• Vc acha que a pessoa proeminente em dada religião deve exercer cargo político?

    Será que há pessoas que usam a religião das massas para se elegerem e depois acabam se rendendo a Mamon? Como ser político e religioso? Não estará a pessoa perdendo tempo de auxiliar o próximo? Veja este exemplo do Marcelo Crivella: http://ultimosegundo.ig.com.br/politica/...
    Será que há pessoas que usam a religião das massas para se elegerem e depois acabam se rendendo a Mamon? Como ser político e religioso? Não estará a pessoa perdendo tempo de auxiliar o próximo? Veja este exemplo do Marcelo Crivella: http://ultimosegundo.ig.com.br/politica/...
    12 respostas · Religião e Espiritualidade · 6 anos atrás
  • Vc sabia que respeitar a religião do outro é um ato de caridade e ...?

    ...está previsto na Constituição Federal a liberdade de cultos? Por que vc acha que há religiões que não toleram a religião de outros? Será que Jesus sabia disso ao dizer em Mateus 10:34 a 35: "Não cuideis que vim trazer a paz à terra; não vim trazer paz, mas espada; Porque eu vim pôr em dissensão o homem contra seu pai, e a filha contra... mostrar mais
    ...está previsto na Constituição Federal a liberdade de cultos? Por que vc acha que há religiões que não toleram a religião de outros? Será que Jesus sabia disso ao dizer em Mateus 10:34 a 35: "Não cuideis que vim trazer a paz à terra; não vim trazer paz, mas espada; Porque eu vim pôr em dissensão o homem contra seu pai, e a filha contra sua mãe, e a nora contra sua sogra;"
    12 respostas · Religião e Espiritualidade · 7 anos atrás
  • Independente da sua religião, ou se vc for ateu, leia e veja se faz sentido. Leia até o fim. O diabo existe?

    Se Deus é eterno, e criou o Universo, este Universo deve ser perfeito ou perfectível (tem o potencial de ser perfeito um dia), ou senão Deus fez uma m... e não sabe como se livrar dela. Se o Universo é perfeito, ou perfectível, tudo caminha em direção à perfeição, sem regredir, e isso é a Lei do Progresso, que como Lei de Deus, é... mostrar mais
    Se Deus é eterno, e criou o Universo, este Universo deve ser perfeito ou perfectível (tem o potencial de ser perfeito um dia), ou senão Deus fez uma m... e não sabe como se livrar dela. Se o Universo é perfeito, ou perfectível, tudo caminha em direção à perfeição, sem regredir, e isso é a Lei do Progresso, que como Lei de Deus, é perfeita. Vamos supor que anjos são seres criados à parte de nós, ou seja, que Deus seja parcial, e escolheu alguns "Gabriel" por aí e criou os anjos (gostaria de ter sido um, e vc?). Como é criação de Deus, sendo Ele onisciente (sabe tudo, passado, presente e futuro), saberia a m... que Lucifer ia fazer, senão Ele não é Deus, e foi refém dos fatos. Além do que, as qualidades de um anjo são a bondade extrema, e não inveja, que são características humanas, que às vezes projetamos nos anjos ou em Deus. Assim, Deus seria o todo menos a parte "defeituosa" que é Lúcifer. Ora, mas nesse caso ele não seria onipresente, pois não poderia Ele, sendo perfeito, estar em Lúcifer, que é imperfeito. Vc concorda?
    14 respostas · Religião e Espiritualidade · 7 anos atrás
  • Vc sabe a origem da palavra demônio?

    Retornemo-nos, ao Evangelho na narrativa de Mateus (9, 32-34): “Quando saíam, apresentaram a Jesus um possesso mudo. Logo que o demônio foi expulso o mudo começou a falar. Espantado, o povo dizia: " Nunca se viu coisa igual em Israel". Neste caso, a influência espiritual causava a mudez àquela pessoa. Espera aí, dirão vocês, nesta... mostrar mais
    Retornemo-nos, ao Evangelho na narrativa de Mateus (9, 32-34): “Quando saíam, apresentaram a Jesus um possesso mudo. Logo que o demônio foi expulso o mudo começou a falar. Espantado, o povo dizia: " Nunca se viu coisa igual em Israel". Neste caso, a influência espiritual causava a mudez àquela pessoa. Espera aí, dirão vocês, nesta passagem não se fala em espírito e sim de demônio. Não há o que contestar, entretanto o que realmente é o demônio? Seria um ser criado para o mal? Com certeza que não. Nunca poderemos aceitar que Deus, o eterno bem, tenha criado um ser dotado para sempre ao mal. Seria porventura, um anjo decaído? Também não, pois o ser espiritual ao qual denominamos de anjo não poderia possuir senão bondade, assim como teria que ser totalmente desprovido de vaidade, que seriam coisas de nós os humanos, não dos anjos. Afinal, o que seriam os demônios? Voltaremos, novamente, ao Evangelho, para elucidar esta importante questão. Em Mateus, 10, 1, 5-8, encontramos: “Jesus convocou os seus doze discípulos e lhes deu o poder de expulsar os espíritos impuros e de curarem toda espécie de doenças e enfermidades. Jesus enviou esses doze em missão, tendo-lhes dado as seguintes instruções: Não tomeis o caminho que conduz aos pagãos e não entreis em nenhuma cidade dos samaritanos. Ide, de preferência, às ovelhas perdidas da casa de Israel. Pregai, pelo caminho: "O reino dos céus está perto!" Curai os doentes, ressuscitai os mortos, purificai os leprosos, expulsai os demônios. Acabai de receber de graça, dai de graça". Observemos bem, o mesmo texto fala em espíritos impuros e demônios, daí concluímos que um era sinônimo do outro. O conceito, à época, era que demônio significava gênio ou espírito, de uma maneira indefinida. Para o mesmo relato, os evangelistas ora usam espírito impuro, ora demônio, quando não usam os dois termos juntos, ficando, agora, bem claro que o significado deles era o mesmo. Demônio (daimon) é de origem grega e significa "gênio sobrenatural", "espírito", bom ou mal e, por vezes, designa um herói. Como na época da Bíblia as pessoas que "morriam" eram tidas como deuses (veja na Pitonisa que evoca Samuel, em que Saul põe o rosto no chão, em reverência ao espírito de Samuel, como fazem os muçulmanos hoje em dia), logo quando vc e eu morrermos, de acordo com algumas crenças, viraremos demônios, bem como Jesus, e até mesmo Deus, que é imaterial, é um demônio. Sendo assim, no ponto de vista dessas crenças pergunto: como haverá eleitos no Juízo Final se todos seremos demônios?
    7 respostas · Religião e Espiritualidade · 7 anos atrás
  • Vc já percebeu algum tipo de mediunidade na Bíblia?

