O vaticano voltou atrás em algumas biatificações como são jorge etc?quem acreditou nele caiu do cavalo ?

Seguir
  • Seguir de forma pública
  • Seguir de forma privada
  • Deixar de seguir
ainda que na verdade se fosses santos nada poderia fazer para alguém aquele que morreu na cruz do calvário esse sim pode fazer algo alem de nos dar a salvação
Melhor resposta
Quem acredita em São Jorge não vai ficar preocupado pq a Igreja católica não deu aval , ou certificado para ele ser santo....vai continuar acreditando em Saõ Jorge...é uma questão de fé...
  • Taxa
  • Comentário

Outras respostas (6)

Classificada como mais alta
  • Classificada como mais alta
  • Mais antigo
  • Mais recente
  • Elisângela respondido 7 anos atrás
    É isso aí, nem o Vaticano sabe o que fazer com tantos santos.
    • 1
    • Comentário
  • Antônio respondido 7 anos atrás
    Santos

    Definição: Segundo o ensinamento católico romano, os santos são os que morreram e estão agora com Cristo no céu, sendo reconhecidos pela Igreja pela sua notável santidade e virtude. O artigo de fé de Trento diz que os santos devem ser invocados quais intercessores junto a Deus, e que tanto as relíquias como as imagens dos santos devem ser veneradas. Outras religiões também invocam a ajuda dos santos. Algumas religiões ensinam que todos os seus membros são santos e isentos de pecado. A Bíblia faz muitas referências a santos. Diz que os 144.000 seguidores de Cristo, ungidos pelo espírito, são santos.

    Ensina a Bíblia que alguém precisa atingir a glória celestial antes de ser reconhecido como santo?

    A Bíblia definitivamente faz menção de santos que estão nos céus. Fala-se de Jeová como sendo “o Santo [grego, há·gi·on]”. (1 Ped. 1:15, 16; veja Levítico 11:45.) Jesus Cristo é descrito como “o Santo [há·gi·os] de Deus”, quando estava na terra, e como “o Santo [há·gi·os]” no céu. (Mar. 1:24; Rev. 3:7, BJ) Os anjos também são “santos”. (Atos 10:22, BJ) O mesmo termo básico no grego original é aplicado a um número considerável de pessoas na terra.

    Atos 9:32, 36-41, BJ: “Pedro, que percorria todas essas regiões, foi ter também com os santos [ha·gí·ous] que habitavam em Lida. Havia em Jope, entre os discípulos, uma mulher chamada Tabita [que morrera] . . . [Pedro] voltando-se para o corpo, disse: ‘Tabita, levanta-te.’ Ela abriu os olhos, cravando-os em Pedro, e sentou-se. Pedro estendeu-lhe a mão e levantou-a. Chamou os santos e as viúvas, e a apresentou a eles viva.” (Claramente, estes santos ainda não estavam nos céus, tampouco apenas um indivíduo notável como Pedro era considerado santo.)

    2 Cor. 1:1; 13:12, BJ: “Paulo, apóstolo de Cristo Jesus pela vontade de Deus, e Timóteo, o irmão, à Igreja de Deus que está em Corinto, assim como a todos os santos [ha·gí·ois] que se encontram na Acaia inteira.” “Saudai-vos mutuamente com o ósculo santo. Saúdam-vos todos os santos.” (Todos esses primitivos cristãos que foram purificados pelo sangue de Cristo e reservados para o serviço de Deus quais prospectivos co-herdeiros com Cristo foram mencionados como santos. O serem reconhecidos como santos obviamente não foi deixado para depois de sua morte.)

    É bíblico orar aos “santos” para agirem quais intercessores junto a Deus?

