Quais os melhores locais pra ir em buenos aires a noite?!?

Seguir
  • Seguir de forma pública
  • Seguir de forma privada
  • Deixar de seguir
Melhor resposta
  • Rita r respondido 8 anos atrás
VALE A PENA IMPRIMIR E LEVAR JUNTO....

A NOITE

El Verde (Reconquista 878, Centro) Um pub de estilo europeu com um ambiente cálido, amistoso e divertido. Oferece almoços executivos e uma grande variedade de cervejas, drinks e whiskies. Também serve excelentes pratos de cozinha internacional durante todo o dia. Happy hour de 19.00 a 21.00 hs. Shows ao vivo todas as noites. Funciona de segunda a sábado.

: Niceto Club (Niceto Vega 5510, Palermo Viejo) Um enorme recinto multifuncional onde é possível jantar, tomar, dançar, presenciar shows de jazz e todo tipo de eventos. A ambientação nova-iorquina, as festas temáticas, o sushi e os exóticos pratos da cozinha internacional completam o clima. Aberto nas quintas, sextas e sábados a partir das 21h.

: Gran Bar Danzon (Libertad 1161, Retiro) Um elegante e tradicional bar inglês onde se degustam raridades. Excelentes drinks, cervejas variadas, whiskys importados, licores diversos e cafés especiais. Para as refeições, a especialidade é cozinha moderna e sushi.

: The Shamrock (Rodríguez Peña 1220, Recoleta) Foi o primeiro pub irlandês a instalar-se em Buenos Aires e é um bom lugar para encontrar estrangeiros. Ar tradicional, cerveja Guinness e boa música. Todos os dias tem happy hour até as 21h.

: Buller Brewing Company (R.M.Ortiz 1827, Recoleta) O primeiro e único Brew Pub de Buenos Aires, onde é possível provar até sete variedades de cerveja artesanal. Também funciona como restaurante, oferecendo desde tira-gostos e pizzas até fondue de cerveja e frutos do mar. Preço médio: $ 9/12.

: El Living (M. T. de Alvear 1540, Recoleta) Um lugar para se sentir em casa - entre televisões e sofás - onde cada recanto tem um ar diferente. Às vezes parece um restaurante que serve deliciosos manjares, depois pode ser um pub com bebidas que convidam a estender a noite e ainda, quando muda o volume, vira uma discoteca. Está aberto nas quintas, sextas e sábados de 22 a 1h30. Preço médio: $12 (menu completo).

: Kilkenny (Marcelo T. de Alvear 399, Recoleta) Bar e restaurante com espírito de um pub de Dublin e o primeiro da América Latina que conta com a licença da famosa cerveja negra Guinness. Tem todas as bebidas alcólicas imagináveis, com forte predomínio de cervejas e whiskys.

: Hard Rock Cafe (Paseo del Pilar, Buenos Aires Design, Recoleta) Inaugurado em 1995 com um show de Sheryl Crow, este Hard Rock é igual aos seus "irmãos" do mundo todo. Na entrada fica a loja de merchandising e dentro do restaurante tudo é rock'n'roll. À meia-noite costuma haver shows ao vivo.

: Locos por el Fútbol (Vicente López e Junín, Recoleta) Um lugar bastante interessante não só para eles mas também para elas - gostem ou não de futebol - já que nesse bar sempre tem um grupo de lindos amigos tomando cerveja enquanto assistem os gols do Batistuta em um dos cinco telões. Decorado em tons de laranja, com garçons e garçonetes vestidos como os jogadores, em Locos por el Fútbol pode-se almoçar ou jantar pratos rápidos. Também dá para jogar sinuca ou navegar grátis pela Internet. Depois da meia-noite, sempre tem alguém que se anima a dançar.

: Mundo Bizarro (Guatemala 4802, Palermo Viejo) A proposta deste bar fundado em 1997 é passar uma noite com os melhores drinks, boa comida, a música ideal e muita diversão.

: Bar de los Mitos Argentinos (Humberto Primo 489, San Telmo) Um lugar cálido, ideal para beber e jogar conversa fora. Nas noites de sexta e sábado costuma tocar algum grupo ao vivo. A música predominante é blues e rock.

: Wine Bar (Cabrera 4737, Palermo) Tem os melhores vinhos elaborados especialmente para a casa, con uma variedade que cobre todos os paladares e que podem ser consumido por taça. Pode-se acompanhar o vinho con uma tábua de queijos e frios.