    Veja alguns que encontrei: 1) Como proceder em uma sessão espírita: 1 Co cap. 14 (profeta=médium, sendo que mediunidade temos a psicofonia, psicometria, psicografia, de efeitos físicos, etc...não é comom muitos pensam que só é médium quem vê o futuro (precognição) ou passado (retrocognição), ou xenoglossia (falar "em línguas"),... mostrar mais
    Veja alguns que encontrei: 1) Como proceder em uma sessão espírita: 1 Co cap. 14 (profeta=médium, sendo que mediunidade temos a psicofonia, psicometria, psicografia, de efeitos físicos, etc...não é comom muitos pensam que só é médium quem vê o futuro (precognição) ou passado (retrocognição), ou xenoglossia (falar "em línguas"), sonambulismo, clarividência, etc...).. 2) Levitação: Ezequiel (cap. 22 v.8) 3) Materialização com escrita direta: Daniel (Cap 5 v.4, 5 e 6) 4) Ectoplasma na forma de nuvem: Números (Cap 12 v.5) 5) Mediunidade (vidência) de Paulo: Atos (Cap 16 v.9) 6) Materialização (um "anjo" ou seja, um espírito amigo, benfeitor espiritual do inúmeros que auxiliaram Jesus em sua jornada): Atos (Cap 5 v.19) 7) De novo nuvem ectoplásmica: Êxodo (Cap 19 v.9) 8) Escrita mediúnica por Moisés: Êxodo (Cap 34 v.27) 9) Nuvem ectoplásmica: Êxodo (Cap 40 v.34)
    7 respostas · Religião e Espiritualidade · 7 anos atrás
  • A prece torna melhor o homem?

    "Sim, pois aquele que ora com fervor e confiança se torna mais forte contra as tentações do mal e Deus lhe envia os bons Espíritos para o ajudar. É um socorro que jamais lhe é recusado, quando pedido com sinceridade". Livro dos Espíritos, questão 660. O Diabo, para alguns, que vem enganar o homem poderia dizer isso? Que rezar é bom?... mostrar mais
    "Sim, pois aquele que ora com fervor e confiança se torna mais forte contra as tentações do mal e Deus lhe envia os bons Espíritos para o ajudar. É um socorro que jamais lhe é recusado, quando pedido com sinceridade". Livro dos Espíritos, questão 660. O Diabo, para alguns, que vem enganar o homem poderia dizer isso? Que rezar é bom? Será o diabo foi convertido?
    8 respostas · Religião e Espiritualidade · 7 anos atrás
  • Se Deus é onisciente (sabe tudo), por que devemos orar?

    Qual a importância da prece? Lembremo-nos de um exemplo prático. Se não limparmos periodicamente o nosso quintal, a sujeira se acumula, o mato cresce, e há a proliferação de bichos. No campo espiritual, se não limparmos o nosso psiquismo, os espíritos luminosos se afastam(mesmo que temporariamente), as trevas tomam conta favorecendo a ação de... mostrar mais
    Qual a importância da prece? Lembremo-nos de um exemplo prático. Se não limparmos periodicamente o nosso quintal, a sujeira se acumula, o mato cresce, e há a proliferação de bichos. No campo espiritual, se não limparmos o nosso psiquismo, os espíritos luminosos se afastam(mesmo que temporariamente), as trevas tomam conta favorecendo a ação de espíritos endurecidos. Deus atende àqueles que oram com fé e fervor? Deus envia-lhes sempre bons Espíritos para os auxiliarem. Não existem fórmulas especiais de orações. A bondade de Deus não está voltada para as fórmulas e o número de palavras, mas sim para as intenções de quem ora. O que dizer das orações repetidas inúmeras vezes? As intermináveis ladainhas e “PAI NOSSOS”, repetidos algumas vezes, as rezas pronunciadas com os lábios apenas, que o coração não sente e a inteligência não compreende, não têm valor perante Deus. Jesus disse: “Não vos assemelheis aos hipócritas que pensam que pelo muito falar serão ouvidos” (Mateus C6:V7). O essencial é orar bem e não muito. Por que existe então, mesmo no espiritismo, orações ditadas por espíritos e publicadas em livros? Para ensinar aos homens a raciocinar quando se dirigem a Deus e fazê-lo não só por meio de palavras, como também pelo sentimento e com inteligência. Estas orações não constituem rituais, uma vez que, no espiritismo não existem rituais de nenhuma espécie, nem formalismo. Por quem devemos orar? Primeiramente por nós mesmos, por nossos parentes, pelos nossos amigos e inimigos, deste e do outro mundo; devemos orar pelos que sofrem e por aqueles por quem ninguém ora. O que pedir? Em Mateus C26:V39, há a passagem amarga do Cristo, que antecedia as suas dores supremas no calvário , onde Ele nos diz: “ Pai, se quiserdes, afasta de mim este cálice, mas acima de tudo faça-se a Tua vontade e não a minha”. Demonstrava-nos o Mestre que as Leis Naturais são sábias e justas e que são aplicadas indistintamente. Assim, não peçamos “milagres ou prodígios”, mas tão somente forças para suportar aquilo que não está ao nosso alcance mudar, paciência, resignação, fé e coragem. http://www.espirito.org.br/portal/palest...
    21 respostas · Religião e Espiritualidade · 7 anos atrás
  • Péssima notícia para alguns: o Reino de Deus está em nós...?

