• Bens de viúva separada de fato pode cobrir dívidas do espólio?

    Olha, a situação é intrigante e absurda, mas preciso de ajuda. O casal já havia se separado de fato há pelo menos 7 anos, ele constituiu uma união e ela outra, eram vizinhos e as contas ainda estavam em nome de ambos. É que ele ficou com um condomínio e ela com o sítio, só que em um lugar retirado, a água estava no nome do marido e a luz no nome... mostrar mais
    Olha, a situação é intrigante e absurda, mas preciso de ajuda. O casal já havia se separado de fato há pelo menos 7 anos, ele constituiu uma união e ela outra, eram vizinhos e as contas ainda estavam em nome de ambos. É que ele ficou com um condomínio e ela com o sítio, só que em um lugar retirado, a água estava no nome do marido e a luz no nome dela. Ele se desfez aos poucos do condomínio, contraiu inúmeras dívidas, e foi vendendo as casas para pagá-las. Nunca pagou o IPTU, apesar de cobrá-lo dos condôminos, e ainda acumulou uma dívida de água de 4 mil reais. O condomínio está irregular, para completar. Aí, não contente com tudo isso, o atual companheiro da viuva drenou um terreno e fez um campo de futebol, o que na primeira chuva forte, alagou o sítio. Ele quebrou o muro, e alagou o condomínio. (Cachorrada é pouco) O marido morreu. Como os moradores do condomínio, que compraram as casas de boa-fé, podem se defender? O que ele deixou não dá para pagar todas as dívidas e estou com medo que acuse fraude contra credores por parte do "de cujus" e pegue as casas para pagar as dívidas dele. A viúva abriu o inventário dizendo que o "de cujus" deixou mulher e filhos, ou seja, não mencionou nem a união dela nem a dele. Como o sítio ainda é legalmente dos 2, os bens dela poderão pagar a dívida? Ah, eles eram casados no regime da comunhão de bens, antes da lei da separação.
    1 resposta · Lei e Ética · 9 anos atrás
  • Quem vai de bicão leva presente?????

    Vou a uma festa de casamento com minha amiga, mas não fui convidada pelos noivos, e sim por ela. Não conheço pessoalmente a moça que vai casar, e estou sem graça de ir com as mãos abanando. Será q levo um presente?
    Vou a uma festa de casamento com minha amiga, mas não fui convidada pelos noivos, e sim por ela. Não conheço pessoalmente a moça que vai casar, e estou sem graça de ir com as mãos abanando. Será q levo um presente?
    14 respostas · Etiqueta e Estilo · 1 década atrás
  • Você concorda com a atitude do senador Eduardo Suplicy?

    Você concorda com a interpretação do Eduardo Suplicy, que cantou a música do Racionais no Senado em plena sessão do CCJ, quando houve a aprovação do mesmo para a redução da maioridade penal? E com a redução da maioridade para 16 anos, você concorda?
    Você concorda com a interpretação do Eduardo Suplicy, que cantou a música do Racionais no Senado em plena sessão do CCJ, quando houve a aprovação do mesmo para a redução da maioridade penal? E com a redução da maioridade para 16 anos, você concorda?
    13 respostas · Política · 1 década atrás
  • O que cobre a indenização por danos materiais a terceiros?

    Sou estagiária e me apareceu um caso em que não sei bem o que fazer. Cabe indenização por lucros cessantes em seguro que cobre dano material de terceiros? Não sei diferenciá-los tão bem assim na prática. Na teoria é bem mais fácil. Obrigada a todos
    Sou estagiária e me apareceu um caso em que não sei bem o que fazer. Cabe indenização por lucros cessantes em seguro que cobre dano material de terceiros? Não sei diferenciá-los tão bem assim na prática. Na teoria é bem mais fácil. Obrigada a todos
    4 respostas · Lei e Ética · 1 década atrás
  • Por que os ritos pagãos são tão parecidos?

    Se analisarmos os ritos pagãos da África, veremos que são parecidíssimos com os da América do Sul ou dos esquimós, isto sem se conhecerem. E ainda guardam semelhanças hierárquicas, como os xamãs, por exemplo. Por quê?
    Se analisarmos os ritos pagãos da África, veremos que são parecidíssimos com os da América do Sul ou dos esquimós, isto sem se conhecerem. E ainda guardam semelhanças hierárquicas, como os xamãs, por exemplo. Por quê?
    5 respostas · Antropologia · 1 década atrás