• Dúvida: Vida x Vida Eterna?

    As religiões em geral falam de uma "missão" ou "obrigações" que o ser humano tem nesta vida para, no futuro, alcançar uma vida eterna. O tema varia um pouco nos "métodos", mas não no "objetivo": católicos, evangélicos, judeus e muçulmanos dizem que você tem que seguir diversas regras dadas por deus e ter fé,... mostrar mais
    As religiões em geral falam de uma "missão" ou "obrigações" que o ser humano tem nesta vida para, no futuro, alcançar uma vida eterna. O tema varia um pouco nos "métodos", mas não no "objetivo": católicos, evangélicos, judeus e muçulmanos dizem que você tem que seguir diversas regras dadas por deus e ter fé, que você terá a vida eterna. Espíritas, hindús e budistas dizem que você tem que renascer várias vezes para evoluir até chegar em um ponto em que não mais precisará reencarnar, e viverá eternamente como espírito. Ou seja, a vida atual nada mais é que um meio para se atingir o objetivo da/na "outra vida". Existe uma "missão" ou "aprendizado" a se conseguir aqui, e este seria o "sentido da vida". Pensando nisso, fico com algumas dúvidas: e qual é o objetivo desta "outra vida" ou "vida eterna"? Se é esta "missão"/"aprendizado" que dá sentido a esta vida, o que daria sentido à "outra vida"? Não tem, o sentido dela está nela própria, em viver esta "outra vida"? Se é assim, então por que o sentido DESTA VIDA não pode ser simplesmente o de vivê-la? Por que transferir para "outra vida" o "viver a vida", e não fazer isto nesta? Por que precisa existir uma "outra vida" para dar sentido a esta, se esta "outra vida" não precisa disto para ter sentido? Agradeço desde já todos os que quiserem pensar nestas dúvidas comigo ou, quem sabe, esclarecê-las.
    17 respostas · Religião e Espiritualidade · 7 anos atrás
  • Qual é a sua opinião?

    Situação: Cidade do interior, a maioria da população têm poucos recursos, o que faz com que tenham pouquíssimo ou nenhum acesso à educação. Na cidade há um fazendeiro rico, dono de todos os terrenos da cidade. Todos moram nas terras do fazendeiro, todos comem da comida produzida por suas fazendas, todos bebem dos riachos que correm nas suas terras.... mostrar mais
    Situação: Cidade do interior, a maioria da população têm poucos recursos, o que faz com que tenham pouquíssimo ou nenhum acesso à educação. Na cidade há um fazendeiro rico, dono de todos os terrenos da cidade. Todos moram nas terras do fazendeiro, todos comem da comida produzida por suas fazendas, todos bebem dos riachos que correm nas suas terras. Em troca, o fazendeiro manda que todos vivam de acordo com suas leis, e que todos o obedeçam e que nunca o contestem. Um dia o fazendeiro baixa uma lei regulamentando o sexo em suas terras: o que era permitido fazer, quem podia fazer com quem, um verdadeiro manual. Um casal de namorados discorda do fazendeiro, e resolve continuar fazendo sexo sem seguir o manual. O fazendeiro descobre e, sendo também o juiz na cidade (cargo conseguido pelo seu poder) condena ambos a serem torturados pelo resto da vida sentindo dores excruciantes, com posterior morte violenta. O fazendeiro declara que a decisão é o exemplo máximo de justiça. Pergunta: Você concorda com a decisão? Você concorda que esta é um exemplo máximo de justiça?
    7 respostas · Religião e Espiritualidade · 7 anos atrás
  • Opiniões de todas as crenças são bem vindas?

