LILIUM CANDIDUM - ou Lirio de Santo Antonio, onde encontrar??

Seguir
  • Seguir de forma pública
  • Seguir de forma privada
  • Deixar de seguir
Esta planta se reproduz através de bulbos, e tenho procurado e não tenho encontrado. São plantas que não mais se vê em floriculturas e nem estão a venda em viveiros por aqui onde ...mostrar mais
Melhor respostaEscolha do autor da pergunta
Oi Floresta

O Lírio de Santo Antonio ( Lilium Candidum) é pouquíssimo cultivado no Brasil em virtude do clima não ser favorável. Outro inconveniente para sua produção comercial é o fato de que necessita permanecer no mesmo local pelo menos 5 anos para florir.
Mais comum no Brasil é o Lilium longiflorum conhecido popularmente como Lírio-japonês, Lírio-trombeta, Lírio, e Lírio-de-finados de fácil cultivo.


Lilium candidum
http://www.fourlangwebprogram.com/fourla...

Lilium longiflorum
http://hanakoyomi.img.jugem.jp/20060617_...

Os bulbos do Lilium longiflorum produzidos pela Premium Seeds são comercializados em lojas de jardinagem de todo Brasil e até mesmo em alguns supermercados.

Classificação e comentário do autor da pergunta

5 de 5
OBRIGADO a todos os que responderam a minha pergunta, inclusive esclarecendo ainda mais sobre seus significados,e nome de Lilium candidum e Lilium longiflorum. Entrei em contato com endereços que me foi dado e consegui bulbos de Lilium longiflorum, pois o candidum não existe por aqui.Agradecida..
  • Taxa
  • Comentário

Outras respostas (3)

Classificada como mais alta
  • Classificada como mais alta
  • Mais antigo
  • Mais recente
  • ornata28 respondido 7 anos atrás
    O lirio do Pedro de Lara chama-se Lilium longiflorum, também conhecido como Lilium candidum. Contate com quem entende www.bulbosdeflores.com.br Eles enviam bulbos pelo correio. Também www.premiumseeds.com.br
    • Taxa
    • Comentário
  • pizzaiollouco respondido 7 anos atrás
    Lírios: os símbolos da pureza

    "Olhai os lírios do campo; eles não trabalham nem tecem; no entanto eu vos digo: mesmo Salomão, em toda sua glória, não se vestiu como um deles". (Palavras de Jesus, no Evangelho segundo São Matheus)

    Lírio muscadet

    O lírio é originário da Europa, Ásia e América do Norte. Algumas espécies são nativas dos trópicos, de regiões com altitude elevada. Porém, todas as espécies existentes hoje são originárias de vários cruzamentos entre si, dando origem a inúmeras variedades e cores: são os chamados lírios hibridos. Os lírios pertencem à família das Liliáceas e os principais grupos são:

    Lírios Orientais - caracterizados pelos que apresentam mais perfume e flores grandes;

    Lírios Asiáticos - com flores menores, quase sem perfume, mas com cores fortes e bem variadas;

    Lírio longuiflorum - de flor grande, na cor branca e creme.

    Com exceção do Lírio longuiflorum, os outros dois grupos apresentam tanto variedades para vaso como para corte, usadas na confecção de arranjos. No grupo dos Asiáticos encontramos o Orange Pixie e no grupo dos Orientais, estão o Muscadet e Mona Liza. Os lírios são plantas de bulbo, assim como a tulipa, o amaryllis e até mesmo a nossa conhecida cebola. Eles emitem um único broto por bulbo, de onde saem as folhas e as flores.

    Como cuidar do seu vaso de lírio

    O lírio em vaso requer um local com boa iluminação, evitando o sol nas horas mais quentes do dia. Não deixe o substrato (a terra do vaso) secar completamente, molhando sempre que necessário, até que água saia pelos furos de drenagem do vaso; mas evite que a água se acumule no pratinho. Para fazer com que o lírio em vaso floresça novamente, o procedimento é complicado e não é garantido o sucesso. Quem desejar tentar, deve seguir uma série de passos:

    1. Após a morte das flores, continue regando o lírio por mais 3 meses, depois pare de colocar água e espere que as hastes sequem completamente;

    2. Uma vez que as hastes estejam secas, retire os bulbos do vaso, coloque-os em um saco plástico perfurado, preenchido com material inerte (perlita, por exemplo) úmido. Coloque este saco plástico com os bulbos na parte menos fria da sua geladeira (onde são colocadas as verduras) e deixe lá por cerca de 4 meses. Cuide para manter os bulbos úmidos. Evite choque entre os bulbos e também o choque dos bulbos com outros objetos, pois há perigo de machucar os bulbos e os ferimentos são portas para a entrada de doenças.