    Vejam em Lucas 17: 20. E, interrogado pelos fariseus sobre quando havia de vir o reino de Deus, respondeu-lhes, e disse: O reino de Deus não vem com aparência exterior. 21. Nem dirão: Ei-lo aqui, ou: Ei-lo ali; porque eis que o reino de Deus está entre vós. Se quiserem continuar contribuindo com o dízimo, que seja, pois a igreja, centro... mostrar mais
    Vejam em Lucas 17: 20. E, interrogado pelos fariseus sobre quando havia de vir o reino de Deus, respondeu-lhes, e disse: O reino de Deus não vem com aparência exterior. 21. Nem dirão: Ei-lo aqui, ou: Ei-lo ali; porque eis que o reino de Deus está entre vós. Se quiserem continuar contribuindo com o dízimo, que seja, pois a igreja, centro espírita, templo, etc...deve funcionar. Mas não pensem que pagando 10% terão lugar cativo no céu. O próprio Jesus disse "a cada um segundo suas obras": Romanos Cap 2: "Mas, segundo a tua dureza e teu coração impenitente, entesouras ira para ti no dia da ira e da manifestação do juízo de Deus; O qual recompensará cada um segundo as suas obras..."
    15 respostas · Religião e Espiritualidade · 7 anos atrás
  • A Bíblia é um livro mediúnico, vc sabia? Veja esses exemplos e explique se não são fenômenos mediúnicos...?

    1) Como proceder em uma sessão espírita: 1 Co cap. 14 (profeta=médium, sendo que mediunidade temos a psicofonia, psicometria, psicografia, de efeitos físicos, etc...não é comom muitos pensam que só é médium quem vê o futuro (precognição) ou passado (retrocognição), ou xenoglossia (falar "em línguas"), sonambulismo, clarividência,... mostrar mais
    1) Como proceder em uma sessão espírita: 1 Co cap. 14 (profeta=médium, sendo que mediunidade temos a psicofonia, psicometria, psicografia, de efeitos físicos, etc...não é comom muitos pensam que só é médium quem vê o futuro (precognição) ou passado (retrocognição), ou xenoglossia (falar "em línguas"), sonambulismo, clarividência, etc...).. 2) Levitação: Ezequiel (cap. 22 v.8) 3) Materialização com escrita direta: Daniel (Cap 5 v.4, 5 e 6) 4) Ectoplasma na forma de nuvem: Números (Cap 12 v.5) 5) Mediunidade (vidência) de Paulo: Atos (Cap 16 v.9) 6) Materialização (um "anjo" ou seja, um espírito amigo, benfeitor espiritual do inúmeros que auxiliaram Jesus em sua jornada): Atos (Cap 5 v.19) 7) De novo nuvem ectoplásmica: Êxodo (Cap 19 v.9) 8) Escrita mediúnica por Moisés: Êxodo (Cap 34 v.27) 9) Nuvem ectoplásmica: Êxodo (Cap 40 v.34) Para quem não tiver preconceito, e tiver olhos de ver e ouvidos de ouvir...o que serão essas coisas? Milagres? Fatos naturais? Demo?
    8 respostas · Religião e Espiritualidade · 7 anos atrás
  • A quem acredita na ressurreição do corpo físico...?

    O que dizer dessas passagens: Jó (7;9): "Assim como a nuvem se desfaz e passa, assim aquele que desce à sepultura nunca tornará a subir." 1 Coríntios (15;50): "E agora digo isto, irmãos: que a carne e o sangue não podem herdar o reino de Deus, nem a corrupção herdar a incorrupção."
    O que dizer dessas passagens: Jó (7;9): "Assim como a nuvem se desfaz e passa, assim aquele que desce à sepultura nunca tornará a subir." 1 Coríntios (15;50): "E agora digo isto, irmãos: que a carne e o sangue não podem herdar o reino de Deus, nem a corrupção herdar a incorrupção."
    4 respostas · Religião e Espiritualidade · 7 anos atrás
  • Homens ou anjos??????