    Bom, peço licença para contar um fato pessoal: Acabo de voltar do enterro de uma parente minha. Ela tinha 43 anos, mas idade mental de 7, por um problema congênito em seu cérebro. Sempre foi uma pessoa extremamente pura, por natureza e também por conta de seu problema. Nunca fez mal a ninguém, não permitia que as pessoas brigassem ou fizessem mal... mostrar mais
    Bom, peço licença para contar um fato pessoal: Acabo de voltar do enterro de uma parente minha. Ela tinha 43 anos, mas idade mental de 7, por um problema congênito em seu cérebro. Sempre foi uma pessoa extremamente pura, por natureza e também por conta de seu problema. Nunca fez mal a ninguém, não permitia que as pessoas brigassem ou fizessem mal umas às outras na sua frente (e quando digo isso não é no sentido figurado, ela uma vez agarrou a mão de um assaltante que queria levar a bolsa de sua irmã, e não largou até o mesmo soltar a bolsa), estava sempre querendo ver todo mundo feliz, estava sempre sorrindo... Enfim, era uma eterna criança, mas ao mesmo tempo com uma coragem e uma força de vontade de um adulto. Há quatro anos atrás, mais ou menos, foi detectado um câncer em seu útero. Após passar por um tratamento doloroso, que culminou com a retirada do útero, ela aparentemente se curou. Só aparentemente. De lá para cá, ela sofreu já com 3 voltas do câncer (metástase) em diversos lugares do corpo, passou por várias cirurgias, diversas sessões de rádio e quimioterapia, e por fim, ontem, faleceu após seu fígado literalmente se partir ao meio. Minha pergunta é: como uma situação destas se encaixa com "a vontade de deus", na sua opinião? Com a perfeição e a "eterna bondade"? No que o fato de ela sofrer dores terríveis, as quais ela não tinha nem capacidade mental de entender, ajuda no "plano de deus"? (espíritas, lembrem-se do fato de que ela não tinha capacidade mental para entender estas dores e, logo, de "aprender" alguma coisa com elas). Estou realmente curioso para saber como vocês vêem situações assim. Peço que quem quiser usar trechos de qualquer livro religioso explique depois de citá-los como eles interpretam estes trechos.
    29 respostas · Religião e Espiritualidade · 8 anos atrás
  • Eu nego a existência e o poder do espírito santo.?

    Segundo a Bíblia, eu acabo de cometer o pecado imperdoável, que irá me condenar ao sofrimento eterno. Agora me respondam: ao simplesmente negar uma idéia, eu me torno um ser tão horrível que mereça ser condenado à tortura eterna? Você torturaria uma pessoa, qualquer pessoa, por ela não concordar com você em alguma idéia, ou não acreditar em algo... mostrar mais
    Segundo a Bíblia, eu acabo de cometer o pecado imperdoável, que irá me condenar ao sofrimento eterno. Agora me respondam: ao simplesmente negar uma idéia, eu me torno um ser tão horrível que mereça ser condenado à tortura eterna? Você torturaria uma pessoa, qualquer pessoa, por ela não concordar com você em alguma idéia, ou não acreditar em algo que você diz? Se você é cristão, e não faria isso, então por que acha moralmente válido e certo que deus faça isso?
    27 respostas · Religião e Espiritualidade · 8 anos atrás
  • Tudo o que deus fizer é necessariamente moral?

    As religiões monoteístas acreditam que o seu deus único é perfeito em todos os sentidos, e dono absoluto da moral. Logo, por este dogma, eles acreditam que tudo o que deus faz é moral, não importa a o que ele fizer, ou que mandar fazer. Segundo a Bíblia, por exemplo, deus já mandou pais matarem filhos, já mandou cidades serem destruídas, já... mostrar mais
    As religiões monoteístas acreditam que o seu deus único é perfeito em todos os sentidos, e dono absoluto da moral. Logo, por este dogma, eles acreditam que tudo o que deus faz é moral, não importa a o que ele fizer, ou que mandar fazer. Segundo a Bíblia, por exemplo, deus já mandou pais matarem filhos, já mandou cidades serem destruídas, já mandou que tribos aniquilassem completamente outras tribos e estuprassem mulheres, já mandou que homens tomassem outros homens por escravos, etc... Tanto no Alcorão quanto na Torah, vemos ordens semelhantes. Porém. pela visão de mundo dominante na civilização moderna, todos estes atos são considerados imorais, cruéis e repreensíveis. Então, na sua opinião, a nossa visão de mundo está errada? Estes atos (escravidão, genocídio, estupro, infanticídio, etc...) são atos morais e que devem ser louvados? Se deus mandasse que um homem estuprasse uma criança, este ato se tornaria moral simplesmente porque deus mandou? Sua noção de moralidade aceita isto?
    5 respostas · Religião e Espiritualidade · 8 anos atrás
  • Você mataria por suas crenças?

