação de estar vendo pontos brilhantes, como se fossem vaga-lumes. Entre outros sintomas estão incluidos diminuição da força muscular de um lado do corpo, formigamentos, tonturas, diarréia, podendo também ocorrer as manifestações visuais já descritas.

    A freqüência da dor é muito variável, podendo ser desde uma vez na vida, até todos os dias, e até várias vezes ao dia, no caso da cefaléia em salvas.

    A cefaléia em salvas é uma variante rara da enxaqueca, que acomete muito mais os homens. Para saber mais sobre cefaléia em salvas, CLIQUE AQUI.

    Para saber mais sobre os sintomas da enxaqueca, CLIQUE AQUI.

    A dor pode ser muito forte, a ponto de impedir o indivíduo de exercer qualque atividade, obrigando-o a ficar deitado, num quarto escuro, em silêncio, durante horas ou dias. O paciente torna-se muito irritável, preferindo ser deixado sozinho.

    Boa parte das crises terminam com o sono, ou então quando a pessoa vomita (principalmente as crianças). Ao fim de uma crise, o paciente sente-se como que de ressaca, apresentando, por mais de um dia, tolerância limitada para atividade física e mental.

    .........................................:)

    • Faça login para comentar as respostas
  • Há 4 anos

    Bom, existem várias causas de enxaqueca, porém as mais comuns são:

    1.Jejum

    Quando a pessoa deixa de comer, a quantidade de glicose no sangue não atende às necessidades do cérebro. Aí, lá vem a crise!

    2. Estresse

    O acúmulo de angústias pode estimular o cérebro e o sistema nervoso a funcionar mais rápido.

    3. Menstruação

    Nessa fase, o nível do hormônio estradiol fica mais baixo. O sistema nervoso se torna mais sensível a ruídos, luzes e situações de estresse.

    4.Sono inadequado

    Tanto o excesso quanto a falta de sono podem provocar a enxaqueca.

    5. Alimentação

    Os alimentos que causam a enxaqueca variam de paciente para paciente. Só depois de uma análise prolongada das crises é possível saber quais deles a provocam. Café, vinho, chocolate, queijo, embutidos e temperos industrializados são os campeões da enxaqueca.

    6. Tempo seco

    O ar seco e frio favorece o aparecimento de doenças respiratórias como sinusite, gripe e resfriados. Elas podem provocar dores de cabeça e causar uma baita enxaqueca.

    7. Cheiros fortes

    Aromas de perfumes, cigarro, combustíveis e produtos de limpeza estimulam demais uma região do cérebro chamada sistema límbico. Esses estímulos disparam os sintomas.

    Espero ter ajudado !

    • Faça login para comentar as respostas
  • Há 6 anos

    A aura me avisa que lá vem a dor, e não é só isso, às vezes sinto dormência (das mãos, da língua, dos pés), as vozes das pessoas ficam meio robotizadas, o olfato e paladar ficam hipersensíveis, e se a aura aparecer do lado direito (pois a dor virá do lado esquerdo), posso ter dificuldades para falar também. Quando os sintomas surgem de um lado do corpo, a dor na cabeça vem do lado oposto. Para evitar, procuro dormir e, principalmente, acordar bem (posso até dormir mal ou muito pouco, mas se eu acordar com muito sono ou dormir demais, lá vem a enxaqueca - procuro sempre levantar após alguns minutos de alongamento na cama para despertar bem e relaxado). Se a enxaqueca aparecer: T O R S I L A X - TORSILAX - T O R S I L A X - tenho enxaqueca com aura e não encontrei medicamento melhor! Já parei muitas vezes no hospital, mas agora, assim que os primeiros sintomas aparecem, tomo torsilax: nunca mais dor de enxaqueca (não serve para todas as dores de cabeça: às vezes tenho dores causadas pela vista, de tanto ficar lendo, e aí o torsilax não é tão eficaz, mas para enxaqueca, não tem outro). Tomo o torsilax, fico uns 15 minutos sentado (pois os sintomas da visão com aura persistem) e depois durmo um pouco. Para evitar: uma boa noite de sono (ou não levantar muito sonolento, esperando uns minutos na cama, me remexendo e me alongando até o sono diminuir), não comer salames, chocolates, linguiça, presunto, etc. Torsilax não é só para dores musculares, mas é muito bom para enxaquecas. Sempre ando com ele no bolso para onde quer que eu vá.

    • Faça login para comentar as respostas
  • Paulo
    Lv 7
    Há 6 anos

    A maioria das enxaquecas tem causa muscular.

    • Faça login para comentar as respostas
  • O que você acha das respostas? Você pode entrar para votar em uma resposta.
  • Há 1 década

    Olá!

    Algumas vezes a enxaqueca está relacionada com a falta de água no organismo e com a alimentação, beba bastante água, isso pode ajudar!