    Quem já teve a oportunidade de ler a Bíblia, pelo menos uma vez, percebe que ela está recheada de narrativas com aparições de anjos. Na ocasião da ressurreição de Jesus algumas delas nos dão conta do aparecimento, junto ao sepulcro, de “anjos vestidos de branco” (Jo 20,12; Mt 28,2), enquanto que outras nos dizem ser “homens vestidos de branco” (Lc... mostrar mais
    Quem já teve a oportunidade de ler a Bíblia, pelo menos uma vez, percebe que ela está recheada de narrativas com aparições de anjos. Na ocasião da ressurreição de Jesus algumas delas nos dão conta do aparecimento, junto ao sepulcro, de “anjos vestidos de branco” (Jo 20,12; Mt 28,2), enquanto que outras nos dizem ser “homens vestidos de branco” (Lc 24,4; Mc 16,5). Demonstrando que anjos, na verdade, são espíritos humanos de pessoas desencarnadas. Até mesmo os nomes dos anjos são nomes dados a seres humanos: Gabriel, Rafael, Miguel, etc. Vejamos se isso é coerente. Nesse tempo, o rei Herodes começou a perseguir alguns membros da Igreja, e mandou matar à espada Tiago, irmão de João. Vendo que isso agradava aos judeus, decidiu prender também Pedro. Eram os dias da festa dos pães sem fermento. Depois de o prender, colocou-o na prisão e o confiou à guarda de quatro grupos de quatro soldados cada um. Herodes tinha a intenção de apresentar Pedro ao povo logo depois da festa da Páscoa. Pedro estava vigiado na prisão, mas a oração fervorosa da Igreja subia continuamente até Deus, intercedendo em favor dele. Herodes estava para apresentar Pedro. Nessa mesma noite, Pedro dormia entre dois soldados. Estava preso com duas correntes, e os guardas vigiavam a porta da prisão. De repente, apareceu o anjo do Senhor, e a cela ficou toda iluminada. O anjo tocou o ombro de Pedro, o acordou, e lhe disse: "Levante-se depressa." As correntes caíram das mãos de Pedro. E o anjo continuou: "Aperte o cinto e calce as sandálias." Pedro obedeceu, e o anjo lhe disse: "Ponha a capa e venha comigo." Pedro acompanhou o anjo, sem saber se era mesmo realidade o que o anjo estava fazendo, pois achava que tudo isso era uma visão. Depois de passarem pela primeira e segunda guarda, chegaram ao portão de ferro que dava para a cidade. O portão se abriu sozinho. Eles saíram, entraram numa rua, e logo depois o anjo o deixou. Então Pedro caiu em si e disse: "Agora sei que o Senhor de fato enviou o seu anjo para me libertar do poder de Herodes e de tudo o que o povo judeu queria me fazer." Pedro então refletiu e foi para a casa de Maria, mãe de João, também chamado Marcos, onde muitos se haviam reunido para rezar. Bateu à porta, e uma empregada, chamada Rosa, foi abrir. A empregada reconheceu a voz de Pedro, mas sua alegria foi tanta que, em vez de abrir a porta, entrou correndo para contar que Pedro estava ali, junto à porta. Os presentes disseram: "Você está ficando louca!" Mas ela insistia. Eles disseram: "Então deve ser o seu anjo!" Pedro, entretanto, continuava a bater. Por fim, eles abriram a porta: era Pedro mesmo. E eles ficaram sem palavras. (At 12,1-16). Com a prisão de Pedro, por Herodes, todos já esperavam que aconteceria com ele o mesmo destino de Tiago, seria morto. Mas um anjo o solta. Ele se dirige à casa onde os outros estavam reunidos, bate à porta. Rosa, que atende a porta, reconhece a voz de Pedro, espavorida corre para dentro a fim de contar aos outros. Entretanto, como supunham que Pedro havia morrido disseram a ela: “Então deve ser o seu anjo”. Isso vem dizer exatamente o que estamos querendo concluir, que anjo, na verdade, é um espírito de um ser humano que morreu, o que não contradiz a narrativa, antes ao contrário, lhe é extremamente coerente. http://www.espirito.org.br/portal/artigo...
    3 respostas · Religião e Espiritualidade · 7 anos atrás
  • Consulta aos mortos ocorria na Bíblia sim...?

    “Consulte as gerações passadas e observe a experiência de nossos antepassados. Nós nascemos ontem e não sabemos nada. Nossos dias são como sombra no chão. Os nossos antepassados, no entanto, vão instruí-lo e falar a você com palavras tiradas da experiência deles”. (Jó 8,8-10). Considerando que à época não se tinha muita coisa escrita, e se... mostrar mais
    “Consulte as gerações passadas e observe a experiência de nossos antepassados. Nós nascemos ontem e não sabemos nada. Nossos dias são como sombra no chão. Os nossos antepassados, no entanto, vão instruí-lo e falar a você com palavras tiradas da experiência deles”. (Jó 8,8-10). Considerando que à época não se tinha muita coisa escrita, e se tivesse talvez pouco adiantaria, pois poucos sabiam ler, só poderemos entender essa passagem como sendo uma consulta direta às gerações passadas. O que em bom Português significa que isso ocorria através da consulta aos seus deuses, em outras palavras, aos espíritos dos antepassados, que pessoalmente viam transmitir suas experiências. É notável que exatamente isso que está ocorrendo nos dias de hoje com os Espíritos, que, mesmo sem que tenham sido evocados para serem consultados, vêm livremente, com a permissão de Deus, é claro, nos passar as suas experiências pessoais, para que possamos aprender com elas, de modo que podemos evitar erros já cometidos por ignorância das leis divinas. Uma coisa nós podemos considerar. Se ocorriam manifestações naquela época, por que não as aconteceria nos dias de hoje? http://www.espirito.org.br/portal/artigo...
    6 respostas · Religião e Espiritualidade · 7 anos atrás
  • Por que Moisés proibiu a comunicação com os mortos?