    Normalmente, a primeira resposta é não, isso é coisa de fanáticos... Mas imagine a seguinte situação: você está um dia em sua casa, e de repente recebe uma mensagem do deus em que você acredita. A mensagem é "você deve matar aquela pessoa, pois ela colocará em risco o futuro espiritual da humanidade". A mensagem foi transmitida de tal... mostrar mais
    Normalmente, a primeira resposta é não, isso é coisa de fanáticos... Mas imagine a seguinte situação: você está um dia em sua casa, e de repente recebe uma mensagem do deus em que você acredita. A mensagem é "você deve matar aquela pessoa, pois ela colocará em risco o futuro espiritual da humanidade". A mensagem foi transmitida de tal forma que você tem certeza de que não é uma "enganação" das "forças do mal", você tem certeza de que foi o seu deus quem a transmitiu. Assim, você mataria a pessoa que seu deus mandou matar? Você mataria por suas crenças?
    14 respostas · Religião e Espiritualidade · 8 anos atrás
  • Sou ou não sou um bom pai (2)?

    Após expulsar meus filhos de casa (detalhes em http://br.answers.yahoo.com/question/index;_ylt=Ag_Qu_tDHh2Ydk1548KaNZjI6gt.;_ylv=3?qid=20090127083533AAlvqXx) eu fiquei um pouco preocupados com eles, afinal de contas, eles iam viver sozinhos no mundo, sem poder usufruir pessoalmente das minhas sábias ordens e castigos. Resolvi pensar um pouco... mostrar mais
    Após expulsar meus filhos de casa (detalhes em http://br.answers.yahoo.com/question/ind... eu fiquei um pouco preocupados com eles, afinal de contas, eles iam viver sozinhos no mundo, sem poder usufruir pessoalmente das minhas sábias ordens e castigos. Resolvi pensar um pouco sobre o assunto e achar uma forma de dar a eles alguma orientação (afinal, eu sou um ótimo pai). Enquanto eu pensava, os dois contrairam uma doença que os faria sofrer as piores dores pelo resto da vida, caso não fosse tratada dentro de um ano. Eu fiquei sabendo disso, e sabia exatamente os procedimentos necessários para a cura desta doença. Pensei em procurá-los pessoalmente e contar a cura, mas aí raciocinei comigo mesmo: "calma aí, não posso dar para eles tudo de mão beijada, vou dificultar as coisas um pouquinho". Então, primeiro decidi que não iria pessoalmente, enviaria uma carta. Mas ainda assim era muito fácil, então contratei 10 pessoas diferentes, e ditei uma parte da carta para cada uma. Deixei que algumas partes tivessem contradições com as outras, coloquei algumas mentiras óbvias em outras, deixei a carta o mais vaga possível, de forma que cada frase permitisse diversas interpretações, e que não ficasse claro quais partes eram para ser lidas literalmente e quais partes eram para ser lidas figurativamente, mas garanti, em um ps, que eu sabia de tudo, estava completamente certo e que a minha carta continha toda a verdade da cura e que não continha erros. Para dificultar as coisas um pouquinho mais, pedi que cada um dos 10 escritores contratados enviassem a sua parte da carta para meus filhos (pedindo que eles declarassem que fui eu quem ditei, mas sem colocar qualquer evidência de que não foram eles mesmos que escreveram sem interferência minha, e sem qualquer orientação de quais partes juntar e de como juntá-las). Depois, paguei para que instalassem câmeras na casa onde meus filhos estavam morando, para poder rir da confusão que eles fizeram ao tentar juntar a carta e seguir os procedimentos que ali estavam escritos. Até agora eles não conseguiram chegar a um consenso de qual é a ordem correta das partes, quais partes deixar de fora ou não, de como interpretar cada passagem e nem mesmo se fui realmente quem mandei a carta ou se ela realmente descreve a cura para a doença deles. E o tempo está correndo... Agora eu pergunto: eu sou ou não sou um pai maravilhoso? Existe pai melhor do que eu? Por favor, se você acha que isso é ser um bom pai, deixe os parabéns para mim, para que eu tenha ainda mais certeza de que estou fazendo um bom trabalho.
    7 respostas · Religião e Espiritualidade · 8 anos atrás
  • O medo é uma base válida para a fé?

