Anônimo

queri asaber sobre herpis?

dst herpis viral

7 Respostas

Classificação
  • Arioli
    Lv 4
    Há 1 década
    Resposta favorita

    Herpes é uma infecção viral, que pode ser causada por vários tipos de vírus da família Herpesviridae, formados por DNA, com capacidade típica de se tornar latente no organismo, provocando infecções repetidas. A infecção pode ser transmitida pela saliva ou contato sexual, alojando-se em células nervosas, onde fica em forma latente, aparecendo, nas infecções agudas, na superfície de revestimento do trajeto do nervo (pele ou mucosa). O reaparecimento da infecção geralmente é conseqüente de queda da imunidade, provocada por infecções outras, uso de drogas que suprimem a imunidade, menstruação, stress, cirurgia do trigêmeo, frio, uso de corticóides, raios ultravioleta, traumas, etc.

    Uma vez contraído o vírus, ele fica latente, podendo se manifestar ou não. A infecção pelo Herpes ainda não tem cura, mas pode se tomar medidas que aliviem um pouco as lesões e os sintomas e risco9s de agravamento, com uso de medicamentos por orientação médica. A primeira infecção é, geralmente, generalizada, sistêmica e visível em lactentes; quando a infecção é neonatal, causa lesões cutâneas ou mucosas, localizadas ou generalizadas.

    Dentre estes, há três tipos de vírus de importância para o ser humano:

    I: Herpes Simiae: agente viral incomum que causa encefalomielite e pode ser reconhecido por isolamento.

    II: Herpes Zoster/Varicela: (cobreiro; ganglionite posterior aguda e a Varicela).

    III: Herpes Vírus Hominis ou Herpes Simples, tipos 1 e 2: causador do Herpes Labial comum, Herpes genital, ocular, nevralgias, etc.

    COMO SE TRATA O HERPES?

    Até agora, não existe uma terapêutica específica e a medicina atual tradicional fala que não existe cura para o herpes. A medicina tradicional recomenda:

    · Tratamento sintomático, sob orientação médica, com uso eventual de antiinflamatórios; corticosteróide é contra-indicado; Ácido acetilsalicilico 600mg ou com codeína 15 a 60mg por V.O. (4 - 6h) em casos de dor.

    · Vidarabina, idoxuridina, rotimidina, ou aciclovir (produtos antivirais), por via oral, tópica ou E.V., na dependência do caso, sempre sob orientação médica.

    · As vacinas específicas para esta doença ainda são objeto de pesquisa; o uso de vacina antivariólica se mostrou ineficaz.

  • Há 1 década

    São lesões localizadas, provocadas pelo vírus da catapora, o herpes vírus, que fica incubado em um músculo do corpo e se manifesta quando há uma queda na resistência imunológica da pessoa.

    Existem dois tipos de herpes: o simples, mais comum, que não tem cura e aparece de vez em quando; e o herpes zoster, que só ataca uma vez e imuniza a pessoa;

    O herpes simples é contagioso e geralmente aparece no contorno dos lábios, ao lado da boca, nos órgãos genitais, nádegas e até dentro dos olhos (casos mais raros), podendo levar à cegueira.

    O herpes genital é uma doença sexualmente transmissível causada pelo vírus herpes simplex tipo 1 (HSV-1) e tipo 2 (HSC-2). A maior parte dos casos de herpes genital é causada pelo tipo 2. A infecção genital do tipo 2 é mais comum nas mulheres provavelmente porque a transmissão homem-para-mulher seja mais provável do que mulher-para-homem.

    A maioria das pessoas não tem sintomas da infecção ou eles são moderados. Quando os sintomas ocorrem, eles tipicamente aparecem como bolhas nos genitais e reto, ou ao redor. A bolhas estouram, deixando feridas que podem levar de duas a quatro semanas para sarar na primeira vez que ocorrem. Geralmente outra erupção pode aparecer semanas ou meses depois da primeira, mas quase sempre é menos severa e dura menos tempo. Embora a infecção possa ficar no corpo indefinidamente, a quantidade de erupções tende a diminuir no período de anos.