: Pachá (Rafael Obligado e Pampa, Costanera Norte). É a maior discoteca de Buenos Aires. A localização em frente ao rio lhe confere ares mediterrâneos similares ao de sua casa original, em Ibiza. Tem uma excelente infra-estrutura acústica, predominando os sons techno, trance e house conduzidos por DJs internacionais. É freqüentada por muita gente "fashion". Abrem sextas e sábados e o preço da entrada é de $ 15. Tem matinê aos sábados das 19h até a meia-noite.

: Buenos Aires News (Paseo de la Infanta s/n, Palermo). Um dos lugares mais badalados da noite portenha. A discoteca tem vários ambientes: um de música dance, um de música latina e outro de rock, para quem gosta de variar. Tem um restaurante que abre de terça a domingo às 21h30 e o preço médio por pessoa é de $ 25. A discoteca abre sextas, sábados e domingos a partir de 1h30 e a entrada custa $ 15.

: Caix (Rafael Obligado e Sarmiento, Costanera Norte). Moderna discoteca localizada em frente ao Rio de la Plata e freqüentada pela alta sociedade portenha. Música house, remembers dos anos 80 e trance. Abrem sextas e sábados a partir da 1 da manhã e a entrada custa $ 15 para homens e $ 10 para mulheres.

: Tiro Loco (Vicente López 2188, Recoleta). Para tomar um drink, dançar e se der fome pedir um fast-food. O restaurante oferece pratos típicos da cozinha mexicana e abre às sextas e sábados a partir das 22h, com um preço médio de $ 10 por pessoa. A discoteca abre à 1 da manhã e toca música latina. A entrada é de $ 10 com consumação.

: Maluco Beleza (Sarmiento 1728, Centro). É o reduto brasileiro por excelência de Buenos Aires. No térreo, decoração praiana e muito pagode, axé e forró. No andar superior, mais intimista, também há espaço para outros ritmos. Funciona de quinta a domingo a partir da meia-noite. Homens pagam $ 20 e mulheres $ 15. Durante o dia tem um restaurante que serve feijoada e outros pratos típicos.

: Morocco (Hipólito Yrigoyen 851, Centro). É um lugar bastante eclético, freqüentado por tribos alternativas e travestis. De quarta a domingo funciona o restaurante El Salón e há shows a partir das 22h. À 1 da manhã se transforma em discoteca com música techno e house. A entrada para dançar sai $ 15. Nas terças há espaço para o teatro e a poesia, com entrada gratuita.

: Pizza Banana (Rafael Obligado s/n, Costanera Norte) Um lugar muito colorido com um grande salão central, onde se pode dançar antes ou depois da pizza. O público predominante são grupos de amigos com muita vontade de comemorar.

GAY & LESBIAN

: Amerika (Gascón 1040, Almagro) A maior discoteca gay de Buenos Aires, com 3 pistas de dança para escolher entre diferentes estilos musicais. Abre nas quartas, sábados e domingos a partir da meia-noite. Preço médio: $ 10.

: Contramano (Rodríguez Peña 1082, Recoleta) Há 20 anos instalada num subsolo no coração da Recoleta, Contramano é um lugar só para homens, com predomínio de adultos. Abre de quarta a domingo. O preço da entrada depende do dia e vai de $ 3 a $ 10 com consumação.

: Glam (Cabrera 3046, Palermo) É freqüentado por homens gays de todas as idades. A música é bem variada, o importante aqui é entrar no clima e se divertir. Para os que procuram algo mais, no primeiro andar existe um shop room e um play room com mesas de sinuca e do lado de fora um pátio com sofás muito convidativos. Sextas e sábados a partir da meia-noite. Preço: $ 5 com consumação.

: The Titanic Club (Av. Callao 1156 subsolo, Recoleta) É um pub e restaurante lounge com uma grande variedade de drinks e cafés. Ideal para after hours, eventos e pre dance. À meia noite é comum que se realizem shows de strippers. Aberto de segunda a sábado a partir das 7 da noite.

: ADN (Suipacha 927, Retiro) É o ponto de encontro da comunidade lésbica de Buenos Aires. Os homens só podem entrar se forem gays e, ainda assim, com convite. Preço: $15.

TANGOS

As principais tanguerias de Buenos Aires oferecem aos turistas espetáculos de tango com muita pompa e glamour. São lugares de alto nível e de preços afins. Em muitas casas também é possível jantar antes do show ou desfrutá-lo com alguma bebida. Os espetáculos são uma sucessão de vários números artísticos, incluindo grupos instrumentais, cantores e casais de dançarinos.