    A grande maioria das religiões, com especial destaque para as religiões monoteístas, atribuem um grande valor para a fé em sua doutrina. Os deuses querem, e mesmo exigem, que os seres humanos acreditem em sua existência, e muitas vezes que sigam todos as suas ordens. Para quem não tem fé, fica reservado o sofrimento (nesta ou em outra vida, eterno... mostrar mais
    A grande maioria das religiões, com especial destaque para as religiões monoteístas, atribuem um grande valor para a fé em sua doutrina. Os deuses querem, e mesmo exigem, que os seres humanos acreditem em sua existência, e muitas vezes que sigam todos as suas ordens. Para quem não tem fé, fica reservado o sofrimento (nesta ou em outra vida, eterno ou temporário, mas invariavelmente, nestas religiões, quem não tem fé está destinado a sofrer). Baseados nisso, muitos adeptos/seguidores tentam "doutrinar" aqueles que não seguem sua fé, ou aqueles que tem dúvidas, com argumentos do tipo "se você não acreditar, você vai sofrer", ou "é melhor acreditar do que sofrer", ou "meu deus vai te castigar por não acreditar", deixando claro que a base de sua fé é o medo do sofrimento, e que eles acreditam que esta é a melhor forma de "incutir" a fé em outros. Aí vem a pergunta título: o medo é uma base válida para a fé? Será que alguém, ao dizer que acredita em algo por medo de que, se declarar que não acredita vá sofrer, tem realmente uma fé verdadeira, ou pelo menos uma "fé forte"? Se você vive com medo do que seu deus pode fazer, você é realmente um adepto, ou simplesmente escolhe a opção "mais fácil" por covardia?
    11 respostas · Religião e Espiritualidade · 8 anos atrás
  • Sou ou não sou um bom pai?

    Olha só, a quatro anos atrás, eu e minha esposa tivemos um casal de gêmeos (um menino e uma menina). Para criá-los bem, eu resolvi comprar uma casa linda, que tinha de tudo. Porém, eu resolvi ensinar às minhas crianças um pouco de disciplina, sendo que displina, é claro, significa que eles tem que fazer tudo o que eu mandar sem questionar. Para... mostrar mais
    Olha só, a quatro anos atrás, eu e minha esposa tivemos um casal de gêmeos (um menino e uma menina). Para criá-los bem, eu resolvi comprar uma casa linda, que tinha de tudo. Porém, eu resolvi ensinar às minhas crianças um pouco de disciplina, sendo que displina, é claro, significa que eles tem que fazer tudo o que eu mandar sem questionar. Para isso, eu fiz o seguinte: eu coloquei no meio da casa uma cesta cheia de chocolates e doces, todos eles com as embalagens mais brilhantes e com os sabores mais gostosos, e falei para eles que era terminantemente proibido para eles pegarem qualquer chocolate dali. Eles me perguntaram por quê, e eu disse "porque eu tô mandando". Daí eu fiquei observando (coloquei câmeras pela casa toda, para observar as crianças). Nesse meio tempo, por sinal, eu deixei entrar na minha casa uma sobrinha que era meio desequilibrada, tinha problemas com drogas e que tinha prometido que ia desgraçar minha família toda. Achei que seria bom para as crianças conviver com ela, Um dia, esta sobrinha desequilibrada, aproveitando de sua maior experiência, convenceu a minha filha, na sua inocência de criança, a comer um chocolate que eu havia proibido, e juntas elas convenceram meu filho a comer também. Era o que eu esperava para ensinar para eles uma lição: eu chamei os dois, gritando alto como um trovão, e expulsei meus dois filhos de casa, porque eles tinham me obedecido. Além disso, eu implantei um vírus neles, para que eles morressem dentro de um espaço de tempo, e além disso, eu fiz minha filha passar por uma intervenção cirurgica para que ela sangrasse uma vez por mês... Agora eu pergunto: eu sou ou não sou um pai maravilhoso? Existe pai melhor do que eu? Por favor, se você acha que isso é ser um bom pai, deixe os parabéns para mim, para eu ter ainda mais certeza de que estou fazendo um bom trabalho (isso eu exigo das minhas crianças também, que mesmo expulsas de casa, elas me mandem uma carta a cada semana me agradecendo por ser um bom pai e me dizendo como eu sou maravilhoso).
    24 respostas · Religião e Espiritualidade · 8 anos atrás
  • Para todos os ateus e pessoas sem fé?