    As pessoas contraem herpes genital porque os vírus podem ser encontrados soltos nas feridas que eles causam, mas também podem ser liberados por erupções na pele que não parecem estar estouradas ou feridas. Geralmente a pessoa só pode contrair infecção do vírus tipo 2 durante contato sexual com alguém que tenha infecção genital por esse vírus. A transmissão também pode acontecer via parceiro sexual que não tem feridas visíveis e pode não saber que está infectado.

    O HSV-1 (tipo 1) também pode causar herpes genital, porém mais comumente causa infecções na boca e lábios. As erupções genitais do HSV-1 ocorrem com menos freqüência do que as do HSV-2.

    Não há tratamento que cure herpes, porém medicamentos antivirais podem diminuir e prevenir as erupções. Adicionalmente, terapia diária de repressão ao herpes sintomático pode reduzir o risco de transmissão para o parceiro sexual.

    O método de prevenção mais seguro para evitar qualquer doença sexualmente transmissível, incluindo herpes genital, é abster-se de contato sexual ou ter um relacionamento monogâmico de longo prazo com um parceiro testado que sabe-se não estar infectado.

    Ulceração pode acontecer nas áreas genitais de homens e mulheres não cobertas pelo preservativo de látex. Desta forma, o uso correto e consistente de preservativo de látex somente pode reduzir o risco de transmissão do herpes genital quando envolve toda a área infectada. Uma vez que o preservativo pode não cobrir toda área de infecção, até mesmo o seu uso correto e consistente não garante proteção contra herpes genital.

    Pessoas com herpes genital não devem ter relações sexuais com parceiros não infectados quando as lesões e outros sintomas estiverem presentes. É importante saber que mesmo que a pessoa não apresente sintomas ela ainda assim pode infectar seu parceiro sexual, desta forma ele deve ser alertado do risco. O parceiro sexual de uma pessoa com herpes genital pode procurar fazer teste de sangue para determinar se foi infectado.

  • Anônimo
    Há 1 década

    TODOS TEM ESSE VÍRUS NO ORGANISMO , ACONTECE QUE SOMENTE ALGUMAS PESSOAS, POR DIVERSOS MOTIVOS(BAIXA DA IMUNIDADE POR GRIPE, POR EXEMPLO) TEM OS SINTOMAS DA DOENÇA.

  • Há 1 década

    Bom, herpes vc deve saber q é + uma das doenças sexualmente transmissiveis né...

    tipo...

    vamos dizr q tem herpes de boca..

    e tem herpes q da na entrada da vagina...

    sao bolhinhas...

    q ficam na entrada da vagina...

    naum é bom tranzar quando elas s manifestam naum...

    pega!'

  • O que você acha das respostas? Você pode entrar para votar em uma resposta.
  • Há 1 década

    sei que tem herpes emocional,e quando o seu sistema imunológico cai , ai vem as bolhas que pare sem queimaduras de terceiro grau, doí muito, pois os nervos se rompem,você tem a sensação que tem alguma coisa andando dentro de você, essa sensação fica pra sempre, toma se uns comprimido , talidomida, e muito difícil de adquirir, não se vende em farmácia, só em posto medico, você tem que assinar vários papel, mostrar identidade, e se tiver grávida, não pode tomar, pois o feto vem deformado...esperiensia propia...

  • sam
    Lv 4
    Há 1 década

    herpis eu nao sei agora se vc procurar algo sbre herpes em algum site de pesquisa c certeza vc vai axar

  • Há 1 década

    Doença que parece herpes labial , assim aprendi no colegio mas nunca vi ninguem com ela,ás vezes acho que não existe!

    2

Tem mais perguntas? Obtenha suas respostas perguntando agora.