    Uma amiga disse na resposta a uma de minhas perguntas: "Muitas pessoas citam o exemplo do Rei Saul (1 Samuel 28) para justificar a necromancia. Um estudo deste capítulo e da história subseqüente (no fim do livro) mostra que Saul desobedeceu frontalmente a lei de Deus. A revelação que lhe foi feita não o ajudou a ter melhor sorte, mas... mostrar mais
    Uma amiga disse na resposta a uma de minhas perguntas: "Muitas pessoas citam o exemplo do Rei Saul (1 Samuel 28) para justificar a necromancia. Um estudo deste capítulo e da história subseqüente (no fim do livro) mostra que Saul desobedeceu frontalmente a lei de Deus. A revelação que lhe foi feita não o ajudou a ter melhor sorte, mas mostrou-lhe que ele morreria no dia seguinte, devido aos seus pecados contra Deus." Mas posso tomar a liberdade de dizer que, nessa passagem, vemos o PORQUE Moisés proibiu a comunicação (afinal, temos que saber porque tal coisa pode ou não pode, senão seríamos como crianças onde os pais dizem: não pode mexer nisso...mas as crianças nem sabem porquê, obedecem por medo). Bom, a atitude de Saul, de se curvar em prostração (veneração), nos diz que o povo hebreu idolatrava os mortos. Achavam que a pessoa morreu, virou um Deus. Tanto que algumas Bíblias colocam "vejo um DEUS subindo da terra...". E as consultas eram as mais ridículas, como o episódio das jumentas de Cis, em que Saul, seu filho, procura um vidente, para que ele dissesse onde poderiam encontrá-las. Como Moisés queria a figura de um Deus único, proibiu a comunicação banalizada do jeito que estava, mas não proibiu todas. Tanto que na passagem em que Moisés até elogia 2 pessoas que profetizam (Nm 11, 24-30). Alguns deturpam-na dizendo que eles profetizavam com o Espírito Santo, mas na Bíblia diz Espírito, não tem a palavra santo, ou seja, eles profetizavam (eram médiuns) e Moisés não os condenou; ele condenava o motivo por que eram evocados os mortos, e condenava a idéia de achar que cada pessoa morta era um Deus. Além disso, João até nos diz como nos comportar quando entrarmos em contato com espíritos: “Amados, não acrediteis em qualquer espírito, mas examinai os espíritos para ver se são de Deus,...” (1 Jo 4, 1). Será que ele, um dos discípulos, estava com o demo? Aliás, é puro "achismo" da amiga dizer que Samuel morreu porque se comunicou com os mortos. Por que a mulher e os 2 homens que estavam com ele, ou seja, cúmplices, nada sofreram? Será que era o demo disfarçado de Samuel? No monte Tabor Jesus conversou com Elias e Moisés, já mortos. Ele desobedeceu ao Pai? Jesus foi enganado por demônios? A amiga disse que está escrito que Saul morreu por não cumprir a Lei de Deus. É verdade, mas a Lei de Deus não cumprida era Saul não ter guerreado com Amaleque e não tem nada a ver com o fato de ter falado com Samuel. Veja o versículo 18: "Como tu não deste ouvidos à voz do SENHOR, e não executaste o fervor da sua ira contra Amaleque, por isso o SENHOR te fez hoje isto." Ou seja, o Deus vingativo da Bíblia diz que Saul não atacou Amaleque, e por isso, morreria, que aliás também revela-se uma MENTIRA, POIS Saul se matou com sua espada, a fim de não ser torturado pelos filisteus (veja v.4 em 1 Samuel 31). Por causa dessas deturpações a Bíblia está do jeito atual...
    12 respostas · Religião e Espiritualidade · 7 anos atrás
  • A quem diz ser o espiritismo uma doutrina satânica...?

    ...vcs já viram algum diabo se materializar? Ou alguma mensagem mediúnica com cunho de matar, fazer mal ao próximo, ou coisa do tipo? Só vejo mensagens de caridade, amor ao próximo, seguir o exemplo de Jesus, nos melhorarmos, orar e vigiar...será que o espiritismo converteu o demo? Ou será que o preconceito faz com que essas pessoas digam que é o... mostrar mais
    ...vcs já viram algum diabo se materializar? Ou alguma mensagem mediúnica com cunho de matar, fazer mal ao próximo, ou coisa do tipo? Só vejo mensagens de caridade, amor ao próximo, seguir o exemplo de Jesus, nos melhorarmos, orar e vigiar...será que o espiritismo converteu o demo? Ou será que o preconceito faz com que essas pessoas digam que é o satã? E pior: será que algum deles sequer TOCOU em algum livro espírita? (ler seria demais né)
    12 respostas · Religião e Espiritualidade · 7 anos atrás
  • Em algum lugar da Bíblia fala...?

    ...que, em lugar de espíritos desencarnados, é o demônio que fala? Não achei em nenhum...Ou é idéia de umas interpretações fraudulentas dela?
    ...que, em lugar de espíritos desencarnados, é o demônio que fala? Não achei em nenhum...Ou é idéia de umas interpretações fraudulentas dela?
    7 respostas · Religião e Espiritualidade · 7 anos atrás
  • Àqueles que dizem que a Bíblia (ou Deus) proíbe a comunicação com os mortos...?