    Bom, eu sou ateu também, simplesmente porque não tenho fé em qualquer deus ou ser sobrenatural. Mas, quando analisamos o assunto racionalmente e honestamente, temos que considerar todas as possibilidades, e uma delas é a de que nós, ateus, podemos ser "defeituosos", ao não ter um "sentido" que outros seres humanos têm, que capta certos aspectos da... mostrar mais
    Bom, eu sou ateu também, simplesmente porque não tenho fé em qualquer deus ou ser sobrenatural. Mas, quando analisamos o assunto racionalmente e honestamente, temos que considerar todas as possibilidades, e uma delas é a de que nós, ateus, podemos ser "defeituosos", ao não ter um "sentido" que outros seres humanos têm, que capta certos aspectos da realidade, sendo este sentido, a fé. Sabemos que a fé existe e que pode agir sobre o corpo, como demonstrado por inúmeras experiências com o famoso "efeito placebo". Sendo assim, pergunto: Você já considerou, ou considera, nos seus raciocínios sobre a questão, a possibilidade de que nós ateus podemos ter um "defeito de nascença", que nos falte um "sentido", ou seja, a fé? Se sim ou não, por quê? Pergunto porque fico curioso se, entre os ateus, existe mais alguém que já tenha levado em conta esta possibilidade. Abs.
    15 respostas · Religião e Espiritualidade · 9 anos atrás
  • Especialmente para os cristãos protestantes?

    As igrejas protestantes se baseiam na idéia de que o catolicismo deturpou o cristianismo, e que a reforma, cujo principal líder foi Martilho Lutero, trouxe de volta o "verdadeiro cristianismo". Porém, Lutero fez algumas declarações, no mínimo, "controversas", e eu gostaria de saber a opinião dos atuais protestantes/evangélicos/crentes ou a... mostrar mais
    As igrejas protestantes se baseiam na idéia de que o catolicismo deturpou o cristianismo, e que a reforma, cujo principal líder foi Martilho Lutero, trouxe de volta o "verdadeiro cristianismo". Porém, Lutero fez algumas declarações, no mínimo, "controversas", e eu gostaria de saber a opinião dos atuais protestantes/evangélicos/crentes ou a denominação que preferirem, sobre as seguintes frases de Lutero: "A Razão deveria ser destruída em todos os cristãos. Ela é o maior inimigo da Fé". "Quem quer que se diga cristão deve arrancar os olhos de sua razão". "A fé deve sufocar toda a razão, o senso comum e o entendimento" "Os loucos, aleijados, cegos e mudos são homens em quem os demônios fizeram sua morada. Os médicos que curam estas enfermidades como se tivessem causas naturais são idiotas ignorantes" "As pessoas deram ouvidos a um astrólogo novato (Copérnico) que lutou para provar que a terra é que gira, não os céus ou o firmamento, o sol e a lua... Este louco quer contrariar toda a ciência da astronomia. Mas as Sagradas Escrituras nos dizem (Josué 10:13) que Josué ordenou que o sol parasse e não a terra". "As palavras e atos de Deus são bem claros: as mulheres foram feitas para ser esposas ou prostitutas". "Não há maior defeito numa mulher que o desejar ser inteligente". "Vejam como são débeis e pouco saudáveis as mulheres estéreis. As que foram abençoadas com muitos filhos são mais saudáveis, limpas e alegres. Mas se eventualmente se esgotam e morrem, não importa. Que morram dando à luz, pois para isto existem" "O pecado não pode nos separar de Cristo, mesmo que cometamos adultério cem vezes por dia e outros tantos assassinatos". "Deus não salva pecadores fictícios. Seja um pecador e peque vigorosamente... Nem por um instante pense que esta vida é a morada da justiça. O pecado deve ser cometido" "É impossível para o cristão e para a verdadeira igreja subsistir sem derramar sangue, pois seu adversário, o Diabo, é assassino e mentiroso. A igreja cresce e progride através do sangue: ela está banhada em sangue" "Quanto aos plebeus, é preciso ser duro com eles e cuidar para que façam seu trabalho; que, sob ameaça da espada e da lei, eles cumpram com seus deveres religiosos, assim como você acorrenta os animais selvagens" "Se os camponeses se rebelam abertamente, eles estão agindo contra a lei de Deus. Todos os que puderem devem espancá-los, derrubá-los e matá-los... pois não há nada mais venenoso ou prejudicial ou demoníaco que um rebelde. É exatamente como matar um cachorro louco" "Não percam tempo com os hereges; podem ser condenados sem ser ouvidos. E, enquanto queimam na estaca, os fiéis devem destruir a raiz da erva daninha e lavar suas mãos no sangue dos bispos e do papa, que é o demônio disfarçado"
    4 respostas · Religião e Espiritualidade · 9 anos atrás
  • Sobre a perfeição dos anjos?