: Señor Tango (Av. Vieytes 1655, Barracas) Todos os dias há espetáculos de grande categoría. O jantar começa às 20h e o show às 22h. Pode-se optar por assistir o show tomando champagne, jantando ou ainda em sala VIP. Os preços são de US$ 30, US$ 48 ou até US$ 100 por pessoa. Como a casa é muito freqüentada é preciso fazer reserva (tel: 4303-0231/4).

: Michelangelo (Balcarce 433, San Telmo) Localizado num lindo edifício do século XIX está talvez o lugar mais refinado e caro do setor. Oferece jantar e show de tango, com pratos elaborados pelo chef Francis Mallmann. De segunda a quinta, o jantar é às 20h30 e o show às 22h. Nas sextas e sábados o jantar é servido às 21h30 e o show começa às 23h30.

: El Viejo Almacén (Av. Independencia e Balcarce, San Telmo) É a tangueria mais tradicional de Buenos Aires, um reduto com toda a calidez e o saudosismo do tango. Todos os dias se realiza um jantar às 20h, com carnes argentinas e comida internacional a la carte. O espetáculo, definido como "autenticamente portenho", começa às 22h e dura quase duas horas.

: Café Tortoni (Av. De Mayo 829, Centro) O lugar portenho por excelência. Durante a primeira metade do século XX foi refúgio de toda a intelectualidade e boemia da cidade. Grandes personalidades argentinas e estrangeiras visitaram seu salão. O Tortoni oferece muitos espetáculos de tango e jazz nas sextas, sábados e domingos a partir das 21h. O sistema é um direito de espetáculo que vai de $ 3 a 5 e uma consumação mínima de $ 6.

: Esquina Carlos Gardel (Carlos Gardel 3200, Abasto) É uma das tanguerias mais recentes de Buenos Aires, porém localizada no tradicional bairro onde Gardel se criou. O espetáculo é de excelente nível e dura 1h20 em total. Assistir o show custa $ 80 ou $ 150 (setor VIP) e o jantar-show custa $ 110 e $ 200 o VIP.

: Sabor a Tango (J. D. Perón 2535, Centro) Um verdadeiro palácio reaberto há poucos anos, que é hoje mais um templo de tango em Buenos Aires. O jantar-show é de excelente nível, custando de $ 110 a $ 160. O destaque vai para a variedade de pratos oferecidos e o atendimento de primeira.

: A Media Luz (Chile 316, San Telmo) Espetáculos de piano bar, tangos, baile e show. De segunda a sábado a partir das 22h30. A consumação mínima é de $ 15.

: Bar Sur (Estados Unidos 299, San Telmo) Um clássico de todos os tempos em San Telmo. A proposta aqui são shows de tango não "for export", que mostrem uma imagem real da cultura portenha. O ambiente é descontraído e o público pode pedir canções, dançar e cantar com os artistas. Todos os dias dão espetáculos sem parar de 20h a 4h. A entrada custa $ 15 e inclui pizza livre.

: Casablanca (Balcarce 668, San Telmo) Show de tango e folclore argentino de ótimo nível para turistas. Tem estacionamento privativo e gratuito. Os espetáculos são de segunda a sexta às 22h e aos sábados às 21h e às 23h.

: El Querandí (Perú 302, Congreso) Restaurante tradicional dos anos trinta, declarado monumento histórico. Ótima comida a la carte, que pode ser acompanhada por um impressionante show de tango. O jantar é servido às 20h30 e o show começa às 22h15.

: La Veda (Florida 1- Subsolo, Centro) Oferecem jantar com show de tango de primeiro nível. Embora a especialidade do restaurante seja carne na brasa, pode-se escolher outros pratos. Os espetáculos se realizam de terça a sábado. O jantar é às 21h e o show começa às 22h30.

As milongas são outro tipo de tangueria, com bailes menos luxuosos e mais animados, freqüentados pelos típicos portenhos. São lugares seguros e tranqüilos, onde é possível fazer uma refeição leve vendo os casais dançar ou inclusive tomar aulas de tango. Esses bailes não visam o turismo mas podem terminar sendo uma experiência única.

: La Viruta Tango (Fray J. S. M. de Oro 1872, Palermo) É um dos lugares que estão na moda entre os jovens seguidores do tango. Oferece um cardápio para jantar nos dias de baile e, às vezes, há shows sem custo adicional no preço da entrada. Os dias de baile são quartas e sábados de 22h30 a 4h, com uma entrada de $ 4. As aulas de dança são nas quartas de 20h30 a 22h30 e nos sábados de 21h30 a 23h30. O preço, com direito ao show é de $ 6.