    Vejam a passagem em que Moisés até elogia 2 pessoas que profetizam (Nm 11, 24-30): "Moisés saiu e disse ao povo as palavras de Iahweh. Em seguida reuniu setenta anciãos dentre o povo e os colocou ao redor da Tenda. Iahweh desceu na Nuvem. Falou-lhe e tomou do Espírito que repousava sobre ele e o colocou nos setenta anciãos. Quando o Espírito... mostrar mais
    Vejam a passagem em que Moisés até elogia 2 pessoas que profetizam (Nm 11, 24-30): "Moisés saiu e disse ao povo as palavras de Iahweh. Em seguida reuniu setenta anciãos dentre o povo e os colocou ao redor da Tenda. Iahweh desceu na Nuvem. Falou-lhe e tomou do Espírito que repousava sobre ele e o colocou nos setenta anciãos. Quando o Espírito repousou sobre eles, profetizaram; porém, nunca mais o fizeram. Dois homens haviam permanecido no acampamento: um deles se chamava Eldad e o outro Medad. O Espírito repousou sobre eles; ainda que não tivessem vindo à Tenda, estavam entre os inscritos. Puseram-se a profetizar no acampamento. Um jovem correu e foi anunciar a Moisés: “Eis que Eldad e Medad”, disse ele, “estão profetizando no acampamento”. Josué, filho de Nun, que desde a sua infância servia a Moisés, tomou a palavra e disse: “Moisés, meu senhor, proíbe-os!” Respondeu-lhe Moisés: “Estás ciumento por minha causa? Oxalá todo o povo de Iahweh fosse profeta, dando-lhe Iahweh o seu Espírito!” A seguir Moisés voltou ao acampamento e com ele os anciãos de Israel." Fica claro, então, que pelo menos duas pessoas faziam dignamente o uso da faculdade mediúnica (profeta), daí Moisés até desejar que todos fizessem como eles.
    9 respostas · Religião e Espiritualidade · 7 anos atrás
  • Perseguição a um Justo?

    Uma companheira (Carla Passionate Love), disse em resposta a uma pergunta minha que Chico teria participado de algumas farsas ("...bem intencionado apesar dele ter participado de certas situações que ao meu ver foram farsas do tipo gritante..."). Desconheço isso. O que vi na internet é o que vou colocar abaixo. Se ela quiser aproveitar... mostrar mais
    Uma companheira (Carla Passionate Love), disse em resposta a uma pergunta minha que Chico teria participado de algumas farsas ("...bem intencionado apesar dele ter participado de certas situações que ao meu ver foram farsas do tipo gritante..."). Desconheço isso. O que vi na internet é o que vou colocar abaixo. Se ela quiser aproveitar esta nova pergunta e colocar uma fonte que sustente sua tese, seja bem-vinda. Na reunião de Janeiro da Irmandade das Estrelas comentei sobre uma reportagem constrangedora de que foi vítima Chico Xavier, lá pelos idos de 1944. Dois reporteres, com truculência, invadiram sua casa, forjaram fotografias, fizeram perguntas capciosas e posterioremente, publicaram na Revista "O Cruzeiro", uma matéria mentirosa que difamava o médium e o prejudicava consideravelmente num processo que corria contra ele e a Federeção Espírita. Aqui estão os fatos ocorridos e o que declarou David Nasser, o reporter que participou desta farsa, no fim de sua vida. Em 2002, enquanto o Brasil comemorava o pentacampeonato mundial de futebol, Chico Xavier deixou este mundo. Mineiro de Pedro Leopoldo, filho de João Cândido Xavier e de Maria João de Deus, deixou mais de 400 obras psicografadas e 25 milhões de exemplares vendidos, em mais de 70 anos de atividade. Um dos mais polêmicos momentos da vida de Chico aconteceu em 1944. A viúva e os três filhos do escritor Humberto de Campos moveram um ação contra ele. Como titulares dos direitos autorais, queriam explicações sobre as cinco obras “ditadas por Humberto Campos a Chico Xavier” sem que eles recebessem nada por isso. Se a Justiça negasse a autenticidade da obra, Chico estaria sujeito a pagar indenização por perdas e danos e poderia ser preso por falsidade ideológica. Se reconhece as obras como de Humberto de Campos, estaria atestando a existência de vida após a morte. A imprensa alimentou o caso e a dupla mais famosa do jornalismo brasileiro foi até Pedro Leopoldo entrevistar Chico Xavier. Percebendo que não seriam atendidos, David Nasser e Jean Manzon, de O Cruzeiro, disseram ser jornalistas estrangeiros para conseguir a matéria. Se os espíritos existissem, avisariam Chico da farsa. Ao final do encontro, Chico autografou alguns livros com os quais presenteou os repórteres. Feito o serviço, trataram de sair logo da cidade. A matéria tomou 10 páginas da edição de 12 de agosto de 1944. Chico ficou apavorado. Aquilo poderia prejudicá-lo ainda mais. Trinta anos depois, em uma entrevista ao jornal carioca O Dia, David Nasser definiria Chico Xavier como “o maior remorso da minha vida”. Ele contou que dois dias depois do encontro, enquanto escrevia a matéria, já de madrugada, Jean Manzon ligou para ele: - David, você trouxe aquele livro que o homem nos ofereceu? - Claro que sim. - Pois bem, abra-o na primeira página e leia a dedicatória. O jornalista correu para o livro e leu: “Ao irmão David Nasser, oferece Emmanuel”. Segundo Nasser, ele, Manzon e o motorista fizeram um pacto de silêncio sobre o episódio e a matéria foi publicada sem que a dedicatória do guia espiritual de Chico Xavier fosse mencionada. Fonte: http://www.imagick.org.br/zbolemail/Bo08...
    5 respostas · Religião e Espiritualidade · 7 anos atrás
  • Será que Lúcifer, Satanás e Demônio são a mesma coisa? E se o que nós julgamos ser o opositor do...?