    Jesus Cristo disse: “Rezai, pois, assim: Pai nosso, que estais nos céus, . . .” Portanto, as orações devem ser dirigidas ao Pai. Jesus também disse: “Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida. Ninguém vem ao Pai senão por mim. Se pedirdes alguma coisa em meu nome eu o farei.” (Mat. 6:9; João 14:6, 14, MC) Assim, Jesus excluiu a idéia de que qualquer outro pudesse desempenhar o papel de intercessor. O apóstolo Paulo acrescentou com respeito a Cristo: “Aquele que morreu, ou melhor, que ressuscitou, aquele que está à direita de Deus e que intercede por nós.” “É capaz de salvar totalmente aqueles que, por meio dele, se aproximam de Deus, visto que ele vive para sempre para interceder por eles.” (Rom. 8:34; Heb. 7:25, BJ) Se realmente desejamos que nossas orações sejam ouvidas por Deus, não seria sábio aproximar-nos de Deus do modo como a sua Palavra orienta? (Veja também as páginas 235, 236, sob o tópico “Maria”.)

    Efé. 6:18, 19, BJ: “Vigiai com toda perseverança e súplica por todos os santos. Orai também por mim, para que, quando eu abrir os meus lábios, me seja dada a palavra para anunciar com ousadia o mistério do evangelho.” (Grifo acrescentado.) (Dá-se aqui incentivo para que se ore pelos santos, mas não a eles, nem por intermédio deles. A New Catholic Encyclopedia, de 1967, Vol. XI, p. 670, reconhece: “Usualmente, no N[ovo] T[estamento], toda oração, tanto a particular como a oração pública litúrgica, é dirigida a Deus, o Pai, mediante Cristo.”)

    Rom. 15:30, BJ: “Eu vos peço, irmãos, por nosso Senhor Jesus Cristo, e pelo amor do Espírito, que luteis comigo, nas orações que fazeis a Deus por mim.” (O apóstolo Paulo, ele próprio um santo, pediu a concristãos, que também eram santos, que orassem por ele. Mas, note que Paulo não dirigiu suas orações aos que eram santos com ele, tampouco as orações deles a favor dele substituíram a intimidade pessoal que o próprio Paulo tinha com o Pai por meio da oração. Compare com Efésios 3:11, 12, 14.)

    Como deve ser considerado o costume de venerar relíquias e imagens de “santos”?

    A New Catholic Encyclopedia admite: “É, assim, em vão procurar justificativa para o culto de relíquias no Velho Testamento; tampouco se dá muita atenção a relíquias no Novo Testamento. . . . [O ‘pai’ da Igreja] Orígenes parece ter considerado essa prática um sinal pagão de respeito a um objeto material.” — (1967), Vol. XII, pp. 234, 235.

    É digno de nota que Deus enterrou a Moisés, e nenhum humano jamais descobriu onde foi sua sepultura. (Deut. 34:5, 6) Mas Judas 9 nos informa que o arcanjo Miguel disputou com o Diabo acerca do corpo de Moisés. Por quê? O propósito de Deus de lhe dar destino de tal forma que humanos não o encontrassem foi claramente expresso. Será que o Adversário queria levar humanos a encontrar a pista daquele corpo para que o pudessem exibir e talvez torná-lo objeto de veneração?

    Sobre a veneração de imagens de “santos”, veja o tópico geral “Imagens”.

    Por que são os “santos” católicos retratados com auréolas?

    A New Catholic Encyclopedia reconhece: “O atributo mais comum, aplicado a todos os santos, é o nimbo (nuvem), um círculo luminoso em volta da cabeça do santo. Tem origem pré-cristã, e encontram-se exemplos na arte helenística de inspiração pagã; a auréola foi usada, conforme isso se evidencia em mosaicos e em moedas, em semideuses e divindades, tais como Netuno, Júpiter, Baco, e em especial Apolo (deus do sol).” — (1967), Vol. XII, p. 963.

    The New Encyclopædia Britannica diz: “Na arte helenística e romana, o deus-sol Hélio e os imperadores romanos amiúde aparecem com coroas de raios. Por causa de sua origem pagã, a forma foi evitada na arte cristã primitiva, mas um simples nimbo circular foi adotado pelos imperadores cristãos para seus bustos oficiais. Desde meados do 4.° século, Cristo também é mostrado com este atributo imperial . . . não foi senão a partir do 6.° século que a auréola se tornou costumeira para a Virgem Maria e outros santos.” — (1976), Micropædia, Vol. IV, p. 864.

    É correto misturar o cristianismo com simbolismo pagão?