: Parakultural Tangosalón (Perú 571, Monserrat) Funciona no Teatro Arlequines e pertence ao "underground" tangueiro. Geralmente há shows, grupos, orquestras e dançarinos. Os bailes são nas quartas e domingos de 23h a 4h, com uma entrada de $ 3. As aulas de dança nas quartas de 20h30 a 23h e nos domingos de 20h A 23h. O preço da aula, com direito a ficar para o baile, é de $ 5.

: C.C. Torquato Tasso (Defensa 1575, San Telmo) É um dos lugares mais freqüentados por jovens na faixa dos 25-35 años e também por turistas. Tem uma ampla pista de dança e bom sistema de som. Geralmente há shows ao vivo e também dá para jantar ou tomar um drink. Os bailes são nas sextas e domingos de 23h a 4h, com uma entrada de $ 3. As aulas de tango são dadas nas sexta de 20h30 a 23h e nos domingos de 19h a 23h e custam $ 5, com direito a ficar para o baile.

: Re-Fa-Si (Humberto Primo 1783, San Telmo) Um lugar com grande atividade, freqüentado por jovens tangueiros. Pode-se jantar e dançar a preços baixos. Os bailes são nas quinta às 21h, nas sextas e sábados às 23h e nos domingos às 21h30. A entrada custa $ 2 na quinta e $ 5 nos demais dias. As aulas são dadas nas quintas às 19h, sextas e sábados às 21h e nos domingos às 19h, a $ 5.

: Shorthorn Hall (Guido 1965, Recoleta) Um lugar tradicional e refinado de Buenos Aires, freqüentado majoritariamente por pessoas de idade. Os bailes são nas quartas de 19h a 1h e nas sextas de 22h a 3h. A entrada para mulheres é de $ 8 e para homens de $ 10. As aulas são nas terças às 19h, nas sextas de 17h a 19h e de 19h a 21h, com uma entrada de $ 10, sem direito ao baile.

: Confitería Ideal (Suipacha 384, Centro) Este café, criado a princípios do século XX, é um clássico da cidade. O público em geral é de pessoas de idade. Em seu salão se realizam bailes nas segundas, quartas e sextas de 15h a 22h. Nos sábados se realiza a Milonga Ideal de 23h a 4h e nos domingos está o Tango Club 21 com orquestra de 18h a 24h. A entrada custa $ 5. Pode-se tomar aulas nas segundas, quartas e quintas de 12h a 15h, por um preço similar.


: Volver (Av. Corrientes 837, Centro) Localizado a metros do Obelisco. Tem pista de madeira lustrada, proporcionando um toque de luxo para os dançarinos. Os bailes são nas sextas às 22h30, nos sábados às 23h30 e nos domingos às 20h. A entrada vai de $ 4 a $ 7.

: Palacio de Gobierno de la Ciudad de Buenos Aires (Bolívar 191, Centro)
Entre as atividades culturais que a prefeitura organiza figuram bailes e aulas de tango com entrada franca. Domingos às 18h no Salón Dorado.



DE DIA:
RECOLETA Um elegante e sofisticado bairro de ruas arborizadas, onde as principais atrações são seus cafés e restaurantes, antiquários, um complexo cultural e o Cemitério da Recoleta.

: Basílica Nuestra Señora del Pilar (Junín 1892) É uma das igrejas mais singelas da capital, com linhas barrocas e fachada pintada de branco. Foi construída em 1732 pelos jesuítas e se destinava às orações e práticas espirituais dos padres franciscanos recolhidos (recoletos).

: Cemitério da Recoleta (Quintana e Junín) É um dos mais bonitos e mais visitados do mundo. Suas tumbas guardam os restos de famílias tradicionais argentinas, além de grandes personagens históricos. Evita, apesar de protestos por suas origens humildes, conseguiu ser enterrada aqui e hoje repousa na cripta da família Duarte.

PLAZA DE MAYO E AVENIDA DE MAYO É interessante observar a variedade de cúpulas e fachadas de todos os estilos desta avenida que parte da Plaza de Mayo e desemboca no imponente edifício do Congresso Nacional.


: Casa Rosada (Balcarce 50) É a sede da Presidência da República, em cuja sacada foram feitos os mais importantes pronunciamentos da história argentina. O interior do edifício conta com vários pontos de interesse mas só o museu está disponível para visitas públicas.

