A Estrela de Barnard (também chamada de estrela ligeira) poderia ser a estrela companheira do Sol?

Menciono aqui a hipótese do nosso Sol ser parte de um sistema duplo. Poderia a estrela de Barnard ser a hipotética Nêmesis?

5 Respostas

Classificação
  • Anônimo
    Há 1 década
    Melhor resposta

    Olá,

    Primeiramente vamos pensar uma coisa. Mesmo que ela seja distante do Sol (cerca de 5,96 anos-luz), ela se move a dez segundos de arco por ano. Logo, em 175 anos ela terá se deslocado o mesmo de uma Lua cheia, 1800 segundos de arco.

    Agora, pensemos uma coisa. Mesmo que ela fizesse parte de um sistema duplo com o Sol, com 0,17Ms, ela teria que fazer órbita quase à distância de Júpiter, sendo assim, anomalias gravitacionais teriam seido detectadas, mesmo aqui na Terra, por meio de, por exemplo, as marés.

    Agora, sabendo que ela se aproxima do Sistema Solar, como poderia ela fazer parte de um sistema duplo? Ela teria que ter um afélio também, o que ela não possui. 140 quilômetros mais perto do sistema solar a cada segundo. O que é acontece é que em alguns anos (bons milhares de anos), ela estará mais próxima de nós que Alfa Centauri. Mas ela seguirá seu rumo se afastando. É como se fizessemos uma linha que passa depis de Plutão, ao infinito. Essa é a trajtória da estrela de Bernard.

    Veja um bom material: http://seds.org/~spider/spider/Misc/barnard.html

    http://simbad3.u-strasbg.fr/sim-id.pl?Ident=Barnar...

    http://schmidling.com/barnard.htm

    Artigo interessante:

    http://arxiv.org/abs/astro-ph/9905318

    Espero ter ajudado,

    Boa tarde,

    New Ask

    • Faça login para comentar as respostas
  • Há 1 década

    A velocidade aparente da estrela de Barnard é resultado de sua trajetória atual, que a traz cada vez mais para perto do Sistema Solar – 140 quilômetros mais perto a cada segundo.

    Mas nada de pânico: o que vai acontecer é que por volta do ano 11.800 a estrela de Barnard roubará a posição de Alfa do Centauro, tornando-se a mais próxima do Sol. E ainda assim estará a mais de 35 trilhões de quilômetros de Plutão, quando então irá se afastar de novo – e para sempre.

    Barnard está agora a 6 anos-luz (ou 57 trilhões de quilômetros). Ela tem apenas 17% da massa do Sol e de 15% a 20% do seu diâmetro. É uma estrela velha, com o dobro da idade solar e uma coloração tipicamente avermelhada.

    E se há quem confunda uma estrela de verdade com uma estrela cadente, tem gente que pensa que Barnard é um planeta gigante vermelho que está vindo destruir a Terra. Mas que você não se deixe enganar por essa história barata. Barnard é pequenina, mas é uma estrela de verdade.

    Dê tempo suficiente e todas as estrelas se movem. Todas as constelações que conhecemos hoje estão alterando suas formas definitiva e continuamente. Estrelas de verdade não se deixam apanhar.

    Fonte(s): -
    • Faça login para comentar as respostas
  • Há 1 década

    A maior parte dos sistemas estelas são duplos, creio que tu saiba. Mas nunca foi detectado anomalias gravitacionais no Sol. É uma hipótese sem fundamento. É como supor uma Lua dupla "exatamente" atrás da nossa Lua. Nunca a veríamos. Hipóteses assim é que fazem certas pessoas confundirem Ciência e Misticismo, mas sei que não é o teu caso.

    • Faça login para comentar as respostas
  • Anônimo
    Há 1 década

    Acredito que seria um sistema por demais complexo. Ele teria dentro de sua "área" o sistema da Próxima do Centauro. Por algum mecanismo complexo, ele estaria envolvendo o complexo da Próxima. Mas não há movimentação manifestada em Centauro. Eu pelo menos nunca li nada a respeito.

    • Faça login para comentar as respostas
  • O que você acha das respostas? Você pode entrar para votar em uma resposta.
  • Não, ela está muito longe (quase 8 anos luz), é muito pequena e se move muito rapidamente em relação ao Sol, vai passar e seguir adiante. Sua trajetória já está razoavelmente bem definida.

    .

    • Faça login para comentar as respostas
Tem mais perguntas? Obtenha suas respostas perguntando agora.