    “Que comunhão pode haver entre a luz e as trevas? Que acordo entre Cristo e Beliar [Belial; Satanás]? Que relação entre o fiel e o incrédulo? Que há de comum entre o templo de Deus e os ídolos? Ora, nós é que somos o templo do Deus vivo . . . Portanto, saí do meio de tal gente, e afastai-vos, diz o Senhor. Não toqueis o que seja impuro, e eu vos acolherei. Serei para vós um pai, e sereis para mim filhos e filhas, diz o Senhor todo-poderoso.” — 2 Cor. 6:14-18, BJ.

    Podem todos os membros de um grupo religioso ser santos e assim estar isentos do pecado?

    É certamente verdade que todos os que compunham a congregação cristã do primeiro século eram santos. (1 Cor. 14:33, 34; 2 Cor. 1:1; 13:12, BJ, Al) São descritos como os que receberam “a remissão dos pecados” e foram “santificados” por Deus. (Atos 26:18; 1 Cor. 1:2, Al) Todavia, não pretendiam estar livres de todo pecado. Nasceram quais descendentes do pecador Adão. Tal herança amiúde representava para eles uma luta para fazerem o que era certo, conforme o apóstolo Paulo reconheceu humildemente. (Rom. 7:21-25) E o apóstolo João disse diretamente: “Se dissermos que não temos pecado nenhum, a nós mesmos nos enganamos, e a verdade não está em nós.” (1 João 1:8, ALA) Portanto, ser santo no sentido em que é empregado esse termo com respeito aos verdadeiros seguidores de Cristo não significa que na carne estejam livres de todo pecado.

    Quanto a se todos os verdadeiros cristãos hoje são santos, tendo diante de si a perspectiva da vida celestial, veja as páginas 82-86.

    Se Alguém Disser —

    ‘Acredita nos santos?’

    Poderá responder: ‘Quais tem em mente?’ Se a pessoa disser Maria e/ou os apóstolos, poderá acrescentar: (1) ‘Sim, eles são mencionados na Escrituras Sagradas, e eu acredito no que está escrito nelas. Estou, porém especialmente interessado naquilo que eles fazem hoje e como isso influi em nós, não está também? . . . Encontrei algo muito interessante a respeito deles nas Escrituras Sagradas, e gostaria de lhe mostrar. (Rev. 5:9, 10)’ (2) ‘Como será a vida debaixo de tal governo? (Rev. 21:2-4)’

    Ou poderá dizer: (Se você pertenceu outrora à religião católica): ‘Por muitos anos eu guardava os dias santificados e orava regularmente aos santos. Mas, depois, li algo nas Escrituras Sagradas que me fez reconsiderar o que eu fazia. Permita-me mostrar-lhe isso.

    Fonte(s):

    Livro RACIOCÍNIOS à base das Escrituras Sagradas a Bíblia
    • 1
    • Comentário
  • Soli Deo Gloria respondido 7 anos atrás
    Não só no JOrge, mas na Maria, no José, no João e em toda a santaiada católica que existe. Quando os católicos descobrirem o engano, aí já será tarde demais.
    • Taxa
    • Comentário
  • Cau respondido 7 anos atrás
    A fé move as pessoas!
    • Taxa
    • Comentário
  • Robson Fernando respondido 7 anos atrás
    Prove que São Jorge foi descanonizado.

    Fonte da notícia já.


    E é engraçado que essa noiva fanática do cordeiro fala. Olha só quem fala de laicismo (quando queria claramente a proibição do catolicismo) e de manipulação de mentes!
    • Taxa
    • Comentário
  • ................................ respondido 7 anos atrás
    Pra você ver, que tudo isso é uma grande palhaçada, feita para manipular mentes vazias
    • 1
    • Comentário
  • Sign In 

    para adicionar sua resposta

Quem está seguindo esta pergunta?

    %
    MELHORES RESPOSTAS
    Membro desde:
    Pontos: Pontos: Nível
    Total de respostas:
    Pontos nesta semana:
    Seguir
     
    Deixar de seguir
     
    Bloquear
     
    Desbloquear