: Catedral Metropolitana (Av. Rivadavia e San Martín) O padrão arquitetônico adotado é o de uma igreja sem torres e com 12 colunas representando os apóstolos. Do lado direito da Catedral se encontra o Mausoléu com os restos do herói libertador argentino, o Gral. San Martín.

: Cabildo (Hipólito Yrigoyen e Av. de Mayo) Apesar das sucessivas reformas, esse edifício ainda respira história pois foi o epicentro da Revolução de Maio de 1810, data da independência argentina. Tem um museu aberto a visitação.

: Manzana de las Luces (Bolívar, A. Alsina, Peru e Moreno) É um conjunto de edifícios relacionados com a história e cultura portenhas, onde se escondem a igreja mais antiga da cidade e túneis da época colonial.

: Café Tortoni (Avenida de Mayo 825) Mais que um café, o Tortoni é um dos símbolos de Buenos Aires e do tango e por isso merece uma visita.

CENTRO A Avenida 9 de Julio, a Avenida Corrientes e o Obelisco, no cruzamento de ambas, representam o cartão-postal clássico do centro portenho. Passando por aí de segunda a sexta é possível conhecer o perfil de um habitante da cidade, com toda a correria de um dia de trabalho. Caminhar pela avenida Corrientes é quase uma obrigação. Entre teatros e cafés, encontram-se várias livrarias que dispõem de um sem número de publicações.


: Teatro Colón (Cerrito e Tucumán) É um grande orgulho para Buenos Aires possuir um dos melhores teatros líricos do mundo. Mesmo que você não possa assistir a um espetáculo não deixe de realizar uma visita guiada e conhecê-lo por dentro.

LA BOCA Um bairro da periferia de Buenos Aires que é parte do circuito turístico devido a seu clima pitoresco e suas inconfundíveis casas pintadas em cores vivas.

: Caminito É uma passagem de uma só quadra localizada no coração do bairro de La Boca, povoada por artistas de rua e por tangueiros de coração.

PUERTO MADERO O mais novo bairro da cidade é realmente uma atração a parte. Uma ótima seleção de restaurantes em um ambiente bastante agradável, com vista aos diques do Rio de la Plata.

TEATROS Além do magnífico Colón há cerca de outros 60 teatros em Buenos Aires. Grande parte se encontra na Avenida Corrientes, centro da atividade teatral portenha. As peças vão desde musicais, passando por textos populares e comédias, até adaptações de grandes obras internacionais. O Teatro Municipal San Martín (Corrientes 1530) é um dos mais importantes e tem preços acessíveis. Outro destaque é o complexo teatral Paseo la Plaza (Corrientes 1660), muito recomendável a qualquer hora do dia ou da noite.

MUSEUS E CENTROS CULTURAIS

: Museu Nacional de Belas Artes (Av. del Libertador 1473, Recoleta) O museu mais importante da Argentina conta com variadas obras de artistas nacionais e internacionais, como Rodin, Monet, Renoir, El Greco e Goya, além de realizar exposições temporárias. Pode ser visitado de terça a domingo de 12h30 a 19h30. Há visitas guiadas às 16h, 17h e 18h. Entrada franca.

: Museu de Arte Latino-Americana de Buenos Aires (Malba) (Av. Figueroa Alcorta 3415, Recoleta) Inaugurado no ano 2000 com base no acervo particular do colecionador argentino Eduardo Constantini, o Malba exibe obras paradigmáticas como Abaporu de Tarsila do Amaral ou Autorretrato con chango y loro da mexicana Frida Kahlo. Realiza também interessantes ciclos literários e projeções cinematográficas. A entrada custa $ 5.

: Museu Nacional de Arte Decorativa (Av. del Libertador 1902, Palermo) Coleções de móveis, esculturas, tapetes, porcelana e cristal. É possível realizar visitas guiadas pelo museu e assistir conferências sobre arquitetura. Funciona de terça a domingo, das 14 às 19 horas. A entrada é grátis nas terças-feiras e custa $ 2 nos outros dias.

: Museu de Arte Hispano-Americana (Suipacha 1422, Retiro) Arte colonial e artesanato em prata.

: Museu Evita (Lafinur 2988, Recoleta) O museu está instalado num antigo casarão e exibe fotos, documentos, cartas, vestidos, jóias, revistas e brinquedos que testemunharam a vida e obra de Eva Perón. Também conta com um café ao estilo dos anos 40 e uma lojinha de lembranças. De terça a domingo e feriados, de 14 a 19h30. A entrada custa $ 5.