    Fiz esta pergunta: http://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20081031040538AAvc4pS&r=w E praticamente todas as respostas seguiram o seguinte tema: "deus criou os anjos perfeitos, mas deus deu a eles livre arbítrio e eles erraram". Vejamos: perfeição significa a ausência de falhas. Se deus criou os anjos perfeitos, isso significa que... mostrar mais
    Fiz esta pergunta: http://br.answers.yahoo.com/question/ind... E praticamente todas as respostas seguiram o seguinte tema: "deus criou os anjos perfeitos, mas deus deu a eles livre arbítrio e eles erraram". Vejamos: perfeição significa a ausência de falhas. Se deus criou os anjos perfeitos, isso significa que eles não tinham falhas, inclusive falhas de caráter (como o orgulho, a soberba ou o ciúme). Logo, o argumento do livre-arbítrio para a queda dos anjos não faz sentido, já que mesmo com o livre-arbítrio, sendo eles perfeitos, eles necessariamente escolheriam as melhores opções e não sucumbiriam a falhas de caráter que, sendo perfeitos, eles não poderiam ter. Assim, coloco a pergunta: como poderiam seres perfeitos se rebelar? Se eles eram perfeitos, isso significa que eles se rebeleram por uma causa justa, que eles tinham a verdade ao seu lado (e, consequentemente, deus estaria errado). Se não eram perfeitos, então por que deus os criou imperfeitos, se ele pode tudo e sabe tudo? Não peço que vocês neguem sua fé ao responder, apenas que respondam com lógica, porque as respostas à pergunta anterior, até o momento, caíram quase todas na incoerência lógica do "eles eram perfeitos mas tinham livre-arbítrio e por isso escolheram errado".
    5 respostas · Religião e Espiritualidade · 9 anos atrás
  • Na lógica cristã, deus criou os anjos perfeitos? Sim ou não e, principalmente, por quê?

    Se deus criou os anjos imperfeitos, o que os diferenciaria dos homens? E para que ele os criou imperfeito? E se deus os criou perfeitos, como poderia o "mais belo" ou o "mais perfeito" deles (varia conforme a tradução da bíblia) se "rebelar" e "errar" contra deus?
    Se deus criou os anjos imperfeitos, o que os diferenciaria dos homens? E para que ele os criou imperfeito? E se deus os criou perfeitos, como poderia o "mais belo" ou o "mais perfeito" deles (varia conforme a tradução da bíblia) se "rebelar" e "errar" contra deus?
    11 respostas · Religião e Espiritualidade · 9 anos atrás
  • Perguntas para entender o modo de pensar dos cristãos VI - 2?