    A minha amiga curou a enxaqueca dela com a nutrição da Herbalife e muita água.

    • Faça login para comentar as respostas
  • Anônimo
    Há 1 década

    Para muitos médicos, infelizmente, a enxaqueca ainda é doença de hipocondríaco, frescura, piripaque, vontade de chamar atenção. Mas a causa da enxaqueca é, na verdade, muito sutil para ser detectada pelos exames de que dispomos, ainda que os mais modernos.

    Trata-se de um desequilíbrio bioquímico em certas localidades do cérebro, envolvendo substâncias chamadas neurotransmissores, além de neuropeptídeos e hormônios. Neurotransmissores e neuropeptídeos são substâncias que o cérebro fabrica, responsáveis por nossas sensações (inclusive a de dor) e até pelo nosso humor e comportamento. É por isso que a enxaqueca anda de mãos dadas com depressão, ansiedade e pânico. Elas dividem o mesmo mecanismo bioquímico cerebral!

    Uma vez instalado esse desequilíbrio, o indivíduo fica vulnerável a apresentar a dor e os demais sintomas, mediante uma série infindável de gatilhos (fatores desencadeantes), os quais são erradamente confundidos com causas.

    A localização da dor podde variar de crise para crise; raramente dói sempre no mesmo lugar. A dor pode ocorrer em qualquer lugar da cabeça, inclusive na região dos dentes, dos seios da face e da nuca, dando origem à confusão com problemas dentários, de sinusite e de coluna.

    Os demais sintomas da enxaqueca compreendem náuseas (enjôo), vômitos, aversão à claridade, ao barulho, aos cheiros, hipersensibilidade do couro cabeludo, visão embaçada, irritabilidade, flutuações do humor, ansiedade, depressão (mesmo fora das crises) e lacrimejamento. Um indivíduo não precisa apresentar todos estes sintomas para tr enxaqueca. Normalmente apresenta alguns deles, em graus variados.

    A duração de uma crise de enxaqueca é, tipicamente, de 3 horas a 3 dias, seguida de um período variável sem nenhuma dor. Pode ser precedida por uma alteração do humor (euforia em alguns casos, depressão e irritabilidade em outros) e do apetite (vontade de comer doces, ou então perda de apetite), visão embaçada, visão dupla, escurecimento da visão (cegueira parcial) de um ou ambos os olhos, e sensação de estar vendo pontos brilhantes, como se fossem vaga-lumes. Entre outros sintomas estão incluidos diminuição da força muscular de um lado do corpo, formigamentos, tonturas, diarréia, podendo também ocorrer as manifestações visuais já descritas.

    A freqüência da dor é muito variável, podendo ser desde uma vez na vida, até todos os dias, e até várias vezes ao dia, no caso da cefaléia em salvas.

    A dor pode ser muito forte, a ponto de impedir o indivíduo de exercer qualque atividade, obrigando-o a ficar deitado, num quarto escuro, em silêncio, durante horas ou dias. O paciente torna-se muito irritável, preferindo ser deixado sozinho.

    Boa parte das crises terminam com o sono, ou então quando a pessoa vomita (principalmente as crianças). Ao fim de uma crise, o paciente sente-se como que de ressaca, apresentando, por mais de um dia, tolerância limitada para atividade física e mental.

    • Faça login para comentar as respostas
  • Anônimo
    Há 1 década

    Acho que é o sinal que alguma coisa não está bem no organismo: dor de cabeça crônica que se manifesta 1 vez por semana ou a cada 15 dias...Pode ser causada por: alergias, amigdalite,estress, erro alimentar, distrúrbios menstruais, naúseas, mal estar geral,perturbações digestivas,perturbações visuais, zumbido nos ouvidos, dormência nas extremidades(falta de circulação) e depressão mental. Evitar alimentos gordurosos.(frituras,laticínios,margarina) e gelados. Não beber nada acoolicas.Para combater o estresse e o sedentarismo,causadores de enxaqueca, faça caminhadas matinais ao ar livre e outros exercícios físicos moderados,verifique regularmente sua pressão arterial principalmente na hora da dor. Use alimentação natural composta de legumes e vegetais crus e frutas frescas da época Chás de cebola,ou suco,laranja puro e morno,acrescentar 10 gotas de própolis, alfazema, erva cidreira fraco, sementes torradas e trituradas de girassol,pó de guaraná(30 gramas para 1 litro de água) adoçar com mel.Fazer escalda pés antes de deitar duração de 20 minutos sempre a água bem quetinha e mantelos aquecidos. DEUS TE CURE

    Fonte(s): MEDICINA ALTERNATIVA DE A a Z
    • Faça login para comentar as respostas
  • Anônimo
    Há 1 década

    ainda não acharam as causas da enxaqueca, não tem cura ainda, só remedio para atenuar

    • Faça login para comentar as respostas
Tem mais perguntas? Obtenha suas respostas perguntando agora.