    ...Cristianismo seja apenas um equívoco da interpretação dos grandes líderes religiosos? Pois bem! Vamos estudar o significado de cada nomenclatura, quando foi criada, por quem foi criada e porque foi criada. Lúcifer: representa a estrela da manhã (a estrela matutina), a estrela d'alva, o planeta Vênus. Do latim Lux fero que significa “o... mostrar mais
    ...Cristianismo seja apenas um equívoco da interpretação dos grandes líderes religiosos? Pois bem! Vamos estudar o significado de cada nomenclatura, quando foi criada, por quem foi criada e porque foi criada. Lúcifer: representa a estrela da manhã (a estrela matutina), a estrela d'alva, o planeta Vênus. Do latim Lux fero que significa “o portador da luz”. A nomenclatura “Lúcifer” aparece no Cristianismo quando acontece a Vulgata Latina em 382 d.C. quando o Papa Dâmaso pediu a Jerônimo (hoje conhecido como São Jerônimo devido a sua canonização pela Igreja Católica) que fizesse a tradução dos textos bíblicos para o latim que era o idioma oficial dos romanos, pois na época esses escritos estavam nos idiomas hebraico (alguns também no dialeto aramaico) e em grego. Como a Igreja Romana era a capital cristã então se fazia necessário ter os escritos sagrados em seu idioma para passar a mensagem evangélica aos novos fiéis (os romanos). Ocorreu que São Jerônimo em sua tradução tendenciosa deu o título de portador da luz (Lúcifer) a um suposto anjo que segundo a tradição católica havia se rebelado contra Deus. Utilizando-se de passagens como Isaías 14:4-15 ao falar da estrela da manhã, sendo que o autor desse livro se referia ao rei da babilônia Nabucodonosor (e não a um anjo caído) no qual escravizara o povo judeu que era o povo escolhido de Deus. Allan Kardec no livro O céu e o Inferno nos explica que um ser que é portador da luz não pode estar em trevas, pois a luz é a união de todas as virtudes; visto que o ódio, a vaidade e o orgulho são sentimentos primitivos o que não compete a um ser celeste. O verdadeiro portador da luz é Jesus Cristo, pois Ele é Lúcifer como diz na passagem bíblica de Apocalipse 22:16. Satanás ou Satã: significa adversário/opositor em hebraico (idioma judaico). Portanto todo aquele que é contrário a uma ideologia/pensamento é um satanás. Encontramos essa terminologia tanto no Antigo Testamento (livro dos judeus) quanto no Novo Testamento (livro dos cristãos), porém tanto para os judeus quanto aos cristãos (nesse caso os cristãos que viveram na época de Jesus) o termo satanás jamais foi empregado a um ser espiritual e sim a seus perseguidores começando pelos judeus que sempre foram escravizados (pelos egípcios, persas, romanos, etc) e também os primeiros cristãos que foram perseguidos por Roma. Essa expressão (satanás) era tão comum para os judeus que até Jesus a utilizou quando Pedro tentou impedi-lo de cumprir sua missão (essa passagem nós vemos em Mateus 16:21-23). Em momento algum Pedro estava possuído por um Espírito do mal e sim estava indo contra a ideia de Jesus, por essa razão é que ele foi chamado por Jesus de satanás. Demônio: Do grego Daemon que significa Espírito/Divindade. Essa nomenclatura é usada pelos gregos para denominar qualquer ser de origem espiritual independente se ele for bom ou mau. Na Bíblia nós encontramos essa terminologia somente no Novo Testamento; e por que? Simples! Na Palestina (terra de Jesus e de todos os personagens bíblicos) era igual o que é hoje o Brasil, pois lá existiam pessoas vindas de diversos países e entre eles os gregos. Como os primeiros cristãos ao contrário dos judeus, pregavam que todas as raças, nações e tribos são filhos de Deus (vide a passagem de Romanos 3:29-30), muitos gregos convertidos ao Cristianismo começaram a escrever os Evangelhos para transmitir aos outros povos (por isso que quando foi feita a vulgata muitos escritos estavam em grego). Então é por isso que encontramos nas escrituras que Jesus expulsava demônios (Espíritos), embora devido à vulgata, a Igreja Romana pelas mãos de São Jerônimo tenha se referido aos daemons somente como Espíritos do mau, a verdade é que essa nomenclatura é para qualquer ser de origem espiritual. Inclusive se nós verificarmos a passagem de João 4:24 onde Jesus diz que Deus é Espírito, no grego fica como Deus sendo um “demônio” visto que Ele é um ser de origem espiritual/divina. Fonte: http://bibliaaluzdoespiritismo.blogspot....
    2 respostas · Religião e Espiritualidade · 7 anos atrás
  • Há muitos Nicodemos por aí?