    Como a outra caiu no limbo, repito: Continuando a proposta apresentada no link abaixo: http://br.answers.yahoo.com/question/index;_ylt=AmAbY80coUsv7PECa_2bHhTJ6gt.;_ylv=3?qid=20080714125132AAxYF7X Essa eu imagino que é simples, e imagino já saber a resposta, mas mesmo assim pergunto para entender a resposta a algumas das questões... mostrar mais
    Como a outra caiu no limbo, repito: Continuando a proposta apresentada no link abaixo: http://br.answers.yahoo.com/question/ind... Essa eu imagino que é simples, e imagino já saber a resposta, mas mesmo assim pergunto para entender a resposta a algumas das questões anteriores. Você acredita que deve obediência incondicional e irrestrita ao deus em que você acredita (independentemente da forma como você crê que ele se comunica com você)? Você acredita que você deve colocar a vontade de deus acima de tudo, e que se algo é, com 100% de certeza, da vontade dele, então você tem que acatar, não importa o que seja?
    8 respostas · Religião e Espiritualidade · 9 anos atrás
  • Perguntas para entender o modo de pensar dos cristãos VI?

    Continuando a proposta apresentada no link abaixo: http://br.answers.yahoo.com/question/index;_ylt=AmAbY80coUsv7PECa_2bHhTJ6gt.;_ylv=3?qid=20080714125132AAxYF7X Essa eu imagino que é simples, e imagino já saber a resposta, mas mesmo assim pergunto para entender a resposta a algumas das questões anteriores. Você acredita que deve obediência... mostrar mais
    Continuando a proposta apresentada no link abaixo: http://br.answers.yahoo.com/question/ind... Essa eu imagino que é simples, e imagino já saber a resposta, mas mesmo assim pergunto para entender a resposta a algumas das questões anteriores. Você acredita que deve obediência incondicional e irrestrita ao deus em que você acredita (independentemente da forma como você crê que ele se comunica com você)? Você acredita que você deve colocar a vontade de deus acima de tudo, e que se algo é, com 100% de certeza, da vontade dele, então você tem que acatar, não importa o que seja?
    4 respostas · Religião e Espiritualidade · 9 anos atrás
  • Perguntas para entender o modo de pensar dos cristãos V?

    Continuando a proposta apresentada no link abaixo: http://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20080714125132AAxYF7X&r=w Mais uma pergunta: Você aceita a possibilidade de que algum ponto daquilo em que você crê pode estar errado? Não digo toda a sua crença, tudo aquilo em que você crê, mas alguns pontos? Você consegue aceitar a... mostrar mais
    Continuando a proposta apresentada no link abaixo: http://br.answers.yahoo.com/question/ind... Mais uma pergunta: Você aceita a possibilidade de que algum ponto daquilo em que você crê pode estar errado? Não digo toda a sua crença, tudo aquilo em que você crê, mas alguns pontos? Você consegue aceitar a possibilidade que nem tudo o que você crê é necessariamente verdade?
    16 respostas · Religião e Espiritualidade · 9 anos atrás
  • Perguntas para entender o modo de pensar dos cristãos IV?

    Continuando a proposta apresentada no link abaixo: http://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20080714125132AAxYF7X&r=w E que continuou com estas... mostrar mais
    Continuando a proposta apresentada no link abaixo: http://br.answers.yahoo.com/question/ind... E que continuou com estas perguntas: http://br.answers.yahoo.com/question/ind... http://br.answers.yahoo.com/question/ind... Aí vai a nova pergunta: Na sua opinião, o direito se baseia no poder? Aqueles que detem o poder (seja ele político, físico, autoridade paterna, monetário, de posse ou qualquer outra forma) tem o direito de subjugar os mais fracos? Se eu sou, por alguma razão, mais poderoso que alguém, eu tenho direito de determinar sua vida? Aqueles que dependem de mim tem por obrigação obedecer à minha vontade, e aqueles que me devem algo estão sujeitos, por direito, à minha autoridade? Enfim, se eu posso, é meu direito?
    14 respostas · Religião e Espiritualidade · 9 anos atrás
  • Perguntas para entender o modo de pensar dos cristãos III?