    3. Passados os 4 meses, retire os bulbos da geladeira de plante-os. Deixe nos primeiros 10 dias em local bem fresco e arejado. Quando os brotos estiverem surgindo, leve o vaso para um local bem iluminado. Regue sempre que a terra estiver seca.

    4. Se tudo der certo, entre 2 e 3 meses os bulbos florescerão.

    O lírio no mercado de flores

    Algumas características do mercado de flores favorecem o comércio de lírios em vaso no Brasil: a maior demanda por flores de vaso em geral (e conseqüente queda da procura por flores de corte) por causa da dengue; a existência de novas espécies próprias para vasos (com tamanho menor) e, finalmente, o preço mais acessível do produto, resultado do grande volume de produção. "O aumento da procura estimula a produção", confirma Simone Schoenmaker, gerente de produção de flores de bulbos da Fazenda Terra Viva. A empresa é responsável pela produção e venda das duas espécies mais procuradas de lírios: a Orange Pixie (alaranjada) e a Muscadet (branca). Cada vaso possui três bulbos que produzem de 5 a 15 flores, em potes de 15 cm de diâmetro.A variedade Orange Pixie é mais abundante. As plantas de vaso atingem cerca de 30 a 40 cm de altura.

    Apesar do preço mais acessível, o lírio ainda é considerado um produto nobre e elitizado, que exige cuidados especiais de produção. A Terra Viva produz lírios em uma unidade da empresa instalada em Tapira, região de Araxá, sudoeste de Minas Gerais, com excelente qualidade, por aproveitar o clima e topografia favoráveis do local. Na região, tanto o inverno como o verão são mais amenos que no interior paulista, favorecendo uma produção contínua e melhorada. Segundo Luiz Octávio Cavicchio, gerente comercial de bulbos da Fazenda Terra Viva, cerca de 70% dos bulbos são importados da Holanda e 30% são produzidos em Araxá. Para bulbos de vaso a importação corresponde a 90% do total produzido pela empresa. "São plantas especiais, de clima frio, que necessitam um período de dormência. As variedades de vaso são geneticamente mais curtas, enquanto as de corte possuem maior diversidade e hastes mais longas, de até um metro de altura", esclarece Cavicchio, calculando que o mercado brasileiro atualmente consome quatro milhões de bulbos por ano. A Terra Viva entra nesse bolo com 300 mil bulbos somente para produção de vasos.

    Curiosidades sobre o lírio

    Lírio Orange pixie

    O lírio sempre foi visto como o símbolo da pureza e é uma das flores mais antigas do mundo. Pode ser encontrado em pinturas nas paredes dos palácios da Grécia Antiga, onde era dedicado à Hera.

    O lírio é relacionado à Virgem Maria, em homenagem à sua pureza e, talvez por esse motivo, seja muito usado em buquês de noiva e em festas religiosas.

    Na alquimia, fabricava-se um perfume mágico a partir desta flor, que era usado para queimar no recinto onde se realizavam ritualísticas. Também existia uma crença que a flor ajudava a reconciliar os amantes: um pedaço do seu bulbo teria o poder de reaproximar os namorados que romperam as relações.

    Narra a mitologia, que a conselho de Minerva, Juno deu seu seio a Hércules, que havia sido abandonado no campo por Alcmene, sua mãe. O jovem herói teria sugado o seio com tanta força, que o leite esguichou em grande quantidade. As gotas que se espalharam no céu formaram a Via Láctea e as que caíram na terra transformaram-se em lírios.

    Outra curiosidade sobre esta flor é que no século XVII, o lírio era usado para decorar igrejas em homenagem à Virgem Maria, como símbolo de sua virgindade. Antes, porém, retiravam do lírio os órgãos masculinos e femininos (estames e pistilos), pois só assim a flor seria "verdadeiramente virgem".

    O lírio está incluído numa antiga lista de plantas consideradas mágicas, que teriam o poder de proteger contra bruxaria: dentro de casa, transformaria as más vibrações, e no jardim, funcionaria como uma barreira contra malefícios.

    Fonte de informações:
    Simone Schoenmaker - (19) 3802 9015 - tulipa@produtosterraviva.com.br
    Luiz Octávio Cavicchio - (19) 3802 9030 - bulbos@brasbonitas.com.br - luiz@brasbonitas.com.br
    Para mais detalhes: www.produtosterraviva.com.br
    • Taxa
    • Comentário
  • @riel respondido 7 anos atrás
    querido... em sp, vc encontra no ceagesp.(ceasa)
    terça, e sexta até as 11 da manhã.
    vc não disse onde mora! mais espero ter ajudado.
    • Taxa
    • Comentário
  • Sign In 

    para adicionar sua resposta

Quem está seguindo esta pergunta?

    %
    MELHORES RESPOSTAS
    Membro desde:
    Pontos: Pontos: Nível
    Total de respostas:
    Pontos nesta semana:
    Seguir
     
    Deixar de seguir
     
    Bloquear
     
    Desbloquear