    Este Evangelho prega o encontro de Jesus com Nicodemos: ou por outra, a visita que Nicodemos fez ao nazareno, à noite. Vamos estudá-lo em sua simplicidade edificante e procuremos compreendê-lo, porque do seu conhecimento nos vem uma soma considerável de luzes e verdades. Diz o trecho que: "Havia um homem dentre os fariseus, chamado... mostrar mais
    Este Evangelho prega o encontro de Jesus com Nicodemos: ou por outra, a visita que Nicodemos fez ao nazareno, à noite. Vamos estudá-lo em sua simplicidade edificante e procuremos compreendê-lo, porque do seu conhecimento nos vem uma soma considerável de luzes e verdades. Diz o trecho que: "Havia um homem dentre os fariseus, chamado Nicodemos, principal entre os judeus e este foi ter, à noite, com Jesus". Os fariseus eram, como foi descrito no capítulo, "Fermento dos Fariseus e Saduceus", um grupo muito grande de indivíduos, que formavam uma religião, como atualmente é grande o número se pessoas que compõem a religião de Roma. Entretanto, quanto à pessoa deste chefe do farisaísmo, não era um homem mau, ao contrário, dentre todos os sacerdotes dessa religião, dois salienta o Evangelho que se mostravam tolerantes para com a palavra de Jesus Cristo. Um era Gamaliel, que foi mestre de Paulo, antes que este apóstolo se tornasse cristão; e o outro foi Nicodemos. Mas vós sabeis que o orgulho, o respeito humano e o preconceito constituem embaraços muito grandes para a nossa espiritualização, para nos aproximarmos de Jesus. Nicodemos era, pois, um homem bom, e, por esse motivo, desejava imensamente encontrar-se com Jesus, para conversar com o Mestre sobre assunto religioso, porque tivera notícias das pregações do nazareno e das curas que ele fazia. Mas como era rico, principal entre os judeus, era "mestre da religião farisaica" e não queria que o povo e os outros sacerdotes da sua seita soubessem dos seus desejos mais íntimos; e para que tudo ficasse escondido, em reserva, resolveu procurar Jesus à noite, porque assim ninguém ficaria sabendo da visita. Por isso diz o evangelista João: Nicodemos foi ter com Jesus à noite. Em chegando à casa onde o Mestre estava hospedado, que era na cidade de Jerusalém, por ocasião de uma festa de Páscoa, que os judeus celebravam, o "principal fariseu" entabulou conversação com Jesus dizendo-lhe: "Rabi, sabemos que és Mestre, vindo da parte de Deus, pois ninguém pode fazer estes milagres que fazes, se Deus não estiver com ele". Por esta saudação, vós podeis perfeitamente compreender que Nicodemos não era um descrente, ou inimigo de Jesus; ao contrário, era um crente nos milagres operados por Jesus, que consistiam, quase que totalmente em curas de enfermos diversos. Quanto, pois, a essa parte que se relaciona com os fatos produzidos pelo nazareno, Nicodemos neles acreditava, portanto em desacordo com os demais sacerdotes da sua "religião", enquanto estes diziam que Jesus agia sob a influência do diabo, Nicodemos cria piamente que a influência que assistia o nazareno era divina; tanto assim que ele diz: Ninguém pode fazer estes milagres que tu fazes, se Deus não estiver com ele. O que faltava pois a Nicodemos para se tornar cristão, para seguir a Jesus? Desde que ele acreditava nos fatos, nos fenômenos, como os chamamos hoje; desde que achava que esses fatos eram autorizados por Deus, não os atribuindo à origem diabólica, por que não se apresentou logo como um dos discípulos do nazareno? Isto quer dizer que não basta crer nos milagres, nos fatos, nas curas que assinalam, por certa forma, o Cristianismo, para sermos cristãos. Precisamos também crer na palavra, na doutrina que Jesus pregava. Em nosso tempo, como vemos, a maioria do povo também crê nos fenômenos, nas curas, e muitos são os que pedem remédios para a cura de suas enfermidades; são milhares os Nicodemos que, às ocultas, desejam conversar sobre Espíritos, sobre as almas, e que procuram saber a razão das causas que os determinam, mas, também como Nicodemos, continuam filiados às suas religiões, que amaldiçoam a legítima doutrina de Jesus, hoje, como os fariseus amaldiçoavam a mesma doutrina, ontem. Não basta crer nos fatos; é preciso compreendê-los depois de os haver estudado. Fonte: http://www.comunidadeespirita.com.br/JES...
    6 respostas · Religião e Espiritualidade · 7 anos atrás
  • Esses trecho da Bíblia não colocam em "xeque" a idéia de que serão punidos com fogo eterno os "pecadores"?

    Jesus ensinou que devemos amar aqueles que nos perseguem e caluniam, e disse que é necessário que o escândalo venha, mais ai daquele por quem vem o escândalo. Disse também "Qual de vós outros é o homem que tem cem ovelhas e, se perde uma delas, não deixa as noventa e nove, e vai buscar a que se havia perdido, até que a ache? E que, depois de a... mostrar mais
    Jesus ensinou que devemos amar aqueles que nos perseguem e caluniam, e disse que é necessário que o escândalo venha, mais ai daquele por quem vem o escândalo. Disse também "Qual de vós outros é o homem que tem cem ovelhas e, se perde uma delas, não deixa as noventa e nove, e vai buscar a que se havia perdido, até que a ache? E que, depois de a achar, não a põe sobre seus ombros, cheio de gosto, e, vindo a casa, chama os seus amigos e viziinhos, dizendo-Ihes: Congratulai-vos comigo, porque achei a minha ovelha, que se havia perdido? Digo-vos que assim haverá maior júbilo no céu sobre um pecador que fizer penitência, que sobre noventa e nove justos que não hão mister de penitência."
    11 respostas · Religião e Espiritualidade · 7 anos atrás