    Continuando a proposta apresentada no link abaixo: http://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20080714125132AAxYF7X&r=w Uma nova pergunta: Um homem conseguiu criar um produto que cura o câncer. O remédio deve ser tomado diariamente, por um ano, para que a cura seja efetiva, e caso aplicado corretamente, ele tem eficácia de 100%. Milhões... mostrar mais
    Continuando a proposta apresentada no link abaixo: http://br.answers.yahoo.com/question/ind... Uma nova pergunta: Um homem conseguiu criar um produto que cura o câncer. O remédio deve ser tomado diariamente, por um ano, para que a cura seja efetiva, e caso aplicado corretamente, ele tem eficácia de 100%. Milhões de pessoas ganham nova esperança ao saber do remédio, e começam o tratamento a base do mesmo. Porém, após exatos 6 meses, o homem anuncia que vai parar a produção do remédio naquele momento e que, além disso, vai destruir a receita para que ele nunca mais seja fabricado. A razão que ele alega é: "eu fui o autor do remédio, eu tenho direito de destruí-lo", e simplesmente ignora os protestos contrários dos portadores de câncer e de suas famílias. Na sua opinião, ele tem este direito? O fato de ele ter criado o remédio dá a ele o direito absoluto sobre o mesmo, não importa as conseqüências? O autor tem direito absoluto sobre sua obra, mesmo após a obra já ter passado a fazer parte da vida das pessoas?
    16 respostas · Religião e Espiritualidade · 9 anos atrás
  • Perguntas para entender o modo de pensar dos cristãos II?

    Continuando a proposta apresentada no link abaixo: http://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20080714125132AAxYF7X&r=w Uma nova pergunta, mas bastante interligada à primeira: Seus pais tem total direito sobre você e sua vida, por serem seus pais? Ou os filhos são seres independentes dos pais e, como tal, tem direito à sua... mostrar mais
    Continuando a proposta apresentada no link abaixo: http://br.answers.yahoo.com/question/ind... Uma nova pergunta, mas bastante interligada à primeira: Seus pais tem total direito sobre você e sua vida, por serem seus pais? Ou os filhos são seres independentes dos pais e, como tal, tem direito à sua individualidade? Sua vida, e o seu direito a viver inclusive, pertence a você ou a seus pais? Abs.
    16 respostas · Religião e Espiritualidade · 9 anos atrás
  • Perguntas para entender o modo de pensar dos cristãos.?

    Olá, Bom, sou ateu, sempre declarei isso. Mas, além de me interessar por mitologia e sistemas de crença, me interesso em conhecer o pensamento dos religiosos. E tenho algumas dúvidas sobre como é o raciocínio dos cristãos em alguns pontos. Desta forma, vou fazer, de acordo com o que meu tempo me permitir, uma série de perguntas sobre ponto de... mostrar mais
    Olá, Bom, sou ateu, sempre declarei isso. Mas, além de me interessar por mitologia e sistemas de crença, me interesso em conhecer o pensamento dos religiosos. E tenho algumas dúvidas sobre como é o raciocínio dos cristãos em alguns pontos. Desta forma, vou fazer, de acordo com o que meu tempo me permitir, uma série de perguntas sobre ponto de vista de algumas situações especialmente voltadas (mas não limitadas) para os cristãos. Vou fazer a primeira nesta pergunta, e as próximas que fizer eu vou colocar o link para esta, que tem a explicação. Aqueles cristãos que puderem, e quiserem, me ajudar, eu agradeço. A primeira pergunta então é: Na sua opinião, um rei (ou imperador, ou presidente, ou legislador, etc...) que estabeleça uma lei tem o direito de não obedecê-la, por ser ele quem a fez? Abs.
    20 respostas · Religião e Espiritualidade · 9 anos atrás