: Palais de Glace (Posadas 1725, Recoleta) Exibição de quadros, esculturas e fotografias. Também promove diversas palestras. Aberto de segunda a sexta de 13 a 20h e fins de semana de 15 a 20h.

: Centro Cultural Recoleta (Junín 1930, Recoleta) Todos os tipos de shows, palestras, exposições e movimentos de vanguarda.

: Centro Cultural Ricardo Rojas (Av. Corrientes 2038, Centro) Afiliado à Universidade de Buenos Aires, o Rojas tem cursos de arte e oferece eventos gratuitos, incluindo música ao vivo (rock, funk e DJs) nas terças às 20h.

: Centro Cultural Borges (Viamonte e San Martin, Galerias Pacífico, Retiro) Exposições diversas de artistas de renome internacional que estiveram ou não ligados ao grande escritor.

: Biblioteca Nacional (Agüero 2502, Recoleta) Localizada em um edifício de estilo racionalista, a biblioteca tem em seu acervo mais de 1.800.000 títulos.

BOSQUES DE PALERMO É a maior área verde da cidade e reúne diversas atrações, além de ser também um ótimo lugar para relaxar. Nos fins de semana o parque está repleto de gente andando de bicicleta, de patins, jogando volley, hockey ou simplesmente caminhando. À noite também é bastante freqüentado pois possui vários restaurantes e discotecas. Estas são algumas das atrações do parque:

: Lagos Nas avenidas Andrés Bello e Intendente Bunge pode-se alugar pedalinhos e caiaques para passear pelos lagos. Aberto diariamente de 12 a 19h (inverno) e de 10 a 20h (verão).

: Rosedal É um belo jardim com várias espécies de rosas, localizado no coração do parque, entre os lagos. Ótimo para uma caminhada tranqüila. O acesso se dá através da ponte sobre o lago ou pela Av. del Libertador. Aberto diariamente de 12 a 19h.

: Jardim Zoológico (Av. Las Heras e Av. Sarmiento) É o segundo zoológico mais visitado do mundo. Além da grande variedade de animais provenientes da Argentina e de outros países, o Zoo de Buenos Aires está muito bem cuidado e sempre tem atrações para as crianças. Aberto de terça a domingo de 9h30 a 18h.

: Jardim Botânico (Av. Santa Fe e Av. Las Heras) Mais de 8000 espécies vegetais de todo o mundo. Uma estufa subtropical foi criada para abrigar as variedades mais exóticas.

: Jardim Japonês (Casares e Adolfo Berro) Arroios, lagos artificiais com peixes, oásis de pedras, numerosos bonsais, venda de plantas e A Grande Casa de Chá. É preciso pagar entrada mas a beleza impecável do jardim compensa.

: Planetário (Av. Sarmiento e Roldán) Seu museu destaca fotografias de constelações e o equipamento astronômico. Nos fins de semana acontece uma Viagem pelas Constelações (para crianças acima de 7 anos).
  • 1
  • Comentário

Outras respostas (5)

Classificada como mais alta
  • Classificada como mais alta
  • Mais antigo
  • Mais recente
  • Sinfiltro respondido 8 anos atrás
    Podés ir a Sunset, el Olivos, al norte de la Ciudad de Buenos Aires, si tenés menos de 25 años.
    Entra a la página de Internet Palermonline (Palermo es el mejor barrio de Buenos Aires junto con la Recoleta) y buscá allí .
    • Taxa
    • Comentário
  • alexs respondido 8 anos atrás
    haaaa !!! qualquer um desde que vc leve guarda chuva , e va onde tenha menos boi nos ares vc vai ficar bem mais limpinho !!!!!!!!hahahahahahah
    • Taxa
    • Comentário
  • VWORIO respondido 8 anos atrás
    Desculpe, mas não pude perder a oportunidade:

    "BRASIL!"
    • Taxa
    • Comentário
  • dietome respondido 8 anos atrás
    Vá a San Fernando, este lugar é muito bom, principalmente a noite
    • Taxa
    • Comentário
  • Paulo Henrique respondido 8 anos atrás
    1
    • Taxa
    • Comentário
  • Sign In 

    para adicionar sua resposta

Quem está seguindo esta pergunta?

    %
    MELHORES RESPOSTAS
    Membro desde:
    Pontos: Pontos: Nível
    Total de respostas:
    Pontos nesta semana:
    Seguir
     
    Deixar de seguir
     
    Bloquear
     
